“Lutei para escapar da infância o mais cedo possível. E assim que consegui, voltei correndo pra ela.” - Orson Welles

Ah! Já observaram uma criança brincando? Ela entra no mundo da imaginação, liberta seu corpo e deixa se envolver por movimentos tão leves e soltos com tamanha perfeição que é lindo de se ver. 

Esse é o papel da Educação Física na Educação Infantil, permitir a criança que ela brinque e através do brincar aprenda lições importantes para a vida. A brincadeira as leva, de maneira muito gostosa, a se envolver consigo mesmas e com os seus semelhantes, criando um caráter generoso e solidário, mas também competitivo e guerreiro, preparando-as para encarar lá na frente os desafios e obstáculos da vida. 

Aquelas brincadeiras que parecem um desastre e deixam as mães de “cabelos em pé” como: rolar na grama, brincar na areia e ficar todo sujo, fazer bolhas de sabão, correr sem rumo e pular barreiras são as que mais vão trazer benefícios a essas crianças. O desenvolvimento motor agradece! Quanto maior for seu repertório de movimentos nessa fase da vida, mais terá coordenação e consciência do seu corpo futuramente. 

Essas vivências e experiências com o corpo possibilitam que a criança descubra seu limite, valorize seu próprio corpo, compreenda suas possibilidades e perceba a origem de cada movimento.

A escola infantil é um lugar de descobertas e de ampliação das experiências, a Educação Física nesse ambiente possibilita uma variedade de vivencias que aprimoram esse desenvolvimento. Nenhuma criança se cansa de brincar por isso é o meio mais importante para o enriquecimento de saberes tanto motores quanto cognitivos.

É preciso resgatar essas vivências, oportunizando as crianças atividades físicas prazerosas e com muito movimento, pois, é brincando as crianças constroem seu próprio mundo. O movimento não se relaciona ao desenvolvimento apenas do corpo. As atividades de pensar, a resolução de problemas, a criatividade, a criticidade e outras habilidades importantes para a vida da criança são intrínsecas às atividades de Educação Física.

Durante a prática lúdica, a criança exercita suas capacidades de relacionamento, aprende a ganhar, a perder, opor-se, expressar suas vontades e desejos, negociar, pedir, recusar, compreende que não é um ser único e que precisa viver em grupo respeitando regras e opiniões contrárias; enfim, adquire afeição. 

Brincando, educa sua sensibilidade para apreciar seus esforços e tentativas, o prazer que atinge quando consegue finalizar uma tarefa (montar um quebra-cabeça ou pegar o colega) faz com que se sinta realizada por atingir uma meta, levando-a a auto-estima. A brincadeira desafia a criança e a leva a tingir níveis de realização acima daquilo que ela pode conseguir normalmente.

PERMITA O MOVIMENTO DA CRIANÇA, ESTIMULE A FANTASIAR, VOLTE A SER CRIANÇA COM ELA, BRINQUE... E DEIXE O CELULAR PARA DEPOIS!

Amanda Pessôa, graduada em Educação Física pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos

 

Pergunte a seu filho como ele se sente. Você pode dizer que irão trabalhar juntos para ajudá-lo. As crianças, muitas vezes, sabem do que precisam!

Tente identificar como estão as relações de seu filho e seu rendimento na escola. Essas situações costumam estar relacionadas com o medo/ansiedade.

Crianças muito cobradas podem ficar ansiosas. Acompanhe notas e tarefas, mas seja flexível. Nem mesmo os adultos conseguem sempre “nota 10”!

Perceba se houve alguma mudança importante na rotina de seu filho ou da família. As crianças são muito sensíveis e percebem quando algo não vai bem na vida familiar.

Seu filho pode estar tendo fantasias de que será esquecido ou com medo dos pais morrerem ou abandoná-los. Conte a ele o que estará fazendo e cuide para não se atrasar ao pegá-lo.


Estabeleça uma rotina: faça com que o preparo para ir à escola seja previsível para diminuir a ansiedade.

Peça para seu filho escolher um pequeno objeto para levar à escola: serve como um confortador, para que ele olhe quando sentir saudades ou medo. Só vocês saberão desse objeto, como uma forma de cumplicidade.

Converse sobre a coragem: Coragem é fazer alguma coisa mesmo quando se tem medo. Veja filmes (como o Rei Leão) ou conte historinhas que falam sobre o assunto. Ele vai se sentir melhor sabendo que não é o único a ter medo e se sentirá mais forte para enfrentá-lo.
 
Entendendo o que está acontecendo você logo deve perceber uma redução da ansiedade. Se isso não acontecer, procure ajuda profissional.

Thainá da Rocha Silva Psicóloga especialista em infância e adolescência.

A arte é uma atividade dinâmica e integradora, com um papel fundamental na educação. O desenho, a pintura, a música, o teatro..., conformam um processo complexo no qual a criança reúne diversos elementos de sua experiência para realizar uma nova ação, com um novo significado. Nesse processo de selecionar, interpretar e reformar esses elementos, a criança nos oferece algo mais que um desenho, uma música ou uma escultura, nos proporciona uma parte de si mesmo: como pensa, como sente, como vê.

Se bem que existem passos definidos no processo criador, e evidente que a criança cria com qualquer grau de conhecimento que possua nesse momento. A ação mesma de criação pode lhe proporcionar novos enfoques e conhecimentos para desenvolver uma ação no futuro, pois provavelmente a melhor preparação para criar, seja a criação em si.

Para as crianças, a arte é, fundamentalmente, um meio de expressar-se. As crianças são seres dinâmicos e para elas a arte é uma linguagem do pensamento. Elas expressam seus pensamentos, seus sentimentos e seus interesses nos desenhos que realizam e demostram o conhecimento que possuem do ambiente, por meio da expressão criadora.

“É papel da escola estabelecer os vínculos entre os conhecimentos escolares sobre a arte e os modos de produção e aplicação desses conhecimentos na sociedade. Por isso um ensino e aprendizagem de arte que se processe criadoramente poderá contribuir para que conhecer, seja também, maravilhar-se, divertir-se, brincar com o desconhecido, arriscar hipóteses ousadas, trabalhar muito, esforçar-se e alegrar-se com descobertas. Porque o aluno desfruta na sua própria vida as aprendizagens que realiza.” (PCN,Arte, p31).

Arte na escola:

Teatro:
Como tema transversal, dá o suporte que a escola precisa para afiançar conhecimentos, pois através da vivência lúdica o aluno se apropria dos conteúdos estudados.
“O teatro, com a poética de seu texto, com sua corporalidade, com a sintaxe das vozes, com a estética do espetáculo cênico, com a semântica das músicas e com seu fluxo de tempo semelhante ao tempo vivido é intensa oficina de vida.” (Ruth Salles).

Desenho , escultura, modelagem:
Um artista de qualquer idade, manipula, modifica o material artístico e consegue um produto que é sua própria expressão.

Estimular a criança, tanto no lar quanto na escola, no desenvolvimento das competências artísticas é uma grande responsabilidade de professores e pais, se quisermos possibilitar o crescimento de seres livres, criativos e responsáveis de suas próprias possibilidades como ser humano.


Mercedes Sánchez
educadora de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

 • Publicado na Revista Usina da Cultura - número 08 - Dezembro de 2013.

Deixe seu comentário

SERRA GAÚCHA - LUGARES PARA CONHECER

view_module reorder

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...