Contact Us

Redação Usina

Redação Usina

10/03 - Yanto Laitano lança Yantux em São Francisco de Paula, na casa SOMA stars

Yanto Laitano apresenta seu novo trabalho, Yantux, um show de som, luz e imagens que conta a história de um personagem lunático. O show segue o roteiro original do disco e conta com projeções do início ao fim. Serão apresentadas ao vivo, todas as canções, vinhetas e conversas telefônicas entre os personagens, acompanhadas de projeções de vídeo arte.

O músico também vai apresentar seus clássicos Meu Amor, Eu não sou daqui e Porto Alegre Blues e estará acompanhado por Beto Chedid (guitarra, violão, harmônica, efeitos e voz) e pela vídeo artista Jana Castoldi (projeções).

O disco Yantux está disponível nas principais plataformas digitais (links ao final do texto).


::: SERVIÇO :::
Yanto Laitano lança "Yantux" em São Francisco de Paula
Quando: 10/3 (sábado)
Horário: 19h
Onde: SOMA ARTE CULTURA (Rua Floriano Peixoto, 46. São Francisco de Paula/RS)

Ingressos: R$ 20,00 (limitados)


Sobre Yantux

Ver no youtube

Yantux é um disco conceitual, com uma série de músicas conectadas que contam a história de um personagem que vive entre viagens psicodélicas e paixões que terminam tão rápida e intensamente quanto começaram.

Ouvidas em sequência, as 18 faixas revelam uma história, paisagens sonoras e uma série de personagens. Ao mesmo tempo, as canções são independentes e, quando ouvidas separadamente, não dão a impressão de possuir uma narrativa.

São nove canções - divididas entre rocks viscerais, temas mais suaves, baladas e músicas instrumentais - costuradas por vinhetas na forma de ligações telefônicas e gravações na secretária eletrônica. Todas as letras e músicas são composições de Yanto Laitano. A produção musical foi feita por Yanto, Vicente Guedes e Beto Chedid.

No disco, além do próprio Laitano como Yantux, os personagens são interpretados por Júlio Reny (Camarada), Marina Mendo (Neo-Hippie) e Elisa Heidrich (Xuxu). Além disso também Adriana Deffenti, Viviana Herrera, Rodrigo e Luciana Delacroix interpretam outros personagens do universo do protagonista.

O disco Yantux está disponível nas principais plataformas digitais:
Youtube: https://goo.gl/ZXCchB
Spotify: https://goo.gl/chyMEA
iTunes/Apple: https://goo.gl/ykvFWV
Google Play: https://goo.gl/h69MjK
Deezer: https://goo.gl/su5egX
ONErpm: https://goo.gl/LVyy4u
Amazon: https://goo.gl/Hpa968
Tidal: https://goo.gl/opMXvU
Groove: https://goo.gl/oyP7YC
Napster: https://goo.gl/8xgZfR

São Francisco de Paula deu início ontem à criação do inventário histórico cultural da cidade stars

Uma ação conjunta entre a Secretaria Estadual de Cultura (Sedactel) e a administração de São Francisco de Paula deu início nesta quarta-feira (21) ao rastreamento do patrimônio histórico cultural do município. O trabalho reunirá técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) e profissionais da cidade. 

Os profissionais designados para o trabalho são a arquiteta Tatiane Ferreira Ribeiro, coordenadora de projetos da Secretaria de Planejamento, a historiadora e mestre em Cultura Cláudia Duarte, e a estagiária Júlia Demenigui da Silva. A realização do Sistema de Rastreamento Cultural tem previsão de até oito meses para a conclusão.

O acordo de cooperação técnica foi firmado no prédio histórico da prefeitura, com a presença do secretário estadual da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo, da diretora do Iphae, Renata Galbinski Horowit, do prefeito Marcos Aguzzolli, do secretário de Cultura, Turismo e Desporto, Rafael Castello Costa, e da coordenadora da Cultura, Lúcia Pires. O evento contou com vereadores, secretários e representantes da comunidade cultural, como o músico Israel Da Sois e a editora da Revista Usina da Cultura Cecilia Sanchez.

 

 

São Francisco de Paula dá início à criação do inventário histórico cultural do município stars

Governo do Estado e prefeitura assinam nesta quarta-feira (21) acordo de cooperação técnica com a presença do secretário Victor Hugo na cidade 

Uma ação conjunta entre a Secretaria Estadual de Cultura (Sedactel) e a administração de São Francisco de Paula dará início nesta quarta-feira (21) a execução do sistema de rastreamento do patrimônio histórico cultural do município. O trabalho reunirá técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) e profissionais da cidade. O acordo de cooperação técnica será firmado oficialmente em São Chico, no prédio amarelo da prefeitura, às 17h, com a presença do secretário estadual da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo, da diretora do Iphae, Renata Galbinski Horowitz, e do prefeito Marcos Aguzzolli.

Com o objetivo de mapear e preservar a história do município para as futuras gerações, o inventário promoverá a catalogação de bens edificados cuja presença arquitetônica seja significativa para identificar a cultura local ou que possuam ligação com fatos importantes para a história do município. Técnicos do IPHAE virão a São Francisco de Paula para instruir e acompanhar uma equipe local formada exclusivamente para atuar na identificação e registro dos bens de valor cultural. O inventário é o instrumento necessário para a implantação da política municipal de preservação.

Os profissionais designados para o trabalho são a arquiteta Tatiane Ferreira Ribeiro, coordenadora de projetos da Secretaria de Planejamento, a historiadora e mestre em Cultura, Cláudia Duarte, e a estagiária Júlia Demenigui da Silva. A realização do Sistema de Rastreamento Cultural tem previsão de até oito meses para a conclusão.

“O envolvimento da equipe local, devidamente treinada e acompanhada pelo Instituto, é a melhor forma de construção do inventário e de aproveitamento do conteúdo pela comunidade”, diz a diretora do Iphae, Renata Horowitz. A documentação final será destinada ao município, ao Iphae e ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O Iphae fará uso das informações como meio de reconhecimento dos bens de valor cultural no município, visando ao estabelecimento das políticas públicas de preservação em nível estadual, cabendo ao município a utilização das informações como instrumento de reconhecimento dos exemplares passíveis de tombamento.

Informações:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(51)98122-9680

Dia 24/02 - Sessão de cinema aberto ao público no Anfiteatro Nossas Raízes, em São Chico stars

São Francisco de Paula promove sessão do Ecocinema

Longa-metragem Colegas terá projeção gratuita e com uso de energia solar no sábado (24), às 20h, no auditório Nossas Raízes

O auditório Nossas Raízes (Avenida Getúlio Vargas) vai receber no sábado (24), a partir das 17h, o projeto itinerante Ecocinema criado na Holanda e que faz sucesso na Europa, México, Uruguai, Chile, Equador, Argentina e Brasil. A projeção gratuita na telona inflável será do filme brasileiro “Colegas”, dirigido e roteirizado por Marcelo Galvão, e a comunidade poderá participar de oficina livre de demonstração do veículo movido à energia solar usado para a exibição cinematográfica. O público também poderá conhecer o uso doméstico dos sistemas de energia solar.

O filme brasileiro “Colegas” é o primeiro filme protagonizado por três jovens com Síndrome de Down. Colegas do Instituto Madre Tereza e inspirados pelo filme Thelma & Louise, eles resolvem fugir no velho carro do jardineiro em busca de seus sonhos. É uma divertida aventura que trata de forma poética coisas simples da vida.

O ECOCINEMA BRASIL é apresentado por Ministério da Cultura e BRDE – Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul.

Sobre o ECOCINEMA

O EcoCinema Brasil é uma plataforma de cinema com fácil instalação com tela inflável gigante e utilização de energias renováveis para seu funcionamento, é gratuito, ao ar livre e inclui oficinas que visam gerar consciência em toda a população sobre a importância no cuidado do meio ambiente e a difusão da Energia Sustentável. Foi criada com conceito para rodar a América Latina pelos uruguaios Gonzalo Lamela e Federico Lemos, da Medio&Medio Films.  No Brasil, o projeto é feito em parceria com a Fato Comunicação Integrada. No Brasil a estreia nacional ocorreu no Rio Grande do Sul, em Gramado, no 19ª Festival Mundial de Publicidade de Gramado em 2013.

Cinema na Praça

O auditório Nossas Raízes fica em uma praça da cidade. Seu palco e arquibancadas foram revitalizados para receber o evento e a programação dá início a um novo ciclo de apresentações culturais no espaço. A Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto do município capitaneou a reforma com o objetivo de promover diversão, autoestima e estimular a formação de plateia e espectadores de cinema. O público esperado são jovens e adolescentes da rede pública que participam da programação de volta às aulas, alunos da Apae e comunidade em geral. 

 

Serviço:
O que: sessão de cinema gratuita, com o filme Colegas, de Marcelo Galvão
Quando: dia 24 de fevereiro, às 20h
Onde: Auditório Nossas Raízes, avenida Getúlio Vargas, São Francisco de Paula
Programação: oficina livre sobre o uso de energia solará partir das 17h

Em caso de mau tempo, a sessão será realizada no Ginásio Municipal. Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .
Lúcia Pires (51)98122-9680

Um convite para o Sentir - ORIGENS GATHERING - Ano VI stars

Música- Cultura- Informação 9-11 de Março de 2018

No seu sétimo ano de história, o Festival Origens Gathering mostra que amadureceu e criou raízes para firmar seu propósito na cena trance do Rio Grande do Sul. Após edições épicas, como o frio de -7o em Criúva (RS) no ano de 2012 e a produção em grande estilo na edição de 2016 “Velhos Tempos- Novos Ventos”, já na atual casa São Francisco de Paula (RS), o Origens prepara uma festa surpreendente para seu Ano VI.

Com o slogan “Música- Cultura- Informação”, e com sede em uma das paisagens mais estonteantes do RS, a Fazenda Paradouro Rota das Barragens; o festival busca promover uma experiência sensorial para seu público, onde a união dos três pilares: música eletrônica, cultura trance e informação somam-se para vibrar em um organismo vivo e dançante.

O festival Origens acredita que a música não é algo apenas para escutar, mas também para sentir. Sentimentos são inexplicáveis, e é muito bom poder transborda-los e expressá-los em arte, em MÚSICA! E é nesse momento que o festival se realiza, pois seu propósito é fazer com que através da música sejam liberados fortes sentimentos para que unidos pulsem em uma experiência singular. Para isso a Pista Sensorial recebe um line de peso e conta com o soundsystem da Bud Sounds e com a decoração renomada dos psicodélicos Surya Ecoarte Decorações em parceria com os argentinos Djalus.

Com o intuito de promover novas experiências o festival preparou um line up repleto de estilos e linhas de som do psytrance. Para os que já conhecem, a pegada Origens segue a mesma, com transições que vão desde os bpms mais baixos aos mais altos passando por vertentes do progressive trance e dark, psytrance, psychedelic, forest, dark e hitech. Para isso foi escalado um time de djs sérios e profissionais, alguns dos melhores djs sets e lives do nosso estado (Rio Grande do Sul) e artistas mundialmente reconhecidos (Dark Prisma e Deviant Force Records).

E não termina aqui! Contando com a experiência de anos da equipe Origens em organizar Chill outs, este ano o evento inova montando a Pista Simbiose. Um espaço que mistura chill out, cinema e atividades artísticas. O line é formado pelos integrantes do Erê Chill- Escudo do Sul, com djs sulistas conhecidos nacionalmente por seu trabalho. A curadoria da programação de filmes e documentários promete muita psicodelia, fazendo da Pista Simbiose uma boa pedida para curtir no festival.

Com anos de aprendizado, nesta edição, o festival Origens Gathering procura fazer o seu melhor, trazendo diferentes trabalhos de performance, live painting, vj e mapping nacionais e internacionais. Além de fornecer uma estrutura ótima para camping, com banheiros, chuveiros quentes, restaurante do local e vila gastronômica com opções de lanches veganos e vegetarianos.

O festival Origens tem muita história para contar, momentos lindos de expansão e muita música. Venha sentir as altas vibrações que só unidos podemos gerar! Faça parte desta história, divirta-se, jogue-se nas pistas e sinta toda essa energia!

Sejam bem vind@s ao Origens Gathering! SENTE A VIBE!

Com carinho, Equipe Origens

Alegria e purpurina em Paraty stars

texto e fotos: Andrea Dórea

Pelas ruas da cidade os foliões desfilam sua alegria. Um boneco gigante com a cara engraçada avança em minha direção e do meio de sua barriga sai um grito aterrorizante. Eu grito também.

Na rua paralela o bloco passa colorindo a paisagem e arrastando a multidão. Eu não resisto, engulo em seco o meu medo de multidões e vou atrás da música, o coração disparado e um arrepio que desce pela espinha e se expande pelos braços. Viro criança, misturada na massa que grita de euforia.

Suor e purpurina pelas ruas de Paraty, a alegria é legitima durante os quatro dias de folia, quando o povo esquece a dureza da lida e sai pulando atrás da música. Crianças nas ruas, famílias inteiras, amigos, conhecidos e desconhecidos, não importa, é carnaval. Somos uma massa colorida e cintilante, em fantasias bem humoradas e com a boca escancarada. Carnaval na beira do mar tem gosto de brisa, relax na areia e água do mar para tirar o suor.

Foi no bloco da lama que me deparei com feras e soltei as minhas também. O povo mergulha no mar de lama na ponta da praia da Jabaquara e ali mesmo prepara sua fantasia. Uns usam galhos e folhas como adereços, outros fazem desenhos pelo corpo coberto de lama. O carro desfila em meio a uma fumaça laranja e a multidão sai em marcha bradando um grito de guerra e distribuindo abraços. É impactante, mas quem quer ser abraçado por alguém coberto de lama?

Eu queria uma foto e foi então que notei um grupo de estátuas vivas de lama que gritava, olhando em minha direção. Uma delas se aproxima enquanto preparo o clique, parando perto de mim. Após uma breve hesitação diante do alerta em meu olhar: “não se atreva a me abraçar!”, ganho um abraço de lama com gritos de “uga-uga-ha-ha” e entendo que carnaval é tempo de brincadeiras, deixo a câmera com uma amiga e corro atrás do caminhão de água, que dá banho frio na gente e lava a lama do mangue.

Carnaval em Paraty é sair pelas ruas cantando atrás dos blocos, abraçar os amigos, a roupa grudada no suor do corpo e os pelos arrepiados com a música e a beleza das ruas de pedra. É a cerveja na carrocinha e o sanduba da madrugada. É sair no bairro da Jabaquara seguindo o Bloco do Arrastão e ver que a alegria está disponível para todas as idades, raças, crenças e classes, basta vestir a fantasia do amor e dançar com a multidão.

 

Andrea Dórea é artista plástica, fotógrafa, graduada em Letras Espanhol e Literaturas. Nascida no Rio de Janeiro, viveu em São Paulo, Rio Grande do Sul e atualmente em Paraty, RJ. Desde os anos 90 produz peças artísticas traduzidas em pinturas, desenhos, esculturas e objetos; além de fotografias feitas nas ruas, em grandes eventos ou em apresentações artísticas de dança, música ou teatro. Sua paixão pela literatura a levou a estudar Letras e a produzir textos em forma de contos, crônicas, poemas e relatos. Seu trabalho reflete um interesse profundo pelas questões humanas, as artes e a cultura. A versatilidade da artista lhe permite mesclar técnicas e linguagens, algo recorrente em suas obras.

Celebração do Ano Novo Tibetano stars

É com muita alegria que o Khadro Ling realizará a apresentação pública de danças sagradas tradicionais, no dia 18 de fevereiro, domingo, às 10h da manhã.

O evento concluirá as comemorações do Ano Novo Tibetano, o Losar. O ano que se inicia é o de 2145, ano do cachorro de terra, de acordo com o calendário tibetano.

Para mais informações acesse: https://chagdud.com.br/novidades/celebracao-ano-novo-tibetano/

As danças são realizadas com indumentárias, máscaras e implementos tradicionais tibetanos e representam a meditação em movimento. Elas expressam a aspiração de que a paz e a harmonia aumentem para todos os seres; e que o poder da intenção positiva de evitar que qualquer escuridão, distúrbios ou energias negativas do ano que passou sejam levados para o ano seguinte. Neste ano, as cerimônias do Losarserão lideradas por Chagdud Khadro, diretora espiritual do Chagdud Gonpa Brasil.

Importante:

  • As danças terão início às 10h, pontualmente. Agende-se para chegar ao local com antecedência para estacionar o carro e acomodar-se com tranquilidade. O portão será aberto ao público às 9h.
  • O evento será realizado embaixo de uma tenda, portanto não será cancelado em decorrência de chuva ou tempo ruim.
  • A entrada ao Centro Budista é gratuita. 

Local e acesso:

O Khadro Ling está a 7 km de Três Coroas, com acesso por estrada de terra. Caso você venha de carro de Porto Alegre, siga pela RS-020 em direção a São Francisco de Paula. Dobre à esquerda na parada de ônibus 177, seguindo a sinalização. Se vier pela RS-115, dobre à direita no primeiro trevo de Três Coroas, em direção ao bairro Águas Brancas. Você vai seguir por 7 km em uma estrada de terra. Nas bifurcações, entre sempre à esquerda.

Para mais informações, ligue para a recepção do Centro Budista: 51 3546 8201, ou por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Colunista da Revista Usina lança livro de literatura sobre Israel stars

Daísa Rossetto acaba de lançar um livro que aborda de forma poética a experiência de conhecer Israel

Daísa Rizzotto Rossetto participou de uma viagem em setembro de 2017 para Israel com a intenção de escrever um livro. Durante o tempo em que lá esteve a autora teve a oportunidade de conhecer um pouco de um país onde culminam várias culturas.

A autora do livro Quando o vento sopra em Israel teve a oportunidade de vivenciar as culturas, tradições e aspectos de alguns dos povos que vivem na região. Para quem lê fica a sensação de revelação de um universo singular que dá muitas possibilidades de interpretação.

O livro traz 34 narrativas que exploram a paisagem, os costumes, as formas locais de um jeito bastante particular, passando por lugares conhecidos pela história como o Muro das Lamentações, Mar da Galileia, Rio Jordão e a Universidade Hebraica de Jerusalém.

No entanto, Quando o vento sopra em Israel não se trata de uma obra de caráter político, social ou religioso - embora também tenha seu espaço de estranhamento. O livro diz respeito ao encantamento de alguém frente a um novo mundo até então desconhecido.

Para quem quiser conhecer essa aventura literária o livro está disponível no site da Editora Mikelis . Além disso, é possível entrar em contato com a autora através da página do Facebook Quando o vento sopra em Israel ou pelo perfil pessoal.

Se quiser conhecer alguns textos da Daísa, accesse sua coluna clicando AQUI

Casa Soma reabre com chave de ouro em São Chico stars

A casa Soma reabriu suas portas neste domingo 04/02, com chave de ouro e casa cheia. No palco o Duo Quintal, formado por Diego Costa e Beto Chedid, que apresentou um repertório autoral e instrumental que encheu os ouvidos e os corações dos presentes. Esta primeira sessão realizada na Casa Soma, contou também com a participação do fotógrafo Silvio Kronbauer, que expôs suas fotografias da coleção "Rubro Chico Sobre Tecido". Os quadros seguirão expostos no local durante os próximos dias. O espaço conta também com uma parceria com a Revista Usina da Cultura, que esteve presente neste evento sorteando ingressos para o festival Origens Gathering, e participa também na promoção, divulgação e cobertura dos eventos. 

A proposta é a de ser um espaço cultural na cidade de São Chico, onde as pessoas possam apreciar diferentes expressões artísticas, realizar cursos, oficinas, exposições e apresentações culturais, entre outros. A iniciativa é de Davi Camilo, músico, artesão e luthier, entre outras habilidades. Davi contou para a Revista Usina da Cultura que estão preparando uma agenda de atividades regulares e eventos como este da estréia. 
A Casa Soma está à procura de parceiros para novas ações culturais e em breve divulgará nova agenda de eventos.
 
Casa Soma
Rua Marechal Floriano Peixoto, 46 - Centro - São Francisco de Paula
(54) 99162-8827
 
 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Patrocinadores da cultura