Por que apenas um dia? - por Adriano Villa

Por que apenas um dia? - por Adriano Villa

Às vezes paro para pensar a respeito das datas comemorativas. É sempre uma festa só quando chega o dia das mães, o dia dos pais ou até mesmo um simples aniversário. Parece que as pessoas mais próximas se mobilizam para serem melhores em dias assim, sem mencionar a correria para comprar um presente, uma rosa ou até mesmo, uma pequena lembrancinha, afinal de contas, o que vale é o carinho, não é verdade? 

E falando em rosa, lembro de ter visto muitas mulheres, alguns homens e muitos ambulantes de semáforo vendendo flores no dia das mulheres. Dava até gosto observar como as mulheres carregavam suas rosas, felizes por receberem uma homenagem tão singela em um dia tão especial. Mas, sinceramente, por que dar uma flor para outra flor em um dia especifico? Por que esperamos o mês de maio para dizer o quanto amamos nossas mães? Por que esperamos agosto, outubro ou até mesmo o dia de finados para enviarmos uma oração para os entes queridos que passaram desta para uma melhor? 

Às vezes acho que perdemos muito tempo esperando um determinado momento para fazer algo que podemos fazer nesse exato momento, infelizmente, não sabemos como será o amanhã e nada pior do que terminarmos com uma frase que deveria ser dita para ouvidos que não podem ouvir mais. Sei que as pessoas sabem que as amamos, mas é sempre bom dizer, sabe por que? Quando confessamos aquilo que trazemos em nosso coração nossos olhos brilham e o coração da outra pessoa sabe que nossas palavras são verdadeiras.

Por isso, não deixe de dizer que ama alguém no último segundo do segundo tempo. Não deixe para dar uma flor para a pessoa que é importante para você somente em um dia especial, afinal de contas, você mesmo pode tornar qualquer dia comum em especial, já parou para pensar nisso? Caso não, saiba que, da mesma forma que as pessoas são especiais para você, você é para elas também, por isso, não deixe para demonstrar sua consideração apenas em um determinado dia.



Todos os dias é natal, um dia para vivermos em paz com nosso próximo, um dia especial feito para perdoarmos aqueles que nos decepcionaram ou nos ofenderam de alguma forma, um dia especial para virarmos a página e levarmos em consideração que o amor é melhor do que a indiferença ou que o silêncio velado por alguma razão que talvez nem seja lembrada. Por isso, comemore o amor que somente essa data traz ao nosso coração todos os dias, pois você pode trazer essa felicidade para alguém também.

Todos os dias deveriam ser como o ano novo, sempre comemoramos um novo ciclo em nossas vidas, sempre fazendo novos planos ou insistindo naquilo que acreditamos. Se formos parar para pensar, cada dia realmente é um novo ano. Não precisa ser dia 31/12 de qualquer ano para comemorarmos mais um ano de vitória ou mais um ano de aprendizado ou de esperança por dias melhores... Nossa luta não termina nunca, não é como São Paulo que parece despertar somente depois do Carnaval.

Todos os dias deveríamos comemorar nossos aniversários, lembrando que a cada dia, envelhecemos um pouco mais, lembrando que a cada dia, aprendemos um pouco mais, afinal de contas, idade não é sinônimo de velhice, mas sim de experiência, de sabedoria, a mesma sabedoria que não deixamos de aprender até o momento que fechamos nossos olhos para essa vida. Estamos em constante aprendizado e por mais velhos que sejamos, sempre vamos desejar ter a idade que temos agora em tempos passados, por acharmos que viveríamos melhor de alguma maneira, quando na verdade, vivemos da maneira que precisamos viver por fazer parte de nosso aprendizado.

E precisamos aprender que não precisamos de um dia especial para lembrar de alguém em especial, que todos os dias são especiais e que podemos torna-lo ainda mais especial. Não precisamos esperar um momento para dizer eu te amo, não precisamos esperar por um dia para dizer o quanto amamos nossos pais, não precisamos de um dia para desejar felicidades a alguém, não precisamos esperar um dia para perdoar ou ser perdoado por alguém que ferimos, é preciso fazer o que temos para fazer hoje, pois não sabemos até quando teremos o nosso hoje.

Adriano Villa 
Escritor, cronista & poeta
Vive em São Paulo

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Ajuste de balanço de brancos - por Silvio Kronbauer

Sabe aquelas imagens de cores quentes, aconchegantes? E aquelas imagens de tons frios, que passam certa melancolia a uma cena?...

Deliciosas curiosidades sobre a Pizza

De onde surgiu? Qual a maior, a mais cara e a mais antiga pizza do mundo? Doces, salgadas, tradicionais, exóticas...

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte VI - por Thainá Rocha

A maior dúvida dos pais é: o que fazer quando, depois de explicar as regras e de mostrar os seus...

Economize energia, poupe o bolso e o meio ambiente! - por Celina Valderez

Energia A energia elétrica e a grande evolução dos aparelhos eletrodomésticos revolucionaram a vida na Terra. Esse conforto, porém, tem ajudado...

Valorização das espécies nativas - por Roger França

As plantas nativas, encontradas normalmente na natureza - bosques e capões, além de serem muito bonitas, tem um grande valor...

Gyrokinesis® - por Manuela Coimbra Pinto

Força, fluidez, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, respiração e movimento: tudo isso reunido numa mesma atividade física, que trabalha corpo e mente...

A Argentina que poucos brasileiros conhecem - por Aline Pires

A Quebrada de Humahuaca, pertencente à província de Jujuy, é um vale árido conhecido por sua colonização Inca e por...

Macarrão Paganini - por Rodrigo Fabro 

 Ingredientes: 1 cebola picada 3 dentes de alho picados 1⁄4 de pimentão amarelo, verde e vermelho 500 g frango picado 350...

Função urinária x Inverno - por Luisa Braga Jorge

Com a chegada do inverno, principalmente onde o frio é rigoroso, ocorrem algumas mudanças em nosso organismo, em especial a...

Estar solteiro: bom ou ruim - por Douglas Blanca

Logo no final das férias acadêmicas desse ano, vendo alguns posts nas redes sociais, pude perceber que para algumas pessoas...

Patrocinadores da cultura