Como cuidar de seu jardim no outono? - por Roger França

Como cuidar de seu jardim no outono? - por Roger França

Com a chegada da nova estação, o outono, os dias voltam a ter a mesma duração que as noites, e a umidade no ar fica bem mais elevada. Tais mudanças influenciam as plantas, que começam a produzir o ácido abscísico, hormônio presente na base das folhas, que faz com que elas comecem a cair. Isso acontece para a redução de energia, já que os dias são mais curtos e a temperatura já começa a apresentar uma diminuição. Os cuidados necessários para o jardim nesse período são indispensáveis. Depois das altas temperaturas do verão, as plantas precisam de cuidados, para se prepararem para o inverno. O ideal é fazer uma reforma de jardins. Faça uma limpeza geral em toda área ajardinada, incluindo também os vasos e jardineiras, eliminando ervas daninhas e retirando folhas e galhos secos.
Afofe a terra e adube. Cuidado com as podas, pois não se deve podar espécies que vão florescer no inverno.
Com a perda de grande parte das folhas, temos a oportunidade de verificar as espécies que não estão em boas condições e precisam de um cuidado especial. Nessa época não há necessidade de muitas regas, pois com o final do verão, ocorre o aumento das chuvas e umidade do ar. 

Outono é a estação que lembramos das quedas das folhas e lindas imagens. Mas essa estação é muito importante para a jardinagem.

No Pomar - Pessegueiros, macieiras, pereiras são as primeiras frutíferas a serem podadas, isso após a queda das folhas.

Floríferas - É a época de semear prímulas, álissos e amores-perfeitos. A estação é propícia para reproduzir jasmins e gerânios por estacas, e multiplicar por divisão de touceiras agapantos, gérberas, hemerocális, clorofitos.

Doenças e pragas - Uma pulverização com produtos à base de enxofre é a solução para os ácaros que aparecem nessa época, além de ter uma ação de antiparasitária que também combate o oídio que afeta: azaleias e kalanchões; e os cancros que ferem os troncos das roseiras, gardênias e outros arbustos.

Ventos - Sempre é bom lembrar de colocar suportes de apoio em mudas de árvores, frutífera e arbustos, para não quebrá-las com os ventos.

Plantas de interior - As plantas mais sensíveis ao frio devem ser levadas para um local iluminado e protegido.

Grama - Nesse período a grama entra em dormência, não cresce, e fica com o aspecto de seca por causas das geadas, aí aparecem as ervas daninhas, os famosos “matinhos”.

Roger França, professor e técnico em paisagismo. Proprietário da Tecno Garden Paisagismo sustentável

 

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 23 - Abril de 2015

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural