Rincão Poético: Faz frio... É tarde... A rua está deserta. - por Mário Campello

Rincão Poético: Faz frio... É tarde... A rua está deserta. - por Mário Campello

Faz frio... É tarde... A rua está deserta... 
Um homem de casaca, lentamente passa, alheio ao frio que toda a gente tenta expulsar, debaixo da coberta... Nada vê... Nada ouve... A brisa incerta fustiga seus cabelos rudemente... Um cigarro, a queimar entre seus dentes... Faz frio... É tarde... A rua está deserta... Seu corpo ginga. As pernas, friamente, apressam o passo e some de repente...
Ao certo busca a companhia certa...

Meus olhos perdem a visão circense e tudo fica pouco novamente...
Faz frio... É tarde... A rua está deserta...

Mário Campello, Pelotas-RS



• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 23 - Abril de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

El otoño y la Oktoberfest - por Elena Cárdenas

El otoño ya ha llegado a la ciudad y con él el viento, las lluvias y los cambios de color...

E além de tudo, é ecológico! - por Celina Valderez

O aleitamento materno é um recurso renovável valioso. É um dos poucos alimentos produzidos e liberados para consumo sem nenhuma poluição...

Bonecas em caixas - por Rosana Martins

Guardadas, dentro do guarda-roupa, no quarto dos pais. Como se já não bastasse estarem nas caixas. Intocáveis. Definitivamente fora de...

Caminando en un sueño - por Elena Cárdenas

Cuando se vive en una ciudad nueva es inevitable sentirse emocionado a cada momento, cada día te sientes como si...

Livro - Barba ensopada de sangue - por Daniel Galera

Um professor busca refúgio em Garopaba, após a morte do pai, mergulhando em um isolamento geográfico e psicológico. Ao mesmo...

Atitude

Texto: Autor desconhecido Um pai e seu filho caminhavam pelas montanhas. De repente, o menino caiu e, ferido, chorou. Auuuu!Para sua surpresa...

Os Jovens e a leitura - por Diogo Krevoniz

Quando perguntamos aos estudantes o que gostam de fazer em seu tempo livre, na maioria das vezes, a resposta não...

Rincão Poético: Dos desencontros - por Cláudia Santos Duarte

E mesmo que o calor aqueça O corpo e a alma Os contatos permanecem frios São pálidos os encontros Mornos...

Olho tudo, boca tudo. Pode? - por Giulia Aimi

Carnaval chegando, muitas cores e muito glitter, eis que surge a dúvida: posso usar olho tudo e boca tudo? Com...

Apenas o nariz - por Franco Vasconcellos

Edy Britto e Samuel, uma dessas duplas sertanejas que pipocam e que eu nem sabia que existia (não curto o...

Patrocinadores da cultura