Descobrindo as Relíquias Mineiras - por Lilian Lutz Lindorfer

Descobrindo as Relíquias Mineiras - por Lilian Lutz Lindorfer

Cidades Históricas

A menos de 100 km de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, inicia a jornada a caminho das importantes cidades históricas mineiras.

No século XVII, ocorreu um dos períodos mais ricos da história do Brasil, marcado pelo ciclo do ouro, pela escravidão e pelos ideais revolucionários da Inconfidência Mineira. Conflitos entre brancos e negros deixou sangue no solo mineiro e, é preciso enxergarmos que sua origem se deu por causa do ouro, mas sua formação ocorreu pela luta e fé de milhares de pessoas, surgindo assim a construção de igrejas onde a arte barroca desenvolveu-se esplendorosamente.

OURO PRETO - Antiga Vila Rica, abriga o maior conjunto arquitetônico do barroco e rococó brasileiro. Em 1980 recebeu, da Unesco, o título “Patrimônio Cultural da Humanidade”. Berço de obras magníficas feitas por mestres no passado como: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, na escultura, Manuel da Costa Athayde, na pintura e, muitos outros.


MARIANA - Primeira capital de Minas Gerais, foi a única cidade colonial mineira a ter o traçado planejado. Na Catedral da Sé existem lustres provenientes da Boêmia, além de um órgão alemão vindo para o Brasil em 1701, com 964 tubos, uma verdadeira relíquia ainda em funcionamento.
As igrejas de S. Francisco de Assis e N. Senhora do Carmo, lado a lado, apresentam um modelo arquitetônico não visto em outras cidades mineiras.




TIRADENTES - Belezas autênticas na antiga vila mineradora. Joaquim J. da Silva Xavier (Tiradentes), líder revolucionário, é lembrado com muito orgulho assim como as mulheres que marcaram a história pela beleza e inteligência: Chica da Silva, Dona Beja e Princesa Isabel.


CONGONHAS - em Congonhas encontra-se o maior acervo histórico do Mestre Aleijadinho. No Adro da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matozinhos, Aleijadinho esculpiu em pedra sabão os 12 profetas ”Obra Referência da Arte deste Mestre” e, ainda, nas 6 capelas, esculpiu, em tamanho natural, os últimos passos de Cristo, além de outras magníficas obras.


SÃO JOÃO del-REI - terra natal de Tiradentes. desenvolveu-se, mas conserva, com orgulho, suas tradições seculares, assim como DIAMANTINA, com seus casarios cheios de charme. A concorrida gastronomia, os vários festivais e diversos eventos culturais dão um toque de charme e contemporaneidade a essas cidades históricas.

Vale a pena conhecer.

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Colágeno: um aliado da sua beleza - por Dra. Suélen de Oliveira

Com o passar dos anos, o efeito da gravidade é cruel com nossa pele. A partir dos 25 anos, nosso organismo...

Chuva - por Patrícia Viale

Mais uma vez o barulho. Uma telha está solta. O vento sopra mais forte que à tarde. Moro em minha...

Machu Picchu - Uma viagem inesquecível - por Livina Vianna

A viagem foi idealizada na década de 90, portanto um sonho que se realiza. A cidade de Machu Picchu, encontrada...

Atividades - Bichos no ovo

Esta é uma atividade muito gostosa de fazer na Páscoa. O que acham? É só encapar um ovo de plástico...

Alimentação Natural - por Fabíola Frezza Andriola

A alimentação natural é aquela que utiliza alimentos que estejam o mais próximo possível de seu estado na natureza e...

Formas gráficas variantes - por Aline Aguiar

As formas gráficas variantes são palavras equivalentes que possuem mais de um tipo de grafia, ou seja, são escritas de...

Tirei a maquiagem, e agora? - por Giulia Aimi

Há algumas - várias - edições atrás, escrevi sobre como preparar a pele para receber uma maquiagem. Mas como cuidar...

O Eu de uma mirtácea - por Patrícia Viale

Território preservado Já invejei árvores mais nobres. Certo dia um biólogo puxou-me pelas folhas. “Eis uma mirtácea!”. Era ele um recém-formado...

Bariloche: Diversão e cultura abaixo de zero - por Gilmar Hinchinck

Nas minhas idas e vindas pela nossa formidável América do Sul, não poderia deixar de conhecer este lugar magnífico chamado...

Polo Aquático - por Amanda Pessôa

Parece futebol, mas é jogado com as mãos. Parece voleibol, mas o objetivo é fazer gols. Parece handebol, mas é...

Patrocinadores da cultura