Rincão Poético: Haicai

Rincão Poético: Haicai

O que é? O haicai é um poema de origem japonesa, que chegou ao Brasil no século XX. É composto de três versos e procura retratar um momento, um instante. Encanta pela simplicidade ao mesmo tempo em que é preciso uma grande sensibilidade para escrevê-lo. Os haicais a seguir foram desenvolvidos pelos alunos do 7o ano B, da E. E. E. F. Antônio Francisco da Costa Lisboa, sob a orientação da Professora de língua portuguesa Kellen Vasem Klein. Foram produzidos no pátio da escola e escolhidos por uma comissão de professores e pela equipe Usina da Cultura.

Uma só árvore
Cortaram com motosserra
Ficou lugar para sentar
Gabriel Valim e Christie Pinto

O vento sopra
As argolas e o balanço
Se movimentam
Rayssa Gusen e Natália Aguiar

No frio do Outono
Raios de sol
Esquentam
Felipe Oliveira e Lucca Carvalho

Pracinha calma
Chegam as crianças
O sossego acaba
Emmanuel dos Santos

Os balanços do parquinho
Colorido balançar
Com a ventania
Rômulo de Oliveira e João Vitor Padilha

A paz do pátio termina
Crianças correndo
Alegria crescendo
Bruno Henrique Ulrich

 

• Publicado na Revista Usina da cultura - número 13 - Maio 2014  

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Rincão Poético: Diminuta - por Jean Carlo Barusso

"Eu sustenido, Você bemol. Encontremo-nos em um tom, Seja Lá ou cá, Talvez em Sol. Eu maior, Você menor. Será minha...

Museu Iberé Camargo - Porto Alegre

Construído em ponto estratégico na Avenida Padre Cacique, o Museu Iberê Camargo se tornou um dos pontos culturais de referência...

Anorexia • Causas, sintomas e tratamentos - por Jose Luiz Prado

É amplamente aceito que algumas pessoas têm traços de personalidade distintos, tornando-os mais vulneráveis à anorexia, mas a causa da...

As Causas Ocultas da Violência – Parte 2 - por Fabiana Souza

"A causa última nunca é o mundo externo, que reage de acordo com leis fixas, e sim, o próprio homem...

20 e 21 de janeiro - Invasão Celta na Terra dos Cânions

Bem-vindos às Highlands Gaúchas! Shows do Bando Celta, arco e flecha, feira, música, danças. Todas as tribos são bem-vindas nessa...

Desenvolvimento – estamos interpretando corretamente? - por Telmo Focht

Na língua portuguesa existem certas definições que podem ter mais de uma interpretação. Entendo que a palavra desenvolvimento seja uma...

Plantas e flores - Quais devo usar? - por Roger França

Primavera, verão... Calor! Normalmente, esta é a época em que nos dedicamos a embelezar nossos jardins. Há uma explosão de...

Para mim fazer ou para eu fazer? - por Aline Aguiar

O correto é: Para eu fazer. Lembre-se que a palavra mim é um pronome oblíquo, ou seja, não conjuga verbos. Exemplo: Para...

O Dragão Verde e o Tigre Branco - por Fabiana Souza

O Dragão Verde e o Tigre Branco encerram o tópico dos Quatro Animais Sagrados. O Dragão Verde se posiciona do...

Eu, fotógrafo - por Rafael França

Olá! A partir de hoje terei um espaço aqui dentro da Usina da Cultura para compartilhar com vocês os mais...

Patrocinadores da cultura