Displaying items by tag: On the road… - Revista Usina

On the road… - por Daísa Rossetto

Presta atenção! Do lado de fora são os barulhos de carros freando desatentos e buzinas acordando os distraídos, polícia girando sirenes que dão medo. Do lado de fora tem a notícia da política todos os dias, bolsa cai, bolsa sobe. Cinco dias por semana o mesmo trajeto, o mesmo horário o mesmo cardápio pontualmente posto.

É do lado de dentro que o filme é feito, com cortes, tomadas e foco. Sem horário marcado para terminar e fechar a sala de exibição. Não aqui…

Na maioria das vezes, a caminhada pelas ruas da cidade durante o início do sol da manhã acontece sem a música perfeita, baixo e violino, sem jeans descolado, óculos escuros moda retrô.

A fotografia é de qualidade nenhuma, perco a densa tonalidade do sol quando dorme, qualquer coisa desbotada de uma cena única do mundo, ninguém se deu conta, tornou-se segredo. E as cenas de um filme visto no cinema, ficam lá, hipoteticamente reproduzíveis. Um engano que proíbe até os minutos de um curta, um clip estilo vintage.

Sem trocos bastantes nos bolsos da calça, eu não tenho um carro antigo para sair por aí, pelas rodovias de linha reta… On the road…

A máquina de escrever ficou abandonada num canto da casa durante a viagem e no fim das contas - prós e contras - restaram uma caneta e um pedaço de papel, uma folha para usar o inverso.

E tudo bastou, e o por do sol continuou sendo confiado a mim, e o nascer foi o presente quando visto. E a trilha sonora que as ruas da cidade não tocam quando transgrido a calçada e vou pela via dos carros, canto eu mesma enquanto vem passo depois de passo. Meus olhos diante do mundo são as melhores lentes que tenho, mesmo quando, sem óculos de grau, vislumbro tudo como pintura impressionista, obra-prima em museu aberto e gratuito.

On the road, eu estou. Eu estou no lugar, eu estou para dentro de um filme inatamente criado para agora e para depois. Eu estou fazendo o caminho para mim. E preste atenção! Não se trata de eu, eu, eu, numa síndrome narcísica, - mas talvez se trate - porque eu só existo em mim e numa tal realidade que apenas esses dois olhos tortos e assimétricos podem tocar com a ponta de um lápis sem ponta.

Presta atenção! Eu estou na estrada sem carro, cômoda, tenho a direção nas mãos.

Daísa Rizzotto Rossetto
Aspirante à escritora, desbravadora do mundo. Idealizadora do blog Café, Conversas e Livros e redatora web.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Torta Flocada de Banana - por Cléa Penteado

Ingredientes: 3 xícaras de farinha integral 2 xícaras de aveia laminada ou em flocos 2 xícaras de açúcar mascavo 1kg de...

La noche en que la cultura toma la calle - por Elena Cárdenas

Juguemos a un juego. ¿Qué tienen en común un galeón, el chocolate, la fotografía y los robots? Que todos forman parte...

Ortografia - por Aline Aguiar

Atrás, trás e traz Parece fácil... Mas essas palavrinhas simples causam muita confusão na hora da escrita.  Atrás é grafado com “s”...

Quando ficar longe é preciso... Aprendendo a se despedir (e a tolerar!) - por Thainá Rocha

Sim... tempos modernos! Tem se tornado cada vez mais comum que um dos pais tenha uma vida profissional em que...

Visual com Arte: Pintura em tela - por Adriana Borella Pessoa

Técnica: Pintura em tela Mistura de técnicas sobre tela de MDF: textura, imagem, tecido e texto Adriana Borella Pessoa Pedagoga e Arte/educadora -...

Governança Democrática - por Márcio Barcelos

A palavra “governança” tem sido usada como um termo específico para descrever transformações na natureza e no papel do Estado...

Mar ou montanha? Os dois - por Luciana Pontes

Em Lisboa, convivi com cabo verdianos muito legais. Então, quando surgiu a questão “Onde será nossa lua de mel?”, nem...

Timidez na Infância: Limite entre o “normal” e o “patológico” - por Thainá Rocha

Algumas famílias têm como ideal uma criança desinibida e comunicativa, porém é preciso respeitar os traços da personalidade daquela que...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” - por Thainá Rocha

Uma introdução ao tema O assunto de hoje (e dos nossos próximos bate-papos) buscará refletir a respeito da tão polêmica pergunta...

Gratidão - por Mercedes Sanchez

Gratidão à vida por ter-me permitido viver aprendendo. Aprender que tudo passa abriu minha mente e coração para viver o...

Patrocinadores da cultura