Ilha de Páscoa – Chile - por Gilmar Hinchinck

Ilha de Páscoa – Chile - por Gilmar Hinchinck

Uma maravilha escondida no Pacífico

No início deste ano tive a oportunidade de conhecer o ponto habitado mais isolado do mundo, a ilha de Páscoa, situada em meio ao oceano pacífico, há 3.000 km da costa do Chile. Chegando lá, vi aquela imagem que tanto visualizei em pesquisas na internet, um pequeno espaço de terra em forma triangular, e então me caiu a ficha de que estava pousando em um dos lugares mais desejados pelos amantes de viajens. Os próximos dias foram de muita aventura e trilhas que me levaram até cavernas antigamente utilizadas pelos povos Rapa Nui e é claro as majestosas estátuas chamadas de Moais. São 887 estátuas espalhadas pela ilha, divididas em três categorias:

A primeira seria a dos Moais com olhos e pálpebras entalhados que possuem uma espécie de chapéu – denominado Pukao feito de uma pedra vulcânica avermelhada e muito porosa, tirada do vulcão "Puna Pao", e que chegavam a pesar 12 toneladas. Algumas eram posicionadas conjuntamente sobre monumentos funerários chamados "ahu" dando origem à teoria de que seriam homenagens aos ancestrais da ilha e que serviriam de proteção aos habitantes. 

A segunda  seria a das estátuas erigidas ao pé do vulcão "Rano Raraku". São estátuas com ricos desenhos e inscrições na língua rongorongo que foram terminadas, porém não possuem as pálpebras desenhadas e nem o chapéu pukao, como a linguagem rapanui, muito similar aos hieroglifos egípcios.

A terceira seria a das estátuas "tukuturi", que possuem a particularidade de ter pernas, semelhante em posição e formato às estátuas da arte pré-incaica. Nestas, as estatuas encontram-se sentadas sobre as panturrilhas com braços ao lado do corpo e algumas apresentam genitália fálica. 

Além das estátuas, a ilha possui como atrativo duas praias paradisíacas, Ovahe e Anakena, com águas de cor azul turquesa extremamente cristalinas e areias cor de rosa. A ilha oferece ainda dois espetáculos naturais: o Pôr do sol em Hanga Roa (única cidade da ilha) e o nascer do sol em Ahu Tongariki. 

Sem sombra de dúvidas a ilha de Páscoa é um dos destinos mais incríveis que já conheci pela riqueza histórica e cultural que o local oferece, assim como as paisagens e vistas de tirar o fôlego.



 

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Atividades Físicas ao Ar Livre - por Amanda Pessôa

Muitas pessoas deixam de cuidar do corpo e da saúde porque não suportam a ideia de se exercitar em locais...

Lixaço - por Rafael Sanches Souza

Um dos conceitos que mais me marcou quando li 1984, do George Orwell, foi o do uso da guerra, que...

Rincão Poético: Passeando Pelos Pagos - por Cassia Maria de Castilhos Teixeira Pinto

Eu não nasci em São Francisco, Mas mesmo assim amo esta terra... Pois, minha paixão são os pontos turísticos Que...

Conheça os selecionados para o 26º Ronco do Bugio

Completando 26 anos de história, o Ronco do Bugio está de volta nos dias 1 e 2 de setembro celebrando...

Pragas - Os insetos - por Roger França

Existem dois grupos de insetos: os sugadores e os mastigadores. Os sugadores se alimentam da seiva da planta deixando-as fracas...

Antonio Villeroy - Samboleria de Bolso

Grande vencedor do Prêmio Açorianos de Música, anos 2014/2015, com os troféus de Melhor Compositor de MPB, Melhor Disco de...

Lasanha de Berinjela

A lasanha de berinjela é uma excelente opção para quem quer incluir no seu dia a dia mais verduras no...

Sob medida - por Tiago Oliveira da Costa

“Uma TV a cada dez metros quadrados, a programação diáriaOs partidos políticos, as promessas em tempos de eleição As propagandas...

E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

"... Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar...

Kamakura - por Laura Bossle

O Japão não é um país muito grande: são apenas 377.873 km² - apenas 4,4% do território brasileiro, que tem...

Patrocinadores da cultura