A noite em que a cultura sai às ruas - por Elena Cárdenas

A noite em que a cultura sai às ruas - por Elena Cárdenas

Façamos uma brincadeira: O que tem em comum o galeão, o chocolate, a fotografia e os robots? Pois é, todos formam parte de alguma exposição nos diversos museus da cidade. Isto é só uma introdução para falar a respeito da “Noite dos Museus”. No dia 18 de Maio celebrou-se o Dia Internacional dos Museus e, para comemorá-lo, mais de 120 cidades europeias abriram as portas de seus museus durante a noite do sábado, 17 de Maio.

Na ocasião foi possível visitar gratuitamente, até a madrugada, os museus das cidades. Em Barcelona, por exemplo, mais de 70 museus abriram suas portas.

Este evento é muito especial, não somente porque os cidadãos tem a possibilidade de visitar diversas exposições, mas também porque permite a participação em diversas atividades, como visitas guiadas, teatro, concertos e espetáculos ao ar livre, ou seja, tudo para fazer mais atrativa a noite dos visitantes. Esta atividade teve início em Berlim (Alemanha), no ano 1977 e desde então é crescente o número de cidades que participam da mesma. A comissão Europeia organiza este evento nas principais cidades da Europa. Outros países como Argentina e Filipinas seguem esta proposta cultural.

Habitualmente, quando pensamos em museus, pensamos em exposições de arte em geral, com amplos salões, onde as peças são expostas de forma estática, mas nem todos os museus são assim. Por exemplo, o Museu das Invenções mostra os trabalhos mais curiosos, famosos e extravagantes.

No Museu de Ciência, os pequenos podem descobrir como funcionam as principais leis da física e, inclusive, como funcionam os robots, tudo com sistemas multimídias e equipes que lhes ensinam de forma simples e prática. Para os interessados nos astros, podem desfrutar de uma fantástica viagem interestelar, sentados no Planetário, percorrendo a Galáxia.

Todos sabemos que a palavra “cultura” é um termo muito amplo e que abrange desde tradições até diferentes formas de expressão artística. Este tipo de atividade aproxima um pouco mais a cultura a todos os cidadãos e fomenta o interesse pelas artes e ciências.

É uma maravilhosa iniciativa para compartilhar o conhecimento, a cultura e a arte, pois a cultura somos todos e é construída por todos.

Elena Cárdenas
Designer, comunicadora e escritora vocacional. Apaixonada pela serra gaúcha e por seu país, Espanha, reside em Barcelona atualmente, mas se considera uma cidadã do mundo.

 • Publicado na Revista Usina da Cultura - número 14 - Junho de 2014

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural