O preço do turismo - por Elena Cárdenas

O preço do turismo - por Elena Cárdenas

Freddie Mercury e Montserrat Caballé foram responsáveis pela abertura dos Jogos Olímpicos em 1992, com a canção “Barcelona”. Foi um momento épico e também o pontapé inicial para a evolução da cidade, que acabou tornando-se uma referência mundial como cidade cultural e um símbolo de modernidade.

Isso fez com que hoje seja um dos destinos turísticos mais importantes do país, assim como Madrid, Sevilha, San Sebastian, Ilhas Baleares e Canárias, cada um com atrativos turísticos muito particulares, que despertam o interesse do visitante.
Especialmente, com a chegada dos meses de verão (Junho a Setembro), nos últimos anos, o turismo tornou-se um dos principais eixos econômicos do país, o que favorece de forma muito positiva toda a sociedade.
Somos testemunhas de que o turismo foi incrementando-se ano após ano, o que beneficia os ingressos no país. Por vezes, os governos vendem uma imagem para outros países, com a intenção de atrair mais turistas. Mas, será
que essa imagem corresponde a verdadeira realidade?
Todos os países e sociedades são complexos e com matizes variados, tanto a nível geográfico, cultural e idiomático. Justamente estas são as nuances que nos enriquecem.
Dizer, por exemplo, que o Brasil é um país de belas praias está correto, mas impreciso, pois não reflete sua totalidade. Eu tive a oportunidade e o prazer de conhecer diversas áreas e aprender sobre diferentes culturas do seu país e posso dizer, com certeza, que Rio de Janeiro não é o mesmo que Serra Gaúcha.
O mesmo se aplica aqui. Nem tudo é paelha,cochilo ou praias. Todas as áreas são diferentes em muitos níveis: montanha, lagos, desertos, monumentos. Há uma diversidade de lugares interessantes e coisas para ver e fazer. No entanto, os governos, no afã de vender o turismo, criam uma imagem que leva ao turista, muitas vezes por desconhecimento, tornar os destinos turísticos como parques de atrações, sem respeitar a originalidade de cada lugar. É cada vez mais comum vê-los nas ruas, áreas de praia ou parques naturais, passeando, sem saber do valor do lugar onde estão, sem considerar a convivência e conservação do local.
Abrir nossas portas ao mundo e ter a oportunidade de promover o seu interesse em nosso país e culturas é fantástico, mas de forma consciente, incentivando o turismo de qualidade e responsável. Pessoas que estejam verdadeiramente interessados em aprender sobre nossa cultura, tradições, gastronomia , enfim, todas aquelas nuances que dão personalidade à nossa sociedade, serão sempre bem vindas.

“Personas que verdaderamente estén interesadas en conocer nuestra cultura, tradiciones, gastronomía y en definitiva todos aquellos matices que imprimen carácter a nuestra sociedad.”

Foto: Amber Ashlie Chavez

Elena Cárdenas,
Designer, comunicadora e escritora vocacional. Apaixonada pela serra gaúcha e por seu país, Espanha, reside em Barcelona atualmente, mas se considera uma cidadã do mundo.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 17 - Setembro de 2014

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Cachoeira dos Venâncios - Cambará do Sul/RS


Localização: A 23 Km da cidade, distante 12,5 Km da RS 020. Ver mapa O município de Cambará do Sul, conhecido...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Parceiros na difusão cultural