El dia más dulce - por Elena Cárdenas

El dia más dulce - por Elena Cárdenas

Pensando neste artigo, lembrei da música “La femme chocolate” (a mulher de chocolate), de Olivia Ruíz, uma doce canção sobre a metamorfose.
Precisamente, de chocolate e metamorfose eu gostaria de falar neste mês. O chocolate é um alimento muito versátil e o podemos encontrálo de diferentes formas: em pó, em barra, em creme, líquido... (de chocolate sabem muito em Gramado, verdade?) Por isto é o ingrediente perfeito e o principal protagonista da segunda- feira de Páscoa na região da Catalunya.
Em muitos países é habitual celebrar a Páscoa com atividades para as crianças, onde o prêmio são ovos de chocolate decorados. Mas, se ao invés de um ovo, você recebesse um Castelo, um carro, ou um jardim feito em chocolate? Isto é o que se dá de presente na Catalunya no “Dia da Mona”, onde, apesar do nome estranho, é um dos dias mais doces do ano.Segundo a tradição, na segunda-feira de Páscoa os padrinhos presenteiam seus afilhados com “La Mona”. Originariamente consistia em uma base de bolo, enfeitado com um ovo cozido, decorado com penas e pintinhos. Mas, como todas as tradições, evoluiu de um simples bolo para uma autêntica obra de engenharia, pela complexidade das decorações.A cada ano as confeitarias competem criando as peças mais espetaculares e chamativas. Prédios, esportistas ou personagens de desenhos animados modelados em chocolate são os protagonistas das “monas”. Desde as mais simples até as mais elaboradas, todas requerem horas de trabalho. Os confeiteiros dedicam-se durante semanas para poder estar com tudo pronto na segunda-feira de Páscoa.Ainda lembro como me senti ao receber minha primeira mona, uma casinha de chocolate em forma de cogumelo, com pintinhos amarelos, rodeada de penas coloridas. Era tão linda e tinha tanto chocolate que eu não sabia por onde começar a comer. Inclusive, hesitei durante um segundo em fazê-lo, pois dava pena desmanchar aquela obra de arte.Devo confessar-lhes uma coisa, é verdade que esta é uma festividade para as crianças, mas não há um adulto que possa resistir a um “bocadito” de chocolate.

Elena Cárdenas, Designer, comunicadora e escritora vocacional. Apaixonada pela serra gaúcha e por seu país, Espanha, reside em Barcelona atualmente, mas se considera uma cidadã do mundo.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 22 - Março de 2015: http://www.usinadacultura.com/index.php/usina-da-cultura/ler-online-revista-usina-da-cultura/edicao-marco-2015.html

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...

Parceiros na difusão cultural