Punta del Este: A “Las Vegas” da América do Sul! - por Gilmar Hinchinck

Punta del Este: A “Las Vegas” da América do Sul! - por Gilmar Hinchinck

Conhecer Punta del Este é mais fácil do que imaginamos. Pode-se visitá-la tranquilamente de carro, levando cerca de 12 horas de viagem partindo de Porto Alegre, além disso, é possível visitá-la por vias aéreas e marítimas. Localizada a 134 km da capital uruguaia, Montevideo, no departamento de Maldonado, Punta del Este impressiona o visitante pela grandiosidade e o luxo das mansões e edifícios que dão forma à cidade. Não é à toa que é um dos dez balneários de luxo mais famosos do mundo! Durante os City Tours, você se impressiona ainda mais com a ostentação exposta nas residências e nos bairros planejados, como o Beverly Hills, totalmente voltado aos os turistas milionários, contendo mansões de celebridades como David Beckham, Richard Gere, Rubens Barrichello, Enrique Iglesias e vários outros. Para viajar a Punta del Este você deve estar disposto a gastar dinheiro, o poder aquisitivo local é bem alto e consequentemente os preços com alimentação e passeios também se tornam “salgados”.

Caminhar pelas praias banhadas pelo Oceano Atlântico e Rio da Prata é algo que não se pode deixar de fazer, além de visitar o porto de Punta del Este, ver simpáticos leões marinhos, visitar o famoso Conrad Casino e Hotel e fazer as tradicionais fotos no monumento Los Dedos (obra do artista chileno Mario Irrazábal). A noite de Punta del Este também é muito famosa, devido a suas excelentes casas noturnas.



Por fim, não se pode ir a Punta e deixar de conhecer a mágica obra de Carlos Páez Vilaró, a Casapueblo, totalmente inspirada nas casas da costa mediterrânica de Santorini. A Casapueblo tem, em seu interior, um museu e uma galeria de arte, além de um apart-hotel chamado Hotel Casapueblo ou Club Hotel Casapueblo e um restaurante chamado Las Terrazas (Os Terraços), que segue o estilo da construção original e oferece um saboroso cardápio internacional. Para encerrar a viagem, não se pode deixar de presenciar o tradicional Pôr do Sol da Casapueblo, ou La Puesta del Sol, como diz o povo uruguaio.

 

 

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 18 - Outubro de 2014

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

BBB e a Avenida - por Marisa Fernandes Nunes

Recentemente foi transmitido pela TV Globo o reality show Big Brother Brasil, que como o próprio título sugere, é copia...

Museu do Futebol - São Paulo

A tecnologia faz deste museu uma experiência interativa que encanta até quem não é muito fã do esporte. A localização...

O conto na vida das crianças - por Mercedes Sanchez

A leitura infantil ocupa um lugar de destaque no desenvolvimento integral da criança, pois através dela, do uso das linguagens...

A Importância do Primer - por Giulia Aimi

Oi pessoal! O assunto de hoje é primer facial e primer para os olhos! O primer é extremamente fundamental tanto...

Filme - Azul é a Cor Mais Quente

Direção: Abdellatif Kechiche Ano: 2013 Gênero: Drama, Romance Classificação indicativa: 18 anos                                 Em Azul é a Cor Mais Quente, a...

20 e 21 de janeiro - Invasão Celta na Terra dos Cânions

Bem-vindos às Highlands Gaúchas! Shows do Bando Celta, arco e flecha, feira, música, danças. Todas as tribos são bem-vindas nessa...

Um passeio pela Roma Antiga - por Mercedes Sanchez

Presente de Aniversário. Que maravilha! Duas passagens para Roma com estadia incluída. Um sonho feito realidade. Chegamos a cidade dos Césares...

Sabia que...

... A gravidez psicológica pode estender-se pelos mesmos nove meses da gravidez real se não for tratada? Conhecida clinicamente como...

Horta orgânica - por Roger França

É o cultivo de verduras, legumes, temperos, frutas e plantas medicinais usando adubos orgânicos. O local de plantio pode ser...

Reparar na x Reparar a - por Aline Aguiar

O verbo “reparar” possui dois significados. Com a preposição pode ser substituído por notar, observar. Ou seja, deve ser escrito com...

Patrocinadores da cultura