Rincão Poético: Abandono - por Daiana Michaelsen Mergener

Rincão Poético: Abandono - por Daiana Michaelsen Mergener

Sob o prisma desta luz
o que era loucura
agora é necessidade;

Sob o prima desta luz
o que era rotina
agora é maldade;

Sob o prisma dessa luz
o que era desespero
agora é cumplicidade;

Sob o prisma desta luz
minh’a mente abandonou
a sanidade;

Sob o prisma desta luz
a vontade é tanta
que esqueço as afinidades;

Morro sob o prisma desta luz.

A noite é do crime
e o dia é do arrependimento.
E assim eu perco os argumentos.

Daiana Michaelsen Mergener

 

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

O que nossas crianças estão comendo? - por Sandra Cristina Biava

Texto de: Sandra Cristina Biava, nutricionista. Com a correria do dia a dia, alimentos com pouca qualidade nutricional, ricos em...

Como e quando devo podar as plantas? - por Roger França

O tempo ideal para a poda de árvores, arbustos e flores são os meses que não tem “R”, (Maio, Junho...

Rincão Poético - Belezas da Minha Terra - por Rafael Jung Machado

São Chico terra queridaRecanto do povo serranoÉs bela por naturezaRefúgio de tantas belezasQue nestes versos declamo Dos Campos de cima da...

O azul da casa azul - por Rosana Martins

Fotos: Rosana Martins Frida Kahlo é a mais famosa pintora latino-americana do século XX e importante figura da arte mexicana. Ela...

Rincão Poético: Diminuta - por Jean Carlo Barusso

"Eu sustenido, Você bemol. Encontremo-nos em um tom, Seja Lá ou cá, Talvez em Sol. Eu maior, Você menor. Será minha...

Será que vou me arrepender? - Diogo Krevoniz

Esta perguntinha me atormenta e se aplica a tudo na minha vida. Afinal, temos que fazer escolhas constantemente. As escolhas...

Bariloche: Diversão e cultura abaixo de zero - por Gilmar Hinchinck

Nas minhas idas e vindas pela nossa formidável América do Sul, não poderia deixar de conhecer este lugar magnífico chamado...

Reciclar... sangue!! - por Celina Valderez

Um dos significados de reciclar, segundo a Wikipédia,  é  submeter (algo) a tratamento para reutilização. Esta coluna propõe-se a levantar...

Cortinas abertas - por Franco Vasconcellos

Sou um palhaço. De repente, me vi, novamente, em cena e era tão prazeroso que não compreendia o porquê havia...

La noche en que la cultura toma la calle - por Elena Cárdenas

Juguemos a un juego. ¿Qué tienen en común un galeón, el chocolate, la fotografía y los robots? Que todos forman parte...

Patrocinadores da cultura