E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

"... Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar surge um outro de nós, meio Highlander."

Essa semana, aqui em Erechim, morreu um rapaz de 18 anos. Fiquei sabendo no grupo de Whatsapp da minha família (o nome do grupo é uma homenagem póstuma - :D Vovó Miroca). Nem conhecia o guri. Mas a comoção era percebida em cada post. Estavam chocados. Não é normal nem esperado que pais enterrem filhos. Essa era a dor da qual falavam. Mesmo que a única certeza seja a morte, quando vem fora da ordem natural, provoca espanto e dor.

Dentre as mensagens recebidas estava uma em particular, atribuída à Danilo Sousa,que me trouxe admiração, não pelo texto, mas pelas imagens: “O céu se alegra com uma reação de maternidade a funerais. Os anjos vêem os enterros dos corpos do mesmo jeito que os avós monitoram as portas das salas de parto. ‘Ele sairá a qualquer minuto!’ Eles mal podem esperar para ver a pessoa que está chegando. Enquanto nós dirigimos carros funerários e vestimos preto, eles estão pendurando fitas rosas e azuis e distribuindo charutos.”.

A esse sentimento, complicado e particular, chamamos de luto. O luto nos concede uma certa carta branca, aleluia, e nos dá, por alguns instantes, o direito de sermos irracionais sem passarmos por julgamentos. Poucos são capazes de condenar a atitude de alguém que acabou de passar por uma perda dolorosa, ao contrário, solidarizam-se e dividem a dor.

O luto é importante e deve ser vivido. É um tempo que permite o “cair da ficha” e faz com que a mente trabalhe para aprender a viver sem a pessoa que partiu. E essa perda implica em uma mudança pessoal. Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar surge um outro de nós, meio Highlander.

E além disso, há a vida, que segue em frente.

Franco Vasconcellos e Souza, gaúcho de Erechim, escreve sobre o cotidiano e aceita sugestões dos leitores

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Afinal, o que é Mormo? - por M.Sc. Bianca Pinto Pereira

Que doença é essa, que ataca os equinos e tem levantando uma série de dúvidas por parte da comunidade e...

Fazendo meu filme • Paula Pimenta - por Isabela Sanchez

Já viu aquela história romântica e engraçada que te faz chorar, rir, sentir um pouco de raiva, chorar de novo...

De volta à escola - por Mercedes Sanchez

Assim como quando iniciamos as férias estávamos cheios de expectativas e ilusões respeito aos dias felizes que nos esperavam, para...

Entendendo a base - por Giulia Aimi

Após o uso dele do primer passamos a base, que é um dos produtos mais importantes para a maquiagem. Sua...

São Francisco de Paula no Miss RS Plus Size

O Miss RS Plus Size apenas afirma: todas as mulheres são belas, independentemente de sua idade, peso, classe social ou...

Rincão Poetico: Meu Pai! - por Zaira dos Santos Reis de Oliveira

Meu Pai! Meu pai um marido carinhoso. Meu pai um pai amoroso. Meu pai um avô brincalhão. Meu pai um...

Atividade física sem sair de casa - por Amanda Pessôa

Já pensou fazer exercício sem sair de casa?  Falta de tempo, ou não se adaptar a academia não são desculpas para...

Descobrindo as Relíquias Mineiras - por Lilian Lutz Lindorfer

Cidades Históricas A menos de 100 km de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, inicia a jornada a caminho das importantes...

Gyrokinesis® - por Manuela Coimbra Pinto

Força, fluidez, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, respiração e movimento: tudo isso reunido numa mesma atividade física, que trabalha corpo e mente...

Bolo Verde - por Ana Gilda Coelho

Ingredientes:  Massa 4 ovos 1 pacote de massa pronta para bolo, sabor laranja ou abacaxi 1 pote de iogurte natural...

Patrocinadores da cultura