E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

"... Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar surge um outro de nós, meio Highlander."

Essa semana, aqui em Erechim, morreu um rapaz de 18 anos. Fiquei sabendo no grupo de Whatsapp da minha família (o nome do grupo é uma homenagem póstuma - :D Vovó Miroca). Nem conhecia o guri. Mas a comoção era percebida em cada post. Estavam chocados. Não é normal nem esperado que pais enterrem filhos. Essa era a dor da qual falavam. Mesmo que a única certeza seja a morte, quando vem fora da ordem natural, provoca espanto e dor.

Dentre as mensagens recebidas estava uma em particular, atribuída à Danilo Sousa,que me trouxe admiração, não pelo texto, mas pelas imagens: “O céu se alegra com uma reação de maternidade a funerais. Os anjos vêem os enterros dos corpos do mesmo jeito que os avós monitoram as portas das salas de parto. ‘Ele sairá a qualquer minuto!’ Eles mal podem esperar para ver a pessoa que está chegando. Enquanto nós dirigimos carros funerários e vestimos preto, eles estão pendurando fitas rosas e azuis e distribuindo charutos.”.

A esse sentimento, complicado e particular, chamamos de luto. O luto nos concede uma certa carta branca, aleluia, e nos dá, por alguns instantes, o direito de sermos irracionais sem passarmos por julgamentos. Poucos são capazes de condenar a atitude de alguém que acabou de passar por uma perda dolorosa, ao contrário, solidarizam-se e dividem a dor.

O luto é importante e deve ser vivido. É um tempo que permite o “cair da ficha” e faz com que a mente trabalhe para aprender a viver sem a pessoa que partiu. E essa perda implica em uma mudança pessoal. Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar surge um outro de nós, meio Highlander.

E além disso, há a vida, que segue em frente.

Franco Vasconcellos e Souza, gaúcho de Erechim, escreve sobre o cotidiano e aceita sugestões dos leitores

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural