O negro espelho, o primeiro-ministro e a porca - por Franco Vasconcellos

O negro espelho, o primeiro-ministro e a porca - por Franco Vasconcellos

Não sou do tipo de assiste séries episódio por episódio, de cada temporada... tenho amigos que dedicam finais de semana inteiros a “The Walking Dead”, ou “Game of Thrones”. Assisto alguns episódios, até para poder formalizar uma opinião. Ontem, assiti o 1º episódio da 1ª temporada de “Black Mirror”. Desde Dogville – Lars Von Trier – que eu não ficava tão incomodado por uma obra.

A série não apresenta uma história sequencial. Cada episódio tem início, meio e fim e não se comunica com o seguinte, ou seja, não tem uma história que perdura por uma temporada inteira. Pode continuar lendo... não vou dar spoiler.

O episódio começa com uma ligação ao primeiro ministro britânico. Ele recebe uma ligação urgente no meio da noite, e para sua surpresa, trata-se do sequestro da princesa mais querida do Reino Unido. Até então vemos um episódio com uma temática normal, que já tínhamos visto em outras séries. O surpreendente é o conteúdo do vídeo publicado no Youtube, contendo imagens da Princesa Susannah em cativeiro e lendo uma lista de requisitos do sequestrador para que ela possa continuar viva.



É aqui que a série te surpreende e mostra muita ousadia. Um dos requisitos do sequestrador é que o Primeiro Ministro faça sexo com um porco ao vivo na televisão britânica às 4 horas da tarde. É com base nesse pedido que o restante do episódio se desenvolve. Vemos um governo abalado, tentando recuperar sua princesa e falhando, o que só piora a situação e mostra até onde uma pessoa sob pressão – neste caso, o ministro – pode chegar, demonstrando vários sentimentos: medo, desespero e etc. O que chama atenção também é o modo que a série demonstra a reação do público e da mídia.

O britânico, sempre tão “por dentro” das coisas da realeza, fica totalmente vidrado no assunto, comentando a todo o momento nas redes sociais a repercussão de todo o caso no mundo.

Assista. Nem que seja para me xingar depois.

Franco Vasconcellos e Souza, gaúcho de Erechim, escreve sobre o cotidiano e aceita sugestões dos leitores

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Mea-culpa/ O deficiente sou eu - por Franco Vasconcellos

Sempre bati no peito, orgulhoso, por ser livre de preconceitos, por não ser como as outras pessoas. Hoje, me envergonho...

Manjar de coco - por Maria Traslatti

Ingredientes:  - 1 lata de leite condensado;- a mesma medida de leite;- 1 vidrinho de leite de coco;- 300g de...

A superstição dos Irlandeses - por Ariane Rocha Goulart

Ser um irlandês já é sinônimo de sorte, começando pela famosa expressão “Luck of the Irish” (sorte irlandesa).  É o...

Guacamole

Ingredientes: 1 abacate maduro 1 tomate sem semente 1 pimenta dedo de moça 1/2 xícara de coentro 1 dente de alho...

Batata recheada ou baked potato

Muito comum na Inglaterra a batata é uma excelente opção para fazer muitas receitas. Hoje vamos a uma receita de batata...

Mais uma de mistério - por Franco Vasconcellos

Essa, conto a pedido da Eda.Era uma tarde nublada e abafada na cidadezinha do interior. As ruas de chão batido...

O que é "Accountability"? - por Márcio Barcelos

O conceito de “accountability” é dos mais importantes tanto no vocabulário da moderna administração pública quanto no debate sobre democracia...

Cuide a luz nas suas fotos - por Silvio Kronbauer

Veja a seguir dicas simples de como ajustar a luminosidade para que suas fotos saiam ainda mais bonitas.Algo que incomoda...

Atividades - Bichos no ovo

Esta é uma atividade muito gostosa de fazer na Páscoa. O que acham? É só encapar um ovo de plástico...

O trabalho por projetos em sala de aula - por Mercedes Sanchez

O trabalho por projetos na escola é um tema que se vem discutindo ultimamente entre os profissionais de ensino, como...

Patrocinadores da cultura