O Resto da Viagem de Ida - por Franco Vasconcellos

O Resto da Viagem de Ida - por Franco Vasconcellos

Retomando da história da semana passada: Entraram na casa da nossa anfitriã e fizeram uma bagunça fenomenal. Ficamos muito chateados, pois a desconhecida, que levantara de sua cama às 4h30 da madrugada, para nos acolher, havia sido vítima, justamente, no período que havia separado para nos atender. A viagem continuava a dar sinais de que não seria das melhores. Confesso que cheguei a pensar em desistir.
Família inteira na capital... esperamos chegar às 8h da manhã e fomos ao Barra. Ali tem um hipermercado, onde poderíamos nos entreter por algumas horas, para que o dia passasse mais rápido. Ela insistiu e nos levou.

Liquidação
No marcado, havia uma super liquidação de cama, mesa e banho. Óbvio que não podíamos deixar de aproveitar. Esquecemos que já tínhamos malas, mochilas e sacolas abarrotadas para a bagagem. Fomos comprando... muito volume. Quando o shopping abriu, mais compras. Até que, na hora combinada, a nossa condutora, que havia insistido para nos acompanhar até a rodoviária, apareceu. Finalmente era hora de, outra vez, embarcarmos. Calor, sede, crianças pequenas, xixi, cocô, enjoo, Dramin... Insistimos e prosseguimos viagem. Foi tranquila até o nosso destino.

Ho, ho, ho
Era semana de Natal e, no outro dia, mais descansados, fomos às compras. Que loucura! Conseguimos atender todas as “encomendas” e ainda pensar na ceia... lombinho recheado, peru, sobremesas... frutas secas e castanhas... Na véspera de Natal, reunimos a família, trocamos presentes, celebramos o nascimento do Cristo e nos recolhemos. Passamos uma semana reformado e requentando restos do jantar festivo. Tudo perfeito e como manda o figurino. Mas o pensamento na viagem de retorno para casa me causava arrepios.

E agora, a volta
Inexperientes em empreitadas desse tipo, como já te adiantei antes, havíamos nos esquecido de todo o volume de bagagem que levamos para o veraneio, compramos mais no shopping, compramos mais para o Natal, sem falar nos inúmeros presentes que ganhamos... até uma casinha de boneca integrava o conjunto. A bagagem não cabia em um automóvel comum. Tivemos que, no momento de ir para a rodoviária, ocupar um para as malas e outro para a família. Seguimos para Porto Alegre, e de lá, para Nonoai. Na rodoviária, apenas um táxi... o enchemos com toda aquela tralha e fomos a pé para casa.

LEIA A PRMEIRA PARTE: Daria um Filme (A ida) - por Franco Vasconcellos

Franco Vasconcellos e Souza, gaúcho de Erechim, escreve sobre o cotidiano e aceita sugestões dos leitores

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Vale dos Vinhedos • Delícia de lugar - por Eliane Gunthner

Pensando em temperaturas baixas, vou falar um pouquinho sobre o passeio que fiz ao Vale dos Vinhedos algum tempo atrás...

Visual com Arte: Pintura Corporal - por Caroline Patueli Vargas

Artista: Caroline  Patueli Vargas, Rio de Janeiro/ RJ Caroline é modelo, artista e fotógrafa de suas próprias artes! Leva de 4...

3 Mitos sobre a depressão - por Ana Cruz

A depressão não surge do nada, nem nasce do vácuo. Tão pouco tem a ver com falha de personalidade. As...

Austrália, meu bem querer! - por Fernanda Mumbach

Imagino o mundo sem poder viajar, aff, não seríamos tão felizes. Gracias Santos Dumont, guerreiro da aviação, que ligou as...

Visual com Arte: Pintura em tela - por Adriana Borella Pessoa

Técnica: Pintura em tela Mistura de técnicas sobre tela de MDF: textura, imagem, tecido e texto Adriana Borella Pessoa Pedagoga e Arte/educadora -...

O negro espelho, o primeiro-ministro e a porca - por Franco Vasconcellos

Não sou do tipo de assiste séries episódio por episódio, de cada temporada... tenho amigos que dedicam finais de semana...

Acupuntura, muito além de agulhas! - por Dra. Suélen de Oliveira

Dores na coluna, insônia, problemas digestivos, enxaqueca... a lista de queixas que ouvimos constantemente só aumentam. Desconfortos que vão se...

Rincão Poético: A Doce Bebida - por Evanise G. Bossle

Vinho... a doce bebida, que traz lembranças antigas... Brincadeiras infantis debaixo dos parreirais. Na sede imensa dos primeiros beijos, sorvendo a...

Ginástica Rítmica - por Amanda Pessôa

As Olimpíadas estão chegando, e muitos esportes que fazem parte desse belo evento não são muito conhecidos pelas pessoas por...

Em vez de x Ao invés de - por Aline Aguiar

Em vez de x Ao invés de  “Em vez de” pode ser substituído por “no lugar de”. Exemplo: Em vez de viajar...

Patrocinadores da cultura