Escotismo - por Alejandro Gimer

Escotismo - por Alejandro Gimer

Movimento de jovens que busca proporcionar oportunidades, para que eles assumam o seu próprio desenvolvimento tornando-se parte da mudança para um mundo melhor e mais justo.

Quando você pensa num escoteiro a primeira imagem que vem à sua cabeça é a de um menino vendendo bolachas ouatravessando uma idosa na rua? Bem, isto até pode acontecer, mas o escoteiro é muito mais que isso.

O Escotismo é uma organização internacional presente em 216 países e territórios, fundado em 1907, na Inglaterra, por Lord Baden Powell. É considerado o maior movimento juvenil do planeta, contando atualmente com mais de 40 milhões de escoteiros.

Qual é o segredo para tamanho sucesso?

Afinal, já se passaram mais de cem anos desde a fundação e milhões de pessoas já fizeram parte dele, incluindo personalidades marcantes da história, como o primeiro homem a pisar na lua, Neil Amstrong, o Beatle Paul McCartney e Nelson Mandela, entre muitos outros.



O Escotismo propõe-se a contribuir na formação do jovem, através de atividades atraentes, progressivas e variadas, incentivando-os a assumirem o seu próprio desenvolvimento pessoal no que diz respeito aos seus valores, potencialidades físicas, sociais, afetivas, intelectuais e espirituais e para isso se utiliza de um sistema que apresenta um compromisso assumido de forma consciente e voluntária, baseado na Promessa e Lei Escoteira, que contempla os conceitos de honra, integridade, lealdade, presteza, amizade, cortesia, respeito e proteção à natureza, responsabilidade, disciplina, coragem, ânimo, bom senso, respeito pela propriedade e autoconfiança.

O contato com a natureza é de grande valor para que, através das experiências, ali vividas, incorporem os ensinamentos para sua progressão. Este foi o maior legado deixado pelo fundador, pois foi a partir das suas próprias vivências junto à natureza que forjou seu caráter e habilidades.

O ingresso no Escotismo pode acontecer a partir dos 6,5 anos se já alfabetizado. As etapas dos jovens terminam aos 21 anos. Os adultos voluntários sempre são bem vindos e são parte fundamental no suporte para que as crianças e jovens desenvolvam as atividades. A seguir, o texto da União dos Escoteiros do Brasil sobre o homem e a mulher que o Escotismo pretende oferecer à sociedade.

“Desejamos que os jovens que tenham sido Escoteiros façam o seu melhor possível para ser: Um homem ou uma mulher reto de caráter, limpo de pensamento, autêntico em sua forma de agir, leal, digno de confiança”. Um homem ou uma mulher capaz de tomar suas próprias decisões, respeitar o ser humano, a vida e o trabalho honrado; alegre, e capaz de partilhar sua alegria, leal ao seu país, mas construtor da paz, em harmonia com todos os povos. Um homem ou uma mulher líder a serviço do próximo. Integrado ao desenvolvimento da sociedade, capaz de dirigir, de acatar leis, de participar, consciente de seus direitos, sem se descuidar de seus deveres. Forte de caráter, criativo, esperançoso, solidário, empreendedor. Um homem ou uma mulher amante da natureza, e capaz de respeitar sua integridade. Guiado por valores espirituais, comprometido com seu projeto de vida, em permanente busca de Deus e coerente em sua fé. Capaz de encontrar seus próprios caminhos na sociedade e ser feliz.

Ser escoteiro, então, é fazer a escolha de adotar um novo norte para a jornada da vida, assumindo o compromisso consigo e com todos os seres deste planeta, tendo como missão torná-lo um pouco melhor do que o encontrou.

Sempre Alerta!

Alejandro Gimer
Escotista do Grupo Escoteiro Santos Dumont de São Francisco de Paula.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 23 - Abril de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

A maçã e a seda azul, o balão e a laranjinha - por Franco Vasconcellos

Já comentei várias vezes, em conversas com amigos queridos, das saudades que tenho de algumas coisas. Nessa semana, ouvi uma...

Usina da cultura: como tudo começou

Partindo da ideia de que a comunicação é essencial para o desenvolvimento das sociedades, Cecilia Sanchez, designer, e Alex D’...

Mea-culpa/ O deficiente sou eu - por Franco Vasconcellos

Sempre bati no peito, orgulhoso, por ser livre de preconceitos, por não ser como as outras pessoas. Hoje, me envergonho...

Uso Correto de MEDICAMENTOS - por Leonel Almeida

Apesar de cada vez mais disponíveis estão sendo corretamente utilizados? Os medicamentos surgiram junto com a medicina tradicional e têm um...

Primavera em ritmo de música - por Elena Cárdenas

Sempre gostei de música! Cresci ao embalo dos Rolling Stones, Deep Purple, com algum acorde de flamenco, por isso muitos...

O problema do lixo nas cidades - por Maria Helena Costa Fernandes

Lixo é todo e qualquer resíduo produzido pelo ser humano. A presença de lixo contribui  para a poluição visual, do...

Academia Rio-Grandense de Letras Cria Prêmio Literário Anual

A Academia Rio-grandense de Letras (ARL) lança, dia 22 de junho, concurso literário que contempla três categorias: escritor do ano...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” • Parte II - por Thainá Rocha

Dando continuidade ao tema da última postagem, hoje quero lançar outras reflexões antes de dar início à parte prática do...

Rincão Poético: Visita - por Nelson Luiz Pedra

Corroído pela ausência Não sabia o que fazer Então num ato de coragem Peguei a saudade pela mão E fomos...

Anéis de cebola

Ingredientes: - 4 cebolas grandes- 1 xícara de chá de farinha de trigo- 1 xícara de cerveja (250ml)- 1 ovo- Pimenta...

Patrocinadores da cultura