São Jorge, livros e rosas

São Jorge, livros e rosas

Na Espanha, na região de Cataluña (Barcelona), as pessoas tem um jeito diferente de celebrar esta data, cultuando as tradições, a cultura, o saber, a amizade e o afeto entre as pessoas.

Neste dia, as pessoas enfeitam as ruas, colocam bandeiras nas sacadas, as ruas se enchem de banquinhas que vendem livros e rosas.  As famílias saem para passear, e comprar livros e rosas, que servirão para presentear pessoas queridas, companheiros de trabalho, etc.

 

A lenda de Sant Jordi

Diz a lenda que perto de Vila de Montblanc vivia um grande dragão que havia aterrorizado os habitantes da aldeia. As pessoas não sabiam como fazer para o dragão não se aproximar da muralha,e decidiram então dar-lhe comida. Primeiro deram-lhe ovelhas, vacas e assim por diante até que o dragão malvado havia comido todos os animais que estavam na aldeia. Mas ele ainda estava com fome e se aproximava cada vez mais da muralha. O povo de Montblanc não sabia como pará-lo e, finalmente, decidiu que teria que se sacrificar, um por um dos habitantes. Eles colocaram os nomes de todos em um pote, incluindo o rei e sua bela filha, a Princesa. Um belo dia, foi a vez da princesa. O Rei pediu aos habitantes que tiveram misericórdia com a princesa e não a deixassem morrer, mas era a vez dela e teria que cumprir o acordo. Quando o dragão veio para pegar a princesa, veio um bravo cavaleiro montado em um belo cavalo e brandindo a espada conseguiu fincá-la no coração do dragão, matando-o. Da ferida do coração veio um grande jorro de sangue que caiu no chão e imediatamente cresceu uma linda roseira. O cavalheiro pegou a princesa em seus braços e deu-lhe a bela rosa. O cavaleiro foi chamado de Sant Jordi. Todas as pessoas ficaram muito felizes porque ele tinha conseguido matar o dragão, até mesmo o rei ficou tão satisfeito que ele tinha salvado sua filha, que lhe ofereceu a sua mão. Mas Sant Jordi, muito grato, seguiu o seu caminho.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte IV - por Thainá Rocha

AINDA SOBRE REGRAS Você já se percebeu falando assim para o seu filho: “Você já fez a lição? Escovou os dentes?...

Território preservado: A Estradinha - por Patrícia Viale

Gosto de caminhar com sol nas costas. No início caminho como exercício. Aos poucos cada passo torna-se um pensamento, que...

Hortênsia - por Roger França

A hortênsia, planta rústica e encantadora, que dá nome a nossa região, embeleza os caminho da serra com suas grandes...

Torta de Maçã - por Bárbara Brezolla da Luz

 Ingredientes:   Recheio • 13 maçãs sem casca fatiadas • 1 colher (chá) de canela • 1 lata de creme de leite...

Mar ou montanha? Os dois - por Luciana Pontes

Em Lisboa, convivi com cabo verdianos muito legais. Então, quando surgiu a questão “Onde será nossa lua de mel?”, nem...

Atividades - Cão curioso

O cachorro abaixo foi montado com 11 palitos de fósforo. Como fazer ele olhar para outro lado movendo apenas dois...

Livro - Barba ensopada de sangue - por Daniel Galera

Um professor busca refúgio em Garopaba, após a morte do pai, mergulhando em um isolamento geográfico e psicológico. Ao mesmo...

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte V - por Thainá Rocha

Chantagem emocional Uma das maneiras que alguns pais utilizam para educar seus filhos consiste na retirada do amor. Ela acontece quando...

O melhor da Patagônia Argentina - por Cristiane Serpa

Fotos: Cristiane Serpa e Gilmar Hinchinck Gelo, natureza e aventura, é isso que encontramos na Patagônia! Foi onde eu e um...

Vale a pena ver de novo? - por Evanise G. Bossle

Vejo pela tevê Minutos e  minutos de quê? Partidos novos e antigos, rostos anônimos e outros conhecidos. Prometem o mesmo...

Patrocinadores da cultura