O Eu de uma mirtácea - por Patrícia Viale

O Eu de uma mirtácea - por Patrícia Viale

Território preservado

Já invejei árvores mais nobres. Certo dia um biólogo puxou-me pelas folhas. “Eis uma mirtácea!”. Era ele um recém-formado, entusiasmado em descobrir novas espécies. Sabia que nós, as mirtáceas, somos a mais rica família em frutos tropicais. São parentes a goiabeira, o araçá, a jabuticabeira, a uvaia e também a guabirobeira. Se ainda não me apresentei, chamo-me pitanga. De folhas em tons verdes e nuances avermelhadas. Sou planta um tanto meiga. Preciso de proteção das árvores mais altas. Não sou como as vassouras, pioneiras, e guerreiras. Elas chegam primeiro e deixam tudo ao redor mais seguro. Depois chegamos nós, as mirtáceas. Dizem que somos o maior número de espécies na ameaçada Mata Atlântica. O que sei é que sou uma mirtácea, que nunca chegará aos pés de uma angustifolia. Não me incomoda ser mais baixa, ter que florescer todo ano e oferecer meus frutos aos animais, inclusive o homem. Estar viva até o presente me consola. Num momento de tantos conflitos por causa de territórios e riquezas foram-se as araucárias e os ipês. Ficaram as mirtáceas, árvores de comunidade.
E depois de mais um beliscão do biólogo posso suspirar e dizer: - Ainda bem que sou uma destas.



Patrícia Viale
É mãe, ativista, jornalista, escritora, colagista e pizzaiola.
Inquieta e persistente, apaixonada pelos Campos de Cima da Serra.

 

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 26 - Julho de 2015 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Superando Preconceitos - por Juliana Santos da Silva

Todos nós, mesmo sem perceber, muitas vezes praticamos o preconceito. Mas muitos praticam por maldade e ignorância.  Julgam as pessoas...

Gente que vive chorando de barriga cheia - por Franco Vasconcellos

Como é bom um banho quente! Como é bom encontrar, por acaso, um amigo do qual se tem saudade! Como...

Tiro com Arco - por Amanda Pessôa

PREPARAR, APONTAR...... Nos jogos Olímpicos temos os atletas com a mira perfeita, são os competidores do Tiro com Arco. O objetivo...

Visual com Arte: Minha arte, em 2004 - por Wilson Barbosa

“Minha arte, em 2004” Tela em acrílico sobre bagum Autor: Wilson Barbosa {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

O Ciclismo BMX - por Amanda Pessôa

O desafio é entre trancos e barrancos, e você deve estar preparado para ver tombos espetaculares! Em uma pista cheia...

A Crônica da Vez: Sobre a vida e sobre o tempo - por Mateus Barcelos

Disseram sobre o tempo....que é um tempo de transições, de navegações (na internet)..., de redes (sociais), de livros de rostos...

Onde ou aonde? - por Aline Aguiar

Onde indica permanência, um lugar onde algo ou alguém está. Exemplo: Onde ele trabalha? / Onde deixei minhas chaves? Aonde indica movimento...

Uma velhice saudável exige boas memórias - por Rita Frezza Maganini

  É importante perceber que para se viver bem, mais e melhor, é necessário encarar a depressão. Cultivar momentos positivos e contar...

Macarrão Paganini - por Rodrigo Fabro 

 Ingredientes: 1 cebola picada 3 dentes de alho picados 1⁄4 de pimentão amarelo, verde e vermelho 500 g frango picado 350...

Visual com Arte: Pintura Corporal - por Caroline Patueli Vargas

Artista: Caroline  Patueli Vargas, Rio de Janeiro/ RJ Caroline é modelo, artista e fotógrafa de suas próprias artes! Leva de 4...

Patrocinadores da cultura