Sonhos - por Heidi Lauterbach

Sonhos - por Heidi Lauterbach

Tenho três. Os que já foram realizados, não contam mais como sonhos – ter filhos, construir casa, escrever o que penso. Deve ser muito triste viver sem sonho nenhum, não sofro desta falha, pois dois sonhos antigos continuam comigo há muito tempo e o terceiro é reativado cada vez que preciso de cominho para fazer meu pão.

O primeiro é a viagem com o trem transiberiano até Vladiwostok e voltar até Lhasa com o “Trem das Nuvens”. Este sonho é fácil de realizar, é uma mera questão financeira. Enquanto não ganho na loteria, vou sonhando.

O segundo: quero rodar a Estrada Pan-americana desde Ushuaia até o Alaska. Isto já é mais complicado, porque requer tempo (o que eu até teria), dinheiro (vide acima), e depende de encontrar uma pessoa igualmente maluca, para não ir sozinha. Esta companhia de aventura também deverá ter força física suficiente para eventualmente trocar um pneu, assunto passado para mim. Não consigo mais soltar um parafuso de roda nem sentando em cima daquela barra de ferro que serve de alavanca.



Para a realização do terceiro sonho, eu teria que ser reinventada, ou seja, seria preciso me equipar com um estomago de avestruz. Avestruz – porque este bicho consegue comer e digerir, sem perigo de um colapso, absolutamente tudo, desde relógios de pulso, meias de lã, chaves de carro, até, claro, a comida natural a ele. Duvidem? Pois um amigo nosso mantinha, em sua fazendinha perto de Paraty-RJ, um grupo de avestruzes. Ao tomar banho na cachoeira da propriedade, deixando nossos pertences na margem, um deles altivamente engoliu uma meia que tirou do meu tênis, atraído, talvez, pela cor vermelha da mesma, e, para arrematar, o relógio de pulso do meu marido. A meia, não fizemos questão de ter de volta, mas foi necessário uma operação de detetive para reaver o relógio. Nosso amigo conseguiu, dois dias depois.....

Meu sonho? Ser esquecida, num sábado à noite até a manhã da segunda feira seguinte, dentro da loja “Banca do Rudão”. Com a luz acesa. 36 horas são 2160 minutos – será que tem mais que 2160 artigos para conhecer lá dentro? Talvez. Aquilo é um verdadeiro paraíso para qualquer gourmet, gourmand, comilão, cozinheiro, enfim qualquer um interessado em comida. Há nozes, macadâmias, castanhas do Pará e de caju, avelãs, amêndoas. Tem frutas cristalizadas, desidratadas e em calda. Azeites do mundo inteiro (já existem produtores de azeite de oliva em algum lugar de Minas Gerais – será que ainda não chegou aqui no Rio Grande do Sul? Seria interessante conhecer o sabor d’um azeite brasileiro!), vinagres de todas as matérias primas – vinho tinto e branco, maçã e outras frutas, envelhecidos em barris de carvalho - pimentas de várias cores e tamanhos, inteiras ou moídas, que deixam o livro “Pimenta”, do dr. Marcio Bontempo, empalidecer de vergonha, biscoitos, chocolates, temperos – ah, os temperos!! Em grão, em pó, misturas de ervas, em forma de folhinhas miúdas, em pedaços e favas... Tem cogumelos, desidratados e em conserva, molhos prontos para carne, para saladas, para frutos do mar. E os queijos, os salames, os presuntos. Tomates secos, concentrados, pelados, em molho. Farinhas exóticas em grão e moídas, café idem, chás de tudo que se possa imaginar, geleias - ufa!

Como é bom sonhar!

Heidi Lauterbach, é tradutora e tem como hobby cozinhar, artesanato, animais, leitura e família.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Livro: Outonos

Texto: Evanise Gonçalves Bossle Outonos traz narrativas curtas e envolventes, colocando à nossa frente personagens com que nos deparamos cotidianamente e...

Rincão Poético: Minha terra - por Luciane Scalcon

O chão onde piso reflete a imensidão desta cidade querida. Com sua cultura entra em ação, com sua tranquilidade nos...

Os Jovens e a leitura - por Diogo Krevoniz

Quando perguntamos aos estudantes o que gostam de fazer em seu tempo livre, na maioria das vezes, a resposta não...

Ajude a salvar vidas - Saiba mais sobre a doação de sangue

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue. Eles são determinados por normas técnicas do Ministério da...

Entre dos aguas - por Elena Cárdenas

En el año 1973 el artista amenco Paco de Lucía compuso la conocida canción Entre dos Aguas. Y es entre...

Rota do Sol - No caminho do litoral

Ver mapa Verão, época de praia! Até pouco tempo atrás os gaúchos da Serra precisavam fazer um grande percurso, ou acessar...

Colágeno: um aliado da sua beleza - por Dra. Suélen de Oliveira

Com o passar dos anos, o efeito da gravidade é cruel com nossa pele. A partir dos 25 anos, nosso organismo...

Caldos saudáveis

Caldo de carne, de galinha, legumes, bacon, picanha, costela… Tem caldo pra tudo que é tipo de prato. O problema...

Atividades • Origami - por Clarines Thewes

De ori (dobrar) e Kami (papel), o origami, arte das dobraduras, surgiu na China há mais de 2 mil anos...

Pirog - por Leonardo dos Santos

Ingredientes: Massa 125 g Farinha de trigo 1/4 xícara Água morna 1 colher rasa de chá de Sal (ou, quanto baste) Recheio 50 g Batata cozida...

Patrocinadores da cultura