Saúde para todos - por Rodrigo Valadares Ribeiro

Saúde para todos - por Rodrigo Valadares Ribeiro

Em 2004, o Governo Federal, em parceria com as prefeituras municipais, criou a Farmácia Popular do Brasil, que surge como uma inovação para a política pública de assistência farmacêutica no país. Este programa corresponde a uma rede de farmácias que tem o intuito de facilitar o acesso do cidadão brasileiro a algumas classes de medicamentos considerados “essenciais”. Inicialmente, somente algumas cidades do país contavam com estas farmácias. 

Com o intuito de ampliar o acesso da população, foi implementado em 2006 o programa “AQUI TEM FARMÁCIA POPULAR”, que visa oferecer medicamentos a baixo custo ou gratuitamente em farmácias privadas. As patologias inclusas neste programa de apoio são: Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus, Dislipidemias, Asma, Rinite, Mal de Parkin- son, Osteoporose, Glaucoma e ainda fraldas para incontinência urinária.
Nos termos da constituição federal “a saúde é um direito de todos e dever do Estado”, portanto este recurso oferecido está disponível para qualquer cidadão brasileiro desde que siga atentamente os critérios estabelecidos.





Para ter acesso a estes medicamentos é necessário localizar alguma farmácia que seja credenciada do programa e estar em posse dos seguintes documentos:
Compra para o próprio paciente:
• Receita médica válida
• Cpf
• Documento com foto (CNH, RG, ou outro documento oficial)

Compra para crianças:
• Receita médica válida
• Cpf do pai, mãe ou responsável legal
• Documento com foto (CNH, RG, ou outro documento oficial do pai, mãe ou responsável legal) • Certidão nascimento da criança

Compra para terceiros:
• Receita médica válida
• RG, CPF ou certidão de nascimento do paciente, titular da receita;
• CPF e RG do representante legal
• Procuração por instrumento público ou particular com firma reconhecida no cartório

Para ter acesso a lista de medicamentos participantes e as farmácias do município, credenciadas ao programa, acesse: www.servicos.gov.br.


Rodrigo Valadares Ribeiro
Farmacêutico Generalista – formado pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais Atualmente Gerente Farmacêutico da Panvel Farmácias de Gramado.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

I want to ride my bicycle - por Elena Cárdenas

É o título da canção Bicycle Rade do lendário grupo Queen. Estava, eu, cantarolando a música enquanto andava de bicicleta...

Eu preservo, tu preservas - por Karine Klein

A história do município contada através de acervos históricos particulares  Quando se trata da memória, em São Chico se conjuga o...

A sexta vogal e o asteris(ti)co - por Franco Vasconcellos

Noutro dia, com a TV ligada, ouvi o comercial de uma operadora de telefonia celular. Nele, um jogador da Seleção...

Rincão Poético: Fim do Carnaval - por Evanise Gonçalves Bossle

Fim de festa, fim de sonhos talvez. Terminado todo o poder da sedução e sem mais esforços, retira a máscara...

Rincão Poético: Minha terra - por Luciane Scalcon

O chão onde piso reflete a imensidão desta cidade querida. Com sua cultura entra em ação, com sua tranquilidade nos...

10 de Dezembro - 6ª Volta Ecoclística no Parque Estadual do Tainhas

6ª Volta Ecoclística no Parque Estadual do Tainhas promovida pela Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – SEMA Um evento onde...

Um destino mais feliz - por Mercedes Sanchez

Eu nasci em Mendoza, Argentina, terra privilegiada aos pés da cordilheira dos Andes, forjada através do esforço continuo de seus...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” • Parte II - por Thainá Rocha

Dando continuidade ao tema da última postagem, hoje quero lançar outras reflexões antes de dar início à parte prática do...

Orchata de chufa si us plau - por Franco Vasconcellos

A frase que batiza esta crônica integra a letra de “Vaca Profana”, de Caetano Veloso, considerado um dos mestres da...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” - por Thainá Rocha

Uma introdução ao tema O assunto de hoje (e dos nossos próximos bate-papos) buscará refletir a respeito da tão polêmica pergunta...

Patrocinadores da cultura