Novos voos - por Nathan Camilo

Novos voos - por Nathan Camilo

Será que vale a pena? pensou. Estava às voltas com a possibilidade de alçar novos voos. Tinha muita vontade de fazer isso. Mas, ao mesmo tempo, estava em dúvida. Perguntava-se se dessa vez daria certo.
Ainda não havia se esquecido da última vez que voara. Estava recuperando-se das lesões causadas pela queda desse voo. Lembrava-se bem de como caíra. Naquela ocasião, voava alto. Ainda que inseguro, voava alto e firme rumo ao destino escolhido. Já havia avistado a porta que deveria atravessar para realizar o pouso. Mas, próximo ao local de aterrissagem, encontrou a porta fechada. Não tinha mais como pousar lá. Perdeu a orientação. Não sabia o que fazer. Caiu. Uma queda dolorosa.

Passou um tempo, as feridas estavam a cicatrizar-se. Tinha novamente condições de voar. Mas tinha medo de cair de novo. De novamente não pousar em seu destino. De ficar outra vez pelo caminho. Perguntava-se até se um dia conseguiria voar até o local de seus sonhos. Se daria tempo para isso... Muitas perguntas mais... A mais intrigante: para onde voar desta vez?

Deixa disso! disseram-lhe. Que ganhas com isso? Ficar no chão é demasiadamente cômodo! Mas o ganho é muito menor! Arrisca-te! Voa de novo. Estás com medo? Vai com medo mesmo! Não sabes para onde voar? Voa sem rumo! Não se encontra um destino estando no chão! Aproveita este ímpeto de voar e ruma ao incerto. Ao desconhecido... Claro, não vás atirar-te em um precipício... voa conscientemente... Seguro de que, em pouco tempo – garanto-te, menos tempo do que possas conceber – encontrarás o plano de voo e pousarás no destino de teus sonhos.

Tais palavras ecoavam na sua cabeça. O medo persistia... A vontade também... E o ímpeto de voar... também... Estava em dúvida... Não percas esta oportunidade! Vai! Vira esta página de uma vez! Não te apegues ao passado! Nem à queda! Tampouco à dor! Agrega as experiências obtidas com o último voo e segue em frente! Voa antes que seja tarde! disseram-lhe novamente.
Hesitou por um momento. Foi com medo mesmo. Arriscou-se. Abriu novamente as asas. Deu um primeiro impulso. Abriu as asas mais um pouco. Deu um segundo impulso. Correu. Planou. Subiu mais. Viu que tinha condições. Alçou um novo voo...

 

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 20 - Janeiro de 2015

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Cachoeira dos Venâncios - Cambará do Sul/RS


Localização: A 23 Km da cidade, distante 12,5 Km da RS 020. Ver mapa O município de Cambará do Sul, conhecido...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural