Rincão Poético: MÃE - Para os que já Perderam / Para os que Ainda as Tem - por Athos Xavier de Brito

Rincão Poético: MÃE - Para os que já Perderam / Para os que Ainda as Tem - por Athos Xavier de Brito

Hoje eu sei o que é mãe, pois não tenho mais a minha
E só pode dizer dessas senhoras
Outras antes, durante após o parto
Quando nos leva ou nos separa delas
O eterno mistério da existência

O que se pode dizer ou se espera
das mulheres, meninas que as perderam
Deixo no ar inspirado imaginar
Por ser mulher eu aposto em seus medos

Mãe é mulher, é sedução, e poesia
É canção de ninar, é aconchego
Esta semente que toda a humanidade
Só existe porque existe ela.

Deus é mulher? Não, Deus é que fez as Evas
E quem descobrir porque costelas
Está sim mais perto do Divino
Onipotente que através dessa semente
Fez o homem procurar eternamente
Porque o cordão umbilical nos leva a elas

Hoje nos quedamos, adoramos
Agradecidos as reverenciamos
São singulares do homo complemento
Da imagem e semelhança o advento
O começo de tudo, o ministério

Mãe, hoje eu seu esta palavra
Este amor, este doar, que precisamos
Quando a saudade chama, clama, quer ter ela
Em seu olhar ver a resposta de tudo
Na sua voz para abraçar o mundo. 

E os que ainda as tem / que as abrace
Que as cubram de beijos, de carinhos
De palavras, de presentes, de encantos

Cuidem delas como o maior tesouro
Partilhar dor, amor, tristezas, alegrias
Porque jamais o convívio destes dias
Para abraçar, falar, contar-lhes um segredo
Das risadas ouvir os seus conselhos

Haverá
Quando o Senhor, o destino, esta vida
Chamar pra si estas deusas, estas rainhas
Esta palavra MÃE, falada a todo o momento
Não existem em todo o planeta quem nunca tenha, teve, tem
Falado ela, ou a chamado como um socorro
Então direis… “Não existe igual a minha”. 

Athos Xavier de Brito  

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Filme - 12 Anos de Escravidão

Direção: Steve McQueen Ano: 2014 Gênero: Drama, Histórico Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto, que vive em paz ao...

Um toque românico no ambiente para celebrar o amor - por Fabiana Souza

Que tal preparar a casa para celebrar o amor? Aqui vão algumas dicas para você compor a decoração da sua...

Auto estima e maquiagem - por Giulia Aimi

Já são algumas edições passando dicas de make para vocês, mas neste tempo nunca mencionei a importância de todas elas...

Vale dos Vinhedos • Delícia de lugar - por Eliane Gunthner

Pensando em temperaturas baixas, vou falar um pouquinho sobre o passeio que fiz ao Vale dos Vinhedos algum tempo atrás...

Desafago - por Patrícia Viale

Vago neste lugar qualquer. Meus pés ardem. Já não levanto a cabeça. Tudo dói. O respirar está fraquinho. Não sei...

Rincão Poético: Haicai

O que é? O haicai é um poema de origem japonesa, que chegou ao Brasil no século XX. É composto...

Visual com Arte: Pintura em tela - por Adriana Borella Pessoa

Técnica: Pintura em tela Mistura de técnicas sobre tela de MDF: textura, imagem, tecido e texto Adriana Borella Pessoa Pedagoga e Arte/educadora -...

Recordistas da longevidade serrana - por José Carlos Santos da Fonseca

Foto: Leocádia Moreira do Amaral com 120 anos em 1922. No início do século passado, o município de São Francisco de Paula...

Rincão Poético: Pequena Esperança - por Evelyn Fagundes

Já olhei para esta floresta.  Já olhei para este rincão.  Já vi pássaros voando. E o sol caindo ao chão. A...

Cambará do Sul

Cambará do Sul é conhecida também como a "terra dos cânions" e "capital do mel", é também campeã no ranking...

Patrocinadores da cultura