O que existe além do céu... - pro Marcelo Oliveira

O que existe além do céu... - pro Marcelo Oliveira

O ser humano se diferencia dos animais justamente pela capacidade de raciocínio lógico. Bom, eu acredito que evoluímos, primeiramente, pela maior qualidade humana: A curiosidade. As civilizações progrediram através dos tempos movidas pela curiosidade. Como será que isso acontece? Como será aquilo é por dentro? Se perguntando descobrimos muitas coisas: o fogo, a eletricidade, o papel, a informática, a penicilina, o código genético, a pólvora e a bomba atômica (...).

A curiosidade também fez o homem ir até as profundezas dos mares e da terra atrás do desconhecido. Mas o céu sempre foi a maior curiosidade. Já na infância filmes e livros mexem com nossa imaginação. O que tem lá? O que existe na imensidão desde universo sem fim? Quem nunca se pegou olhando para o céu em uma noite estrelada com a cabeça cheia de indagações? Sentindo-se tão pequeno frente ao universo e ao mesmo tempo tão privilegiado por ser a única inteligência viva neste cosmos.

Mas será que somos o bendito fruto entre o infinito? Seríamos a única fonte de vida existente entre milhares de galáxias? Bom, o homem ainda não superou as limitações de seu organismo tão frágil que não o permitem sair da proteção de nosso planeta. Com muito custo, o homem conseguiu ir até a Lua – há quem duvide. Mas a curiosidade pelo desconhecido faz o homem um descobridor de atalhos a suas limitações. Centros de observações espalhados por todo o planeta com seus poderosos telescópios investigam o universo, satélites errantes pelo universo mandam imagens das nebulosas galáxias, estrelas e planetas, nos mais distantes confins.



E, então sentimos aquela sensação de que não estamos tão sós. Mas a maior curiosidade, com certeza, que faz qualquer humano se descabelar, é o que existe após a morte. Para esta questão ainda não se conseguiu um atalho para ver como é o além. Todas as religiões trazem suas interpretações sobre a vida após morte, umas mais positivas outras nem tanto. Mas, no entanto, a maior curiosidade é também o maior medo, isso mesmo.

Para muitos está ai um grande dilema: Curiosidade x Medo. Talvez quando se perder este medo, os campos se abram para mais essa curiosidade. A ciência que é mãe de todas as curiosidades, é única que não tem medo, e por não ter medo também não tem curiosidade sobre o assunto. Concluo que o medo é pilar da curiosidade, se temos medo automaticamente ficamos tentados a vencê-lo. Mas na questão do além o medo de descobrir que não existe nada é muito maior do que descobrir que existe o inferno.

Marcelo Oliveira, mora em São Francisco de Paula e estuda Gestão Ambiental. Ler e escrever são paixões. O tema? O que mundo lhe apresentar. 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

BBB e a Avenida - por Marisa Fernandes Nunes

Recentemente foi transmitido pela TV Globo o reality show Big Brother Brasil, que como o próprio título sugere, é copia...

Bolo de Maçã - por Ana Sanchez Souza

Ingredientes:  - 1 1/3 xícaras de óleo vegetal- 3 xícaras de farinha de trigo- 1 colher de sopa de canela em...

O conceito de cultura nas ciências sociais - por Marcio Barcelos

Você já parou para pensar no significado da palavra “cultura”? Seria “cultura” uma coisa que a gente “adquire” assistindo filmes...

Limão, macela e humor - por Lukas Lima

Comédia, diversão, espontaneidade, comunicação visual. Tudo isso são recursos do humor. “Buscamos uma vida perfeita, organizada, foco, perseverança... no outro lado...

Gabinete da Primeira-Dama de Gramado leva tema de violência contra a mulher para as escolas

Com o objetivo de trabalhar a prevenção da violência contra a mulher e promover a igualdade de gênero, o Gabinete...

O planeta está doente - por Sérgio Marino

Há muito tempo se ouve que o planeta está em apuros, mas nunca se falou tanto sobre o meio ambiente...

Encontros do Quadrante Patrulhense - por Gesmar Borges

Os 78 municípios desmembrados de Santo Antônio da Patrulha têm efetuado encontros para recapitularem suas experiências. O Quadrante Patrulhense é...

A Crônica da Vez: Se todas as pessoas do mundo dessem as mãos, quem puxaria a descarga? - por Roberval Piriri

Digo e repito: o problema fundamental do mundo é o excesso de gente. O número de pessoas cresce dia a...

O conto na vida das crianças - por Mercedes Sanchez

A leitura infantil ocupa um lugar de destaque no desenvolvimento integral da criança, pois através dela, do uso das linguagens...

Lixo separado, ambiente preservado - por Celina Valderez

Você sabe porque a separação de lixo é entre ORGÂNICO e SECO? Orgânico restos de cozinha, papel higiênico, fraldas Seco plástico, papel Você sabia que 70% do lixo...

Patrocinadores da cultura