A Justiça do Escorpião - por Marcelo Oliveira

A Justiça do Escorpião - por Marcelo Oliveira

O escorpião percorria o corpo inerte deitado sobre solo. Um corpo pequeno de pele branca, cabelos loiros escurecidos pela lama. Vestia um shortinho jeans e desfiado e uma blusinha rosa que deixava a barriga à vista. Os pés estavam descalços encobertos pelas folhas secas. Deitada com os braços abertos e contíguos ao corpo parecia repousar em uma cama macia. O escorpião caminhou pela face e parou perto a boca de lábios rosados. Não percebia perigo a ponto de ter que desferir seu aguilhão carregado com seu poderoso veneno. Ele percorreu o corpo entrando pelo decote e alojando-se entre os pequenos seios juvenis.

O grande corpo peludo e desproporcional inclinou-se por cima do frágil corpo e cheirava-o como um animal cheira sua presa; o escorpião pressionado pelo corpo pesado e de suor quente e azedo então desfere um golpe perfeito com seu aguilhão que atravessa o fino tecido da blusa, o acertando bem no peito. O homem de barba encardida sentiu a agulhada arder em seu peito. Batia no peito a procura do que lhe perfurara. Sentiu então uma dor aguda lhe cortar o peito e faltando o ar caiu ao lado do corpo inerte, com uma bola se formando na altura do coração.

 



O inchaço denunciava que o veneno mortal inoculara perto do coração. Sem poder pedir ajuda o grande homem estrebuchou por um longo tempo até dar último suspiro bem ao lado do pequeno corpo ao qual suprimira vida com suas pesadas mãos apertando-lhe o pescoço. O escorpião então saiu vagarosamente de entre os seios da jovem e seguiu seu rumo. Não existia mais perigo... Nem para ele nem para o pequeno corpo, que não seria mais violado e nem para nenhuma outra criança.

Marcelo Oliveira, mora em São Francisco de Paula e estuda Gestão Ambiental. Ler e escrever são paixões. O tema? O que mundo lhe apresentar.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

5 Dicas para um relacionamento feliz - por Ana Cruz

Por um mundo com menos “eu” e mais “nós”, por favor. Seja o namoro ou o casamento, em um relacionamento amoroso...

Rincão Poético: A Doce Bebida - por Evanise G. Bossle

Vinho... a doce bebida, que traz lembranças antigas... Brincadeiras infantis debaixo dos parreirais. Na sede imensa dos primeiros beijos, sorvendo a...

A seleção - 1º volume • 
Kiera Cass - por Isabela Sanchez

America Singer foi escolhida para participar na Seleção e não está gostando da ideia de entrar em uma disputa por...

O trabalho por projetos em sala de aula - por Mercedes Sanchez

O trabalho por projetos na escola é um tema que se vem discutindo ultimamente entre os profissionais de ensino, como...

Terra, viva! - por Celina Valderez

O Dia da Terra foi criado pelo senador norte-americano Gaylord Nelson, ativista ambiental, há mais de 40 anos. Procurou chamar...

Livro: Imagens do meu Rio Grande do Sul antigo e seus vizinhos

O livro “Imagens do meu Rio Grande do Sul antigo e seus vizinhos” volume 1 é uma coletânea de mais...

A realidade para viver o sonho - por Karine Klein

Basta um cadastro e um tempinho para escolher, para um mundo de magia, possibilidades e descobertas se abrir. Ser leitor...

Música - Catavento

A Catavento, formada por Leonardo Rech (guitarra/voz), Leonardo Lucena (guitarra/voz), Eduardo Panozzo (baixo/voz), Lucas Bustince (bateria) e Johhny Boaventura (teclas/voz)...

Os benefícios do convívio com os animais - por Karina Schutz

Cada dia que passa, o homem vem amadurecendo a ideia que conviver com animais é benéfico para sua saúde, bem...

Uso Correto de MEDICAMENTOS - por Leonel Almeida

Apesar de cada vez mais disponíveis estão sendo corretamente utilizados? Os medicamentos surgiram junto com a medicina tradicional e têm um...

Patrocinadores da cultura