Displaying items by tag: Vida - Revista Usina

Qual a melhor Coisa do Mundo? Por Marcelo Oliveira stars

“Acho que homens precisam ouvir que ter um filho é a maior dádiva que a vida pode nos dar. Desperdiçar isso é jogar fora uma oportunidade maravilhosa”. Marcos Piangers

Sabe qual o melhor choro? É o choro da vida quando nascemos. Qual é a melhor imagem da vida? Aquela quando seu filho abre os olhos pela primeira vez e fita profundamente nos seus olhos por eternos cinco segundos. Qual o melhor sono? Aquele onde se dorme três horas depois de uma noite inteira de fraldas, mamadeiras, fazer arrotar, embalar os sonhos de quem ainda tem a pureza e leveza de uma alma livre dos problemas desse mundo sem direção. Sabe qual o melhor peso? Aquele de segurar uma vida tão frágil sobre seu peito que dorme sob o calor de um coração eternizado. Qual a maior preocupação? De saber que os filhos vão crescer e vão te deixar noites e mais noites sem dormir, que vão questionar e serem seres livres e sem direção ao vento do destino. Quais os dias mais tristes? Os dias que eles vão chorar e não podemos fazer nada a não ser dar o amor que nasceu lá atrás ainda no útero da mãe. O melhor amor? Aquele incondicional que você sente queimar na alma e que nunca mudará, pois o que une um ser ao outro é maior, é transcendental em sua essência. Pois nem a pior das dores ou mais trágica situação vai mudar esses sentimento. Qual a melhor coisa do mundo? Se não é ser pai, não sei mais o que pode ser. E quando se é em dose dupla pode se dizer que tudo de bom que existe foi multiplicado por dois.

 

Surpresas - por Marcelo Oliveira

(...) a vida sempre tem suas surpresas é uma dimensão com horizontes infinitos.

Muitas pessoas são calculistas, pensam todos os passos que vão tomar na vida. Cada ano, mês ou dia é calculado, cada passo a ser dado ou que não será. Traçar objetivos e metas são próprios do ser humano. A evolução humana começa no momento que as sociedades começam a se organizar e planejar tudo desde cultivo as guerras. 

Mas como todos sabem planos e metas nem sempre saem como esperado. A vida nos traz surpresas, e isso faz com que a vida tenha um sentindo e que não sejamos apenas máquinas orgânicas. Todos os dias somos desafiados a corrigir nossos rumos, fazer coisas que nunca pensávamos em fazer e superar nossos limites. 

Nunca havia planejado ser pai, em certo momento da jornada estava com dois filhos, não biológicos, mas de coração. E com eles tive que aprender a ser pai sem ser, pensar mais nos outros e menos em mim. Eles foram crescendo e todas as preocupações inerentes também. Pré-adolescência, adolescência e ainda está tudo na metade! É a graça da vida, ser desafiado a ser e fazer o melhor a todo o instante.

Pensei que minha missão como família estava traçada e em rumo, contudo a vida não deixa nunca que possamos nos acomodar em nossa zona de conforto. E mais uma vez ela me presenteou com uma nova missão, um novo filho. Agora biológico. Mesmo sendo um susto para minha esposa, pois já não planejávamos mais filhos, senti que teria a missão de viver a paternidade em sua plenitude: da descoberta, a gestão para o nascimento...

Descobrir que vai ser pai supera qualquer dificuldade que se possa esperar, pois apesar dos desafios que ainda nos aguarda, um filho é, ou sempre deveria ser pelo menos, uma conjugação do amor de uma família. Bom, mas como eu disse a vida sempre tem suas surpresas é uma dimensão com horizontes infinitos. Apenas duas semanas depois de confirmar a gravidez descobrimos que não era um, mas dois, dois bebês. Desafio dobrado, preocupações em dobro, cansaço em dobro: Felicidade em dobro.  

A vida vai te desafiar sempre, e só amor que é colocado a cada desafio é o que determinar as vitórias, os tropeços e consequentemente quanto vai ser feliz ou quanto poderá tornar a vida de alguém melhor ou feliz. Mesmo tendo recebida uma noticia negativa na semana posterior à descoberta dos gêmeos em relação ao meu emprego, a emoção de saber que duas vidas ainda tão pequenas estão a caminho deste mundo, mesmo que tão bagunçando e incerto, não decaiu. Pois se você tem um motivo para desanimar a vida te dá dois para se levantar.

Marcelo Oliveira, mora em São Francisco de Paula e estuda Gestão Ambiental. Ler e escrever são paixões. O tema? O que o mundo lhe apresentar.

Rincão Poético: Vida - por Evanise Bossle

Piquei palavras de papel comum,
Palavras soltas de jornal comum.
Piquei palavras soltas ao acaso.
Fiz como o vento, levando
Pétalas, folhas, sementes e orvalhos.
Piquei palavras grandes e miúdas,
Palavras confetes, gotas e agulhas,
Palavras nuances, soluços e transes.
Piquei palavras e soltei na folha,
Revoltosa folha de papel sulfite,
Magoada folha, pálida e calada.
Foi aí que vi a história concisa
Da vida passada.


Evanise Bossle, Tramandaí-RS


• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 24 - Maio de 2015

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Cachoeira dos Venâncios - Cambará do Sul/RS


Localização: A 23 Km da cidade, distante 12,5 Km da RS 020. Ver mapa O município de Cambará do Sul, conhecido...

Parceiros na difusão cultural