Um destino mais feliz - por Mercedes Sanchez

Um destino mais feliz - por Mercedes Sanchez

Eu nasci em Mendoza, Argentina, terra privilegiada aos pés da cordilheira dos Andes, forjada através do esforço continuo de seus habitantes. Eles desenvolveram uma relação com a natureza que lhes permitem extrair dessa terra desértica os melhores frutos: uva, maçã, pera, ameixa, nozes, orégano, tomate e uma infinidade de hortaliças que alimentam a população abundantemente no dia a dia.

As águas cristalinas que descem das montanhas nevadas dão vida às plantações e a grandes parques e avenidas.

Viver em um deserto natural já é um grande desafio, mas transformá-lo em um vergel é o grande mérito do ser humano.

As quatro estações de Mendoza são muito bem definidas e alegram a alma com seus cheiros, seu colorido e seu processo. Primavera e outono são os mais coloridos e fragrantes, inverno é a época de trabalho, adubo da terra, poda e preparação para a irrigação. O sol radiante e as baixas temperaturas contribuem para que a seiva energize as plantas. O calor tórrido no verão aumenta o sabor das frutas, do qual surgem os vinhos tão especiais e apreciados no mundo inteiro.



Tudo isto me faz pensar no poder transformador que o homem tem em relação à natureza e em relação a si mesmo.

Cada um de nós pode transformar e transformar-se através de uma atitude aberta e participativa.

Somos responsáveis pelo lugar onde vivemos, nosso lar, nossa cidade. Com nosso esforço do dia a dia criamos um ponto magnético que nos da segurança e do qual nos sentimos parte. Escolher um lugar para viver aumenta ainda mais essa responsabilidade.

Por isso trabalhemos com espírito transformador os recursos que a terra nos dá, juntando esforços com as pessoas que estão perto de nós. As boas relações podem ajudar-nos a ser construtores de um destino mais feliz para a humanidade. 

"A Mendoza, mi tierra
Una tierra donde el sol Ilumina el año entero
Pintado de azul y blanco
El paisaje montañero
Sentí mi rostro en el paisaje
Bebí el frio de su invierno
Robé frutos al verano
Al  otoño canté versos…"

Fragmento: por Moisés Sánchez, poeta mendocino

Mercedes Sánchez, educadora com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Livro - Uma visão de mundo - por Elma Sant’ Ana

Uma visão de mundo Jõao Fabrício de Morais / Elma Sant’ Ana  “ Dr. JOÃO FABRÍCIO DE MORAIS, missioneiro de São Luiz...

O Dragão Verde e o Tigre Branco - por Fabiana Souza

O Dragão Verde e o Tigre Branco encerram o tópico dos Quatro Animais Sagrados. O Dragão Verde se posiciona do...

Sabia que...

Sabia que você pode distinguir entre um sorriso genuíno e um falso? O sorriso, ao contrário de todas as outras expressões...

Semana Mundial da Amamentação/Agosto Dourado - por Celina Valderez

Desde 1992, o planeta celebra a Semana Mundial de Aleitamento Materno, entre os dias 1 e 7 de agosto. A...

Liquidâmbar– uma árvore embelezando nossas calçadas e nossa cidade - por Telmo Focht

Seu outro nome popular é árvore-do-âmbar. Seu nome científico é Liquidambar styraciflua e sua distribuição original varia dos Estados Unidos...

Lá em Berlim - por Elena Cárdenas

¡Ya ha pasado un mes desde que llegué a Berlín! Un nuevo país, una nueva ciudad, y un nuevo lugar...

Vocação, eis a questão! - por Fabiana Souza

No sistema em que vivemos, é comum acreditarmos que um profissional satisfeito é aquele que ganha bem e, assim, poucos...

O dono do carnaval - por Franco Vasconcellos

Tá chegando o carnaval... a festa de Momo. Sei que após ler o que segue, alguns irão me taxar de...

Ano novo, vida nova! - por Fabiana Souza

Ano novo é tempo de promessas e esperança, compromissos e mudança. No “brinde da virada”, prometemos ser mais humanos e...

Rincão Poético: Cafeína - por Mairan Carniel Beren

Um vício, talvez mais que isso Não importa maldade pro coração Taquicardia imponente, Amarelados dentes estridentes Apesar de lindos sorrisos...

Patrocinadores da cultura