Dar valor à força da palavra é um processo consciente - por Mercedes Sanchez

Dar valor à força da palavra é um processo consciente - por Mercedes Sanchez

Uma vez ouvi dizer: “A palavra é prata e o silêncio é ouro”

Pensar antes de falar evitaria muito mal-estar, em nós e nos demais. Qual o efeito que nossas palavras causam em quem as escuta? Expressamos o que queremos dizer ou expressamos nossos sentimentos às vezes descontrolados?

A linguagem é a chave que nos aproxima e nos permite comunicar-nos entre os seres humanos e a forma de traduzir a estimulação sensorial produzida por nosso cérebro. Não é somente uma emissão de vocábulos, pois ela está acompanhada com uma série de elementos que transformam as palavras em comunicação.

Alguns destes elementos são o olhar, os silêncios, a postura, a tonalidade, a força da emoção, a necessidade de convencer, o desabafo, a atitude. Através da linguagem manifestamos nossa cultura, a herança familiar e a sociedade a que pertencemos.

Através da linguagem vamos tecendo a rede de relações e estabelecendo o nível de intercâmbio que realizamos com as outras pessoas. Vai-se construindo nossa identidade interna e externa.



Quando duas pessoas falam, uma fala e a outra escuta, mas cada uma o faz desde sua cultura, de seu nível de consciência do que está acontecendo, de sua emoção, controlada ou não.  Esta mesma conversa em outro momento ou outro meio teria efeitos e manifestações diferentes.

A força da intenção com que falamos é a chave para o efeito que vai produzir na outra pessoa a palavra emitida. Por isso, o poder da palavra está em sermos conscientes da ferramenta que temos em mãos como seres humanos. Expressar nossas ideias é muito bom, mas não devemos perder de vista o efeito que causa em quem as escuta, pela forma em que falamos, pela intenção que colocamos, pela atitude de respeito, ou não, a outra pessoa e ao momento de vida que compartilhamos.

A palavra emitida pode nos levar ao maravilhoso mundo da comunicação ou pode criar a maior barreira e separação interior com a outra pessoa. 

Por isso, pensar antes de falar, é a melhor opção para não magoar ninguém, e para sentir-nos em plenitude com a vida.

Mercedes Sánchez, educadora com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Produtos de limpeza e o meio ambiente - por Celina Valderez

Você já parou para pensar o quanto  nossos hábitos de higiene contribuem  para a poluição do meio ambiente? Diariamente sabões...

Rincão Poetico: Meu Pai! - por Zaira dos Santos Reis de Oliveira

Meu Pai! Meu pai um marido carinhoso. Meu pai um pai amoroso. Meu pai um avô brincalhão. Meu pai um...

Quando a escola é lugar de alegria - Por Karine Klein

Castelo Branco promove Festa de Dia das Crianças e dá exemplo de superação   Outubro sempre é um mês marcado pelas comemorações...

Algo se empieza a mover en febrero - por Elena Cárdenas

“Move” é o nome da música do Travis que estou escutando enquanto escrevo este artigo. Signfica movimento e é isso...

Macarrão Paganini - por Rodrigo Fabro 

 Ingredientes: 1 cebola picada 3 dentes de alho picados 1⁄4 de pimentão amarelo, verde e vermelho 500 g frango picado 350...

Timidez na Infância: Limite entre o “normal” e o “patológico” - por Thainá Rocha

Algumas famílias têm como ideal uma criança desinibida e comunicativa, porém é preciso respeitar os traços da personalidade daquela que...

1. 7 em ação - por Luciane Scalcon

Aos poucos vamos vivendo e caindo no mundo, no mundo real, que apenas aqueles sonhos de formatura, cursar faculdade, ser...

A oportunidade de viver - por Mercedes Sanchez

"Transformar em mim, o que desejo para o mundo." Se pensarmos na vida como uma possibilidade para nosso desenvolvimento como...

El dia más dulce - por Elena Cárdenas

Pensando neste artigo, lembrei da música “La femme chocolate” (a mulher de chocolate), de Olivia Ruíz, uma doce canção sobre...

Dicas para um envelhecimento saudável - por Fabíola Frezza Andríola

Todos sabemos que o processo de envelhecimento é muito complexo e por isto não existe uma “pílula mágica” que acabe...

Patrocinadores da cultura