Sou uma pessoa resiliente? - por Mercedes Sanchez

Sou uma pessoa resiliente? - por Mercedes Sanchez

Muitas vezes admiro nas pessoas o poder de superação das dificuldades que a vida lhes apresenta. Mas eu, como enfrento as dificuldades? Sou uma pessoa resiliente, flexível?

Todos, de uma maneira ou outra, enfrentamos dificuldades e problemas na vida. Sem dúvida, é a forma que temos de aprender e fortalecer-nos. 

Nos relacionamos com a vida e os seres humanos através de nossas vivências e experiências, e vamos compreendendo o que nos ocorre a medida que enxergamos os fatos de uma maneira mais ampla. 

Por que me sucede o que me sucede?

Esta pergunta pode deixar a pessoa magoada com a vida ou pode ajudá-la a compreender e dá-lhe ferramentas para trabalhar consigo mesma e superar suas próprias limitações.



O que é ser resiliente?

Ser resiliente é desenvolver a capacidade de superar problemas e dificuldades superando-se na própria experiência. É aprender a começar de novo a cada dia, sem mágoas ou ressentimentos, aprendendo com os fatos, estando prontos para dar um novo passo na busca de si mesmo. Aceitando, buscando o sentido da vida e tratando sempre de melhorar.

Para isso, é importante desenvolver algumas habilidades, como a de ser capaz de identificar a causa dos problemas e trabalhar interiormente para impedir que não se repitam futuramente. Aprender a controlar as emoções ante a adversidade, pois a emoção nos desgasta e nos impede de ficar centrados nos momentos de crise. Aprender a controlar os impulsos e as atitudes. Ser otimista e confiar nas próprias capacidades. Desenvolver a competência de compreender aos demais e descobrir suas emoções. Sempre procurar novas oportunidades e satisfação para sua vida.

Tudo isto é possível se quisermos desenvolver-nos interiormente, pois aprender a trabalhar consigo mesmo é o maior desafio que a vida nos apresenta. 

Aprender a compreender que tudo é transitório, que tudo passa e só fica a essência do que foi aprendido. 

Temos sempre a oportunidade de redefinir o que a vida significa para nós mesmos. A medida que vamos ampliando a visão do que a vida é, vamos ampliando aconsciência e assim cada vez mais podemos abraçar, compreender e incluir em nossa vida a todos os seres humanos.

Mercedes Sánchez, educadora  de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Visual com Arte: Pintura Corporal - por Caroline Patueli Vargas

Artista: Caroline  Patueli Vargas, Rio de Janeiro/ RJ Caroline é modelo, artista e fotógrafa de suas próprias artes! Leva de 4...

São Jorge, Goiás - por Glauber Vieira Ferreira

São Jorge é um povoado do norte goiano, pertencente à Alto Paraíso de Goiás. Não chega a mil habitantes e...

8 de Março - Dia Internacional da Mulher

O dia Internacional da Mulher está marcado por uma série de lutas e reivindicações ante as sociedades de diversos países...

Superando Preconceitos - por Juliana Santos da Silva

Todos nós, mesmo sem perceber, muitas vezes praticamos o preconceito. Mas muitos praticam por maldade e ignorância.  Julgam as pessoas...

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte III - por Thainá Rocha

REGRAS Quando a criança nasce, já começamos a ensiná-la algumas regras, como por exemplo, na amamentação. Algumas mães conseguem organizar uma...

Desenvolvimento – estamos interpretando corretamente? - por Telmo Focht

Na língua portuguesa existem certas definições que podem ter mais de uma interpretação. Entendo que a palavra desenvolvimento seja uma...

Mea-culpa/ O deficiente sou eu - por Franco Vasconcellos

Sempre bati no peito, orgulhoso, por ser livre de preconceitos, por não ser como as outras pessoas. Hoje, me envergonho...

Fotos Ronco do Bugio por Silvio Kronbauer

Este fim de semana aconteceu o 26o Ronco do Bugio, um festival de música nativista que acontece anualmente desde o...

DROGAS: um problema meu, teu ou nosso? - por Claudia Simone Dalanholi

O uso de substâncias que produzem efeitos sobre o sistema nervoso central sempre existiu em todas as sociedades e acompanha...

Humanização do nascimento - por Ricardo Herbert Jones

A atenção humanizada se apoia sobre um tripé conceitual, que tem como base o respeito aos desejos, aspirações e vontades...

Patrocinadores da cultura