Estar solteiro: bom ou ruim - por Douglas Blanca

Estar solteiro: bom ou ruim - por Douglas Blanca

Logo no final das férias acadêmicas desse ano, vendo alguns posts nas redes sociais, pude perceber que para algumas pessoas, estar solteiro é um fardo muito pesado, ou uma cruz gigantesca nas costas. Por essas e outras, resolvi descrever sobre esse assunto. Sobre o que realmente acho sobre “estar só”. 

Pois, ao estarmos solteiros, necessariamente, não estamos sós, e isso independe de outro alguém ao lado, apenas estamos curtindo um pouco mais da nossa própria companhia, nossos próprios momentos. 

Estar solteiro, quando você está bem e feliz, não é nada demais, não tem nenhuma semelhança com a "caretice". Ao contrário, às vezes, é até melhor que estar com alguém só por “convenções”, acomodação e costume. Estar só ou acompanhado só vale a pena se isso implicar em estar feliz e bem nada mais. Qualquer coisa, fora essas duas sensações, é melhor não estar, é melhor nem arriscar.



E viva a solteirice permitida, curtida e sem muitas neuras, por que estar com você mesmo também é muito bom. APRENDA! É tempo de amar-se enquanto não compartilha do seu amor com outro. Por isso, o objetivo não é estar, encontrar, ficar com alguém, a meta deve ser sempre estar, encontrar e ficar BEM e em PAZ consigo mesmo, pois assim tudo se torna mais leve, tranqüilo e sem grandes aborrecimentos, inclusive a sua espera ou busca pelo outro.

Não se engane, estar preenchido e completo vai além de estar com alguém ao lado.

Se estiver só, aproveite esse momento para se curtir, amar, valorizar e fortalecer o íntimo. Para quando encontrar o companheiro (a), ele (a) seja apenas um querido parceiro em sua alegria de viver, e não, a sua vida. É preciso aprender que precisamos viver com alguém e não para alguém, pois a única pessoa que devemos viver exclusivamente e incondicionalmente pra ela, somos nós mesmos.

Douglas B. Torres Blanca

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte IV - por Thainá Rocha

AINDA SOBRE REGRAS Você já se percebeu falando assim para o seu filho: “Você já fez a lição? Escovou os dentes?...

Sociedade Espírita Paz e Amor - Tatiana M. Reis

O que é o Espiritismo? É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan...

02 de Dezembro - I Encontro da Rede SEIVA

O evento, contará com a presença de renomados autores e profissionais da área da educação ambiental, como o Pós Dr...

O Eu de uma mirtácea - por Patrícia Viale

Território preservado Já invejei árvores mais nobres. Certo dia um biólogo puxou-me pelas folhas. “Eis uma mirtácea!”. Era ele um recém-formado...

Museu Pablo Picasso Barcelona

Por que não tentar compreender o canto dos pássaros? Por que se gosta de uma noite, uma flor, tudo o...

Será que vou me arrepender? - Diogo Krevoniz

Esta perguntinha me atormenta e se aplica a tudo na minha vida. Afinal, temos que fazer escolhas constantemente. As escolhas...

Desenvolvimento da capacidade criadora através da arte - por Mercedes Sanchez

A arte é uma atividade dinâmica e integradora, com um papel fundamental na educação. O desenho, a pintura, a música, o teatro..., conformam...

O guri do nariz azul - por Franco Vasconcellos

Muitos mistérios assolam nossa existência terrena. A mente humana dá lugar aos mais variados questionamentos, sobre os mais diversos assuntos...

Humanização do nascimento - por Ricardo Herbert Jones

A atenção humanizada se apoia sobre um tripé conceitual, que tem como base o respeito aos desejos, aspirações e vontades...

Visual com Arte: Releitura - por Willian de Souza

Autor: Willian de Souza - Paraguaçu Paulista/ SP Releitura, feita com lápis aquarela preto {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

Patrocinadores da cultura