O que entendemos por “aprendizagem flexível”? - por Mercedes Sanchez

O que entendemos por “aprendizagem flexível”? - por Mercedes Sanchez

Aprender é estar atento à vida, às oportunidades, ao que a vida nos apresenta a cada instante, ao aqui e agora, e a partir daí extrair nossas aprendizagens, renovando-as em cada experiência vivida.

"Aprendizagem flexível significa, não amarrar-se ao passado, as estruturas feitas através de nosso processo evolutivo. Significa estar disposto a mudar nossos conceitos, os pontos de vista, as atitudes..."

Desde que nascemos, aprendemos. A respirar, a mamar, a caminhar, a nos relacionar... e assim por diante. Pouco a pouco, vamos nos individualizando e desenvolvendo nossa personalidade e individualidade.

Cada um tem sua forma de aprender. Não somos todos iguais nem aprendemos da mesma forma.

A atenção à vida, é uma das possibilidades para todos os seres humanos, independentemente de suas características individuais. 

À medida em que nos desenvolvemos, corremos o risco de ir estruturando nossas aprendizagens de tal forma que elas se tornam inflexíveis. É muito comum que digamos: “Eu aprendi assim” ... e dessa forma ficamos com ideias estruturadas num passado que nada tem a ver com o presente em que vivemos.

Isto é uma das maiores dificuldades que encontramos para continuar nosso processo de desenvolvimento.

Recebemos a grande influência da família e do meio e época em que crescemos.

A família marcou nossa forma de ser e aprender com suas atitudes e exemplos.  Muitas vezes sem perceber, queremos ser ou pensar como nossos pais, pois é o exemplo mais próximo que tivemos ao longo de nossa vida. Acredito que nos deram o melhor que tinham, pois com amor e sabedoria nos transmitiram  sua experiência de vida. 

Sem dúvida essa foi a base para nosso desenvolvimento, mas cada um deve criar sua própria forma de enfrentar a vida e aprender com suas próprias experiências. 

O meio sempre deixa suas marcas, pois não paramos de comparar como as coisas eram antes e como são hoje. O hoje é o mundo que construímos, com nosso esforço e ignorância, mas é onde somo atuantes e participantes, e não podemos negá-lo. 

A medida que compreendemos na realidade que vivemos hoje. Viver o presente com cabeça e coração abertos para compreender o que a vida tem para nos ensinar a cada instante.

Mercedes Sánchez, educadora  de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

"São João" no Porto - por Nathan Camilo

O mês de junho, em Portugal, é marcado por uma diversidade de festas que celebram os santos populares no país:...

Atividades - Papai Noel de Dobradura

Vamos fazer esse Papai Noel de dobradura? Depois de pronto, você poderá usá-lo no pinheirinho, em cartões, guirlandas... Use a...

Doroty Gale tem razão - por Franco Vasconcellos

Quando pensei em escrever essa crônica, terminava de organizar as coisas no apartamento onde passei a morar. Pensei seriamente em...

Gabinete da Primeira-Dama de Gramado leva tema de violência contra a mulher para as escolas

Com o objetivo de trabalhar a prevenção da violência contra a mulher e promover a igualdade de gênero, o Gabinete...

Sob medida - por Tiago Oliveira da Costa

“Uma TV a cada dez metros quadrados, a programação diáriaOs partidos políticos, as promessas em tempos de eleição As propagandas...

Entenda o que são Raios UVA e UVB - por Letícia Liesenfeld

A Radiação Ultra Violeta (UV) faz parte da luz solar, podendo ser subdividida em UVA, UVB e UVC. Graças a...

Que equipamento devo comprar? - por Silvio Kronbauer

Hoje a dica é um pouco diferente. Seguidamente as pessoas pedem (aos fotógrafos) um palpite sobre qual câmera comprar. Então...

Este fim de semana tem Festival do Ronco do Bugio na Serra!

VER PROGRAMAÇÃO O Bugio é o único ritmo genuíno do RS, diferente de outro tantos que receberam influência de países vizinhos...

Junto ou separado - por Aline Aguiar

ENFIM OU EM FIM? Enfim escreve-se junto por ser um advérbio de tempo e tem o mesmo sentido que “finalmente”. Exemplo: Enfim...

Seu filho tem um amigo imaginário? - por Thainá Rocha

Um belo dia você entra no quarto do seu filho e o encontra brincando com alguém imaginário. Calma! Primeiramente, é importante...

Patrocinadores da cultura