Porque gritamos com nossos filhos e alunos? - por Mercedes Sanchez

Porque gritamos com nossos filhos e alunos? - por Mercedes Sanchez

Mesmo a pessoa mais paciente, calma e tranquila perdeu, em algum momento, o controle ante um comportamento indesejado de uma criança e gritou com seu filho ou aluno, como forma de repreende-lo. Por mais que intentemos fazer bem as coisas, às vezes cometemos erros. Acredito que ninguém gosta de enfadar-se e gritar com seus filhos ou seus alunos. Mas, o que acontece quando esse comportamento é constante e as crianças são educadas a gritos ou com base a maus modos?

Consequências do grito na educação das crianças:

Algumas vezes, os pais aplicam modelos de educação herdados dos seus pais e, se algum deles os tratou com mão dura, acabam por repetir a mesma estratégia com seus filhos, sem dar-se conta que a educação de hoje pode ser de outra forma, mais próxima e amena, sem perder, por isso, o respeito e a responsabilidade na hora de educar.

Em outras ocasiões, o stress ou a frustração dos pais ou professores terminam recaindo nas crianças através de um tratamento hostil, como gritos e grosserias.

Porém, todos os pedagogos e psicólogos infantis estão de acordo neste ponto: para conseguir que a criança obedeça e tenha um bom comportamento, não é necessário humilhação, grito ou violência verbal.

 

Quais os efeitos na vida de nossas crianças se gritarmos permanentemente para chamar a sua atenção?

Pode acontecer que em algum momento elevar o tom de voz surta seu efeito e a criança perceba sua falta e troque de atitude. Porém, se esta for a forma habitual de tratamento, a criança se acostuma a ela e a mesma não surte o efeito esperado, perdendo o adulto a autoridade, passando a ser uma relação autoritária que não educa e sim desvaloriza.

O permanente emprego do grito leva ao deterioro da autoestima da criança, que, ao não sentir-se valorizada nem querida, pode transformar-se num rebelde com a tendência de desafiar a autoridade nas diversas situações que a vida lhe apresente.

Tanto pais, quanto professores somos exemplos para as crianças. Uma conduta agressiva tem impacto direto sobre as mesmas, que adotarão este comportamento, podendo acostumar-se a gritar e a ter condutas agressivas com os amigos, conhecidos, pais e professores.
O grito só causa um estado de nervos e estresse que não é nada favorável ao desenvolvimento da criança nem é saudável para a vida dos pais e professores.

É importante refletir: sou um desses pais ou professores que grita muito na relação com as crianças? Talvez seja o momento de intentar outro caminho, onde o carinho, o respeito e a compreensão sejam visíveis na relação, pois afinal estamos tratando com outro ser humano, que a vida nos deu a responsabilidade de acompanhar no seu desenvolvimento.
É pouco o tempo em que podemos orientar nossas crianças para que sejam seres felizes, não pelas coisas que possuem, mas sim pelo carinho e amor que receberam. As crianças crescem rápido e, sem dúvida, levarão para suas vidas o ambiente em que se formaram.

Mercedes Sánchez
Educadora de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

 

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira dos Venâncios - Cambará do Sul/RS


Localização: A 23 Km da cidade, distante 12,5 Km da RS 020. Ver mapa O município de Cambará do Sul, conhecido...

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural