Displaying items by tag: rotina - Revista Usina

Renovação e rotina - por Mercedes Sanchez

Renovação... a palavra mais almejada no começo de um novo ano.


Como por arte de magia, colocamos nossa vida na balança e conseguimos ver-nos nos mínimos detalhes.

Descobrimos o que gostaríamos de mudar, o que funcionou ou deixou a desejar. Percebemos o que nos fez bem e o que nos magoou ou nos fez sentir mal, quais relações nos estimularam a crescer e quais nos mantiveram na apatia e na estagnação.

Tomar consciência do tempo que temos, utilizá-lo com sabedoria, é caminhar em direção aos objetivos propostos com tranquilidade, com equidade e com respeito por nós mesmos.

Vislumbramos em que sentido crescemos e atendemos a nossas aspirações e em que deixamos passar as oportunidades. É como se conseguíssemos ver-nos à distância.

Estes momentos de detenção são importantes para observarmos nossos passos e verificarmos se caminhamos em direção a atender nossos objetivos. Finalizar um ano é como fechar um ciclo. O que foi feito, feito está, e, sem dúvida, deveremos viver as consequências do que realizamos ou deixamos de realizar, mas sempre fica a porta aberta para exercer o livre arbítrio, que nos dá a liberdade de escolher e mudar. Renovar-nos nos propósitos e nas atitudes. Procurar a coerência entre o sentir, o pensar e o atuar.





Escolher com consciência, esse é o melhor presente que podemos nos dar. Quando vemos a rotina diária como limitante e escravizadora, não percebemos que é através dela que podemos realizar-nos e desenvolver a experiência da vida de forma libertadora e frutífera.

A rotina, quando ao serviço de nossos objetivos, pode ser uma grande aliada. Por exemplo, se pretendo estudar e conseguir formar-me no curso escolhido, a rotina me ajuda a organizar-me e dedicar o tempo necessário para acompanhar os estudos com tranquilidade. Se, ao contrário, não dedico o tempo devido para estudar, provavelmente vou me encontrar em situações que demostram minha incoerência entre o que me propus e o que realizo.

Assim, tomar consciência do tempo que temos, utilizá-lo com sabedoria, é caminhar em direção aos objetivos propostos com tranquilidade, com equidade e com respeito por nós mesmos.

A vida é nossa grande escola. A medida que vivemos, aprendemos. Viver com sabedoria é saber usar o tempo de que dispomos, sem ter que repetir experiências por não termos aprendido.

Vivemos num mundo de incertezas, isto nos desequilibra e angustia, mas as bases sólidas devem surgir de nosso interior, da certeza de estar realizando o melhor dentro de nossas possibilidades, tanto nas relações que construímos, quanto na resposta que damos à vida com nossos pensamentos, sentimentos e ações.

Mercedes Sánchez
Educadora de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.


• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 21 - Fevereiro de 2015



Férias: tempo de curtir - por Mercedes Sanchez

Viver a rotina de forma organizada, dando um tempo para o descanso, para a alimentação e o cuidado pessoal, para estudar e produzir em nossas atividades, é viver com sabedoria".

Durante o ano, planejamos nossas férias como o momento de descanso, de alegria, de relax. Praia, montanha, fazendas... seja qual for o lugar, o importante é aproveitá-las da melhor forma possível.

Momento ideal para o encontro familiar ou com os amigos. A boa disposição e a alegria de estar juntos ajuda na convivência do grupo.

Hoje, vivemos num mundo globalizado, onde tudo está próximo e é possível deslocar-se a outros países, conhecer outras culturas e enriquecer-se, participando de outras realidades. As viagens ficaram mais acessíveis.

As novas gerações aproveitam da facilidade da vida moderna, ampliando horizontes e conhecendo lugares remotos, integrando-se com muita facilidade a novas culturas.



O que curtimos nas férias?

Sair da rotina, o tempo livre e a possibilidade de escolha. Isto nos dá a sensação de liberdade.

Necessitamos sentir-nos livres num período do ano, pois ainda não conseguimos ser livres em nossa rotina diária. Geralmente, nos sentimos sufocados... é como se fôssemos carregando-nos, dia a dia, com os compromissos e atividades, até, num momento, conseguir colocar a cabeça fora para respirar (período de férias).

Viver a rotina de forma organizada, dando um tempo para o descanso, para a alimentação e o cuidado pessoal, para estudar e produzir em nossas atividades, é viver com sabedoria. Se fosse assim, as férias seriam mais um momento de prazer e não uma fuga da rotina diária.

Aprender a curtir a vida no seu cotidiano não é tarefa fácil. Quase sempre nos carregamos com as sensações das circunstâncias que temos que viver, e assim, muitas vezes, perdemos a possibilidade de aproveitar o momento presente. Curtir as pessoas que nos rodeiam, as atividades que realizamos, o lugar onde vivemos, ou simplesmente viver a vida na sua plenitude e beleza.

Como fazer para trazer à nossa rotina um pouquinho do que vivemos nas férias?
Se nas férias apreciamos a natureza e a beleza do lugar que visitamos, por que não observar um pouco mais a natureza que nos rodeia no cotidiano? Se nelas tivemos um tempo maior para conversar com os familiares ou amigos, por que não dedicar um tempo em nosso dia a dia para o diálogo familiar ou com os companheiros de trabalho ou amigos?

Se aceitamos as circunstâncias que se apresentaram com bom ânimo, pois estamos de férias, por que não aceitar também as circunstâncias e dificuldades que se apresentam no dia a dia? Enfim, a vida é uma só e depende de nós aprender a vive-la com sabedoria, desfrutando em qualquer circunstância. Boas Férias!

 

Mercedes Sánchez
Educadora de longa trajetória na educação brasileira, com a constante preocupação de procurar meios que possibilitem o desenvolvimento do ser humano.

 • Publicado na Revista Usina da Cultura - número 20 - Janeiro de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Qual a melhor forma de falar sobre o divórcio para o seu filho? - por Thainá Rocha

O divórcio é uma decisão entre dois adultos, mas se há uma criança na relação é extremamente importante tomar alguns...

Uso Correto de MEDICAMENTOS - por Leonel Almeida

Apesar de cada vez mais disponíveis estão sendo corretamente utilizados? Os medicamentos surgiram junto com a medicina tradicional e têm um...

4.0 (a hora do desassossego) - por Franco Vasconcellos

Achava que quando fosse um velho, de quarenta anos, estaria entregue às baratas. Já contei pra vocês que nem lembro...

Investindo em maquiagem - por Giulia Aimi

Oi! Voltamos a falar sobre como investir em makes! Como na edição passada falei sobre produtos para a pele, nessa...

10/03 - Yanto Laitano lança Yantux em São Francisco de Paula, na casa SOMA

Yanto Laitano apresenta seu novo trabalho, Yantux, um show de som, luz e imagens que conta a história de um...

Auto estima e maquiagem - por Giulia Aimi

Já são algumas edições passando dicas de make para vocês, mas neste tempo nunca mencionei a importância de todas elas...

Luta Greco-Romana - por Amanda Pessôa

Uma das modalidades mais antigas dos Jogos Olímpicos, a Luta Greco-Romana estreou em 1896, em Atenas.  Em um embate de...

Vamos limpar a pele? - por Giulia Aimi

Oi pessoal! Nada como começar as dicas de maquiagem com um dos passos mais fundamentais para deixar uma make linda...

Um Novo Ano - por Alexandre Kury Port

Novembro e Dezembro se apresentam… Na Serra Gaúcha, a chegada destes meses dá cores às ruas e aos céus durante...

Seu filho tem um amigo imaginário? - por Thainá Rocha

Um belo dia você entra no quarto do seu filho e o encontra brincando com alguém imaginário. Calma! Primeiramente, é importante...

Patrocinadores da cultura