Uso do particípio - por Aline Aguiar

Uso do particípio - por Aline Aguiar

Uso do particípio

O particípio é a forma nominal do verbo que expressa ações plenamente concluídas. Em sua forma regular, o particípio termina em -ado(a), -ido(a), mas a dúvida aparece no momento de utilizá-lo nas formas regular ou reduzida. No caso dos verbos abundantes as duas formas são aceitas. Seguem alguns exemplos.

Verbos que apresentam a forma regular:

Chegar: chegado

Pegar: Pegado

Apesar de serem comumente ditos na língua falada, os particípios chego e pego não existem na norma culta, pois são regulares.

Alguns exemplos de verbos que apresentam as formas regular e reduzida:

Aceitar: aceitado, aceito

Acender: acendido, aceso

Benzer: benzido, bento

Eleger: elegido, eleito

Entregar: entregado, entregue

Expressar: expressado, expresso

Extinguir: extinguido, extinto



Mais exemplos de verbos que apresentam as formas regular e reduzida:

Expulsar: expulsado, expulso

Imprimir: imprimido, impresso

Pagar: pagado, pago

Prender: prendido, preso

Salvar: salvado, salvo

Soltar: soltado, solto

Suspender: suspendido, suspenso

Mas lembre-se, o uso é determinado pelo verbo que antecede o particípio. Com os verbos ter e haver, devemos usar o particípio regular (marcado pelas terminações -ado ou -ido): 

Ela tinha salvado o menino.

Ele havia prendido o bandido.

Já com os verbos ser e estar, emprega-se o particípio irregular, ou seja, na forma reduzida:

Ele foi suspenso por seu comportamento.

As contas estão pagas.

Verbos que apresentam somente a forma reduzida:

Abrir: aberto

Cobrir: coberto

Dizer: dito

Escrever: escrito

Fazer: feito

Ver: visto

Aline Aguiar, Professora de Língua Portuguesa, amante das letras, apaixonada por leitura, defende a valorização de nossa língua... Afinal, escrever bem é uma arte!

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Novos Talentos nos Esportes - por Reinaldo Wanke

"O esporte tem um resultado significativo no desenvolvimento de um cidadão e muitos ensinamentos vão acompanha-lo pelo resto de sua...

O que entendemos por “aprendizagem flexível”? - por Mercedes Sanchez

Aprender é estar atento à vida, às oportunidades, ao que a vida nos apresenta a cada instante, ao aqui e...

Vida pra contar - Mateus Barcelos

Nascia eu depois de trinta e oito semanas inflando a barriga de mamãe... vim ao mundo pequenino... não lembro muito...

Leitura - por Aline Aguiar

O hábito da leitura melhora o vocabulário, a escrita, a memória e desenvolve o raciocínio. Além de ser um caminho...

A meu ver x Ao meu ver - por Aline Aguiar

A expressão “Ao meu ver” não existe. A forma correta é: A meu ver. A meu ver ele conseguirá a aprovação...

Você sabe o que é a Massoterapia? - por Juliana Gomes

A arte da massoterapia existe no Brasil desde o início do século passado, possui lei própria e diversas outras leis agregadas à profissão...

Estada x Estadia - por Aline Aguiar

Usa-se a palavra estada para a permanência de pessoas ou animais.  E estadia para a permanência de veículos, por exemplo. A...

Amigos para sempre? - por Mercedes Sanchez

Amigo é coisa para se guardar no lado esquerdo do peito, mesmo que o tempo e a distância, digam não...

Construções tridimensionais com “palitos de dente”

Olha que atividade legal de fazer em casa!!! Você vai precisar apenas de massinha colorida e palitos de dente. Além dos...

Selo Scream&Yell lança tributo à música instrumental

Sem Palavras reúne 10 artistas de estilos diferentes para reinterpretar, em versões instrumentais, canções de Black Sabbath, Rolling Stones e...

Patrocinadores da cultura