Sapatinho de verniz. Vermelho! - por Rosana Martins

Sapatinho de verniz. Vermelho! - por Rosana Martins

Como sempre bateu pé. A menina queria um sapatinho daqueles. Lindo. De verniz. Vermelho. Como sempre esperou. Pediu. Pediu muitas vezes. O Pai achava tão desnecessário. Gastar com um sapatinho para satisfazer o capricho de uma das filhas, não era do seu costume. Aplicava seu dinheiro na compra de bens. Imóveis. A garantia do futuro tranquilo para a prole.

Mas ela lá entendia disso. Futuro? Entendia do seu desejo. E ele estava ali, no centro da cidade. Na vitrine de uma loja de sapatos. Bem perto de casa, dos seus olhos, do seu coração. O sapatinho de verniz vermelho. Esse era o seu bem maior. Seu passado, seu futuro, o seu presente literalmente.
Como sempre insistiu. Não era impossível. Pegava o pai pela mão e levava até a vitrine: - É esse pai, esse vermelho, olha que lindo! O pai como sempre desconversava: - Outro dia... vou te dar... E a cena se repetiu inúmeras vezes. A menina conhecia o jeito do pai, “mão fechada”. O amava de mais para ficar braba. Tinha paciência... persistência. Sabia que chegaria o momento. O “outro dia” existia sim! E o seu “bater pé”, não era gritar, se atirar no chão, chorar, birrar. Seu bater pé era a determinação. Ela queria muito. Era possível. Então lutaria.
A cena cansou o pai. Um dia colocou a menina dentro do carro. Direto da fonte era mais barato, o homem era esperto. Estacionou em frente de uma fábrica de sapatos. Lá dentro estava ele. O desejo da menina.
Com pés e alma felizes, a pequena parecia pisar o céu. Um céu de verniz. Vermelho! Para meu pai com amor, da menina que me habita!



 

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 22 - Março de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

5 passos para realizar um editorial de moda - por Rafael França

Minha paixão pelo mundo da moda começou cedo... Desde que me conheço por gente, lembro de admirar as possibilidades do...

Caminando en un sueño - por Elena Cárdenas

Cuando se vive en una ciudad nueva es inevitable sentirse emocionado a cada momento, cada día te sientes como si...

Rincão Poético: No Pomar - por JackMichel

Alegres cantigas evolam deste pomar... numerosos pássaros bicam os frutos... imensas frondes se antolham no percurso... são é o ar...

Como fazer minha máscara de cílios “funcionar”? - por Giulia Aimi

Por muitas vezes, eu me encontrei pensando em como fazer para que os meus cílios ficassem com o efeito prometido...

Um espaço para o desenvolvimento humano - por Karine Klein

Espiritualidade, amor e doação são os ingredientes da Fundação Projeto Terra Existem locais que só de entrar já se sente uma...

Região das Hortênsias - Beleza e encanto na Serra Gaúcha

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Gramado A Região das Hortênsias, rodeada de hortênsias e araucárias centenárias, é formada pelas cidades mais...

Visual com Arte: Releitura - por Willian de Souza

Autor: Willian de Souza - Paraguaçu Paulista/ SP Releitura, feita com lápis aquarela preto {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

400 años de El Quijote - por Elena Cárdenas

“En un lugar de la Mancha de cuyo nombre no quiero acordarme, no ha mucho tiempo que vivía un hidalgo...

Quando a escola é lugar de alegria - Por Karine Klein

Castelo Branco promove Festa de Dia das Crianças e dá exemplo de superação   Outubro sempre é um mês marcado pelas comemorações...

Macaé (Rio de Janeiro) - por Daiane Barcelos

Cidade bicentenária, situada no litoral do estado do Rio de Janeiro, Macaé é um município de grande extensão territorial, possuindo...

Patrocinadores da cultura