Mata de Araucária, uma floresta em nosso quintal - por Telmo Focht

Mata de Araucária, uma floresta em nosso quintal - por Telmo Focht

Também é conhecida como Floresta Ombrófila Mista. É uma formação vegetal brasileira que se desenvolve especialmente nos estados da Região Sul do país e nas partes mais elevadas e frias do Sudeste. Desde 2006, pela lei federal 11428, é considerado um bioma associado à Mata Atlântica (bioma é o conjunto de diferentes ecossistemas terrestres de fisionomia semelhante, mas em graus de desenvolvimento distintos). Esse tipo de vegetação está adaptado ao clima subtropical que possui verões quentes e invernos rigorosos com chuvas bem distribuídas durante o ano. Além disso, o relevo influencia, uma vez que esse tipo de vegetação prolifera em áreas que se encontram no mínimo 500 metros acima do nível do mar. A espécie que fisionomicamente predomina na região é a Araucaria augustifolia (araucária ou pinheiro-do-paraná) - daí o nome do bioma -, e era encontrada com abundância no passado. A vegetação é constituída também por arbustos, como samambaias, xaxins e gramíneas. Atualmente no Brasil restaram restritas áreas preservadas.



As folhas são estreitas e compridas e sua estrutura vegetativa é bastante homogênea, pois não há grandes variações nos indivíduos de araucárias, além de se localizarem espaçadas umas das outras. As araucárias atingem até 50 metros de altura e produzem sementes comestíveis, denominadas pinhão, alimento para várias espécies de pequenos roedores e aves. No bioma há vários tipos de canelas, cedro, ipês, erva-mate e imbuia. Das espécies que o constituem, treze são endêmicas (encontradas apenas em determinadas áreas ou regiões geográficas). Apesar de sua extrema importância ecológica, esse bioma foi intensamente devastado pela ocupação urbana, extração de madeira e agropecuária, de modo que, atualmente, a porcentagem de mata preservada não chega a 2%. Do pouco que restou dessa formação, apenas 40.774 hectares se encontram legalmente protegidos em 17 Unidades de Conservação, perfazendo um total de 0,22% da área original. Infelizmente, o bioma corre sério risco de extinção.

Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/mata-araucaria.htm

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Nem é do Renato - por Franco Vasconcellos

Recebi, em casa, numa dessas noites de frio, oito ou nove adolescentes. Me enlouqueceram durante a semana e organizaram uma...

Uma data chamada Natal - por Patrícia Viale

Natal é mais que uma data ou uma troca de presentes. Natal é um espírito, um estado de ser. Na...

Lombo suíno recheado - por Gabi Figueredo

Presente nas comemorações de fim de ano, o lombo suíno pode ficar ainda mais gostoso com um delicioso recheio de...

Alienação Parental - Uma patologia psicológica, social e jurídica - por Diovana Hoffmann

Atualmente, tem sido comum encontrarmos pessoas ingressando com ações contra os pais, pedindo valor monetário para compensar a ausência de...

O que é Desenvolvimento Rural? - por Mateus Barcelos

O termo “desenvolvimento rural” tem sido utilizado em diversos espaços, assim como também tem recebido inúmeras definições, que vão do...

Carlos e Valéria - por Franco Vasconcellos

Era janeiro. As árvores da Júlio de Castilhos ainda mostravam-se verdes. Saímos de casa junto com o caminhão da mudança...

Rincão Poético: Haicai

O que é? O haicai é um poema de origem japonesa, que chegou ao Brasil no século XX. É composto...

A maçã e a seda azul, o balão e a laranjinha - por Franco Vasconcellos

Já comentei várias vezes, em conversas com amigos queridos, das saudades que tenho de algumas coisas. Nessa semana, ouvi uma...

As praias de água doce - por Elena Cárdenas

“Se estamos no verão...”, é parte da letra da música “Cantada”, de Adriana Calcanhotto. No outro lado do Atlântico, estamos...

Em vez de x Ao invés de - por Aline Aguiar

Em vez de x Ao invés de  “Em vez de” pode ser substituído por “no lugar de”. Exemplo: Em vez de viajar...

Patrocinadores da cultura