Espécies exóticas e invasoras – uma ameaça real - por Telmo Focht

Espécies exóticas e invasoras – uma ameaça real - por Telmo Focht

Exótica, ou introduzida, tem origem em outro ambiente ou região, mesmo que a origem e o destino estejam localizados dentro do mesmo país.
Após ser atingido um tamanho populacional crítico, a espécie avança sobre o ambiente natural e sistemas agrícolas quando, então, assume a condição de invasora. Nesta fase, ela produz efeitos econômicos e ecológicos negativos. E também sobre a saúde humana. Um exemplo deste caso, o mosquito Aedes aegypti (invasor africano) também atua com vetor (intermediário) na transmissão da dengue, febre chikungunya e do vírus zyca.
As invasoras são responsáveis pela segunda maior perda de biodiversidade do planeta, atrás apenas da intervenção humana direta, e a primeira em ilhas. E tem o ser humano como seu maior dispersor, desde a pré-história. As introduções podem ser voluntárias ou não. Uma vez introduzida, é muito difícil a erradicação da espécie invasora. Como diz o ditado, e aqui também é uma verdade, o melhor remédio é a prevenção.
Abaixo, o número de espécies exóticas invasoras por categoria de influência no Brasil.

Categoria

Número de espécies invasoras

Fauna

68

Flora

108

Ambiente marinho

66

Sistemas produtivos

155

Saúde humana

97



Os ambientes mais suscetíveis a uma invasão geralmente são aqueles onde a biodiversidade é baixa, onde a espécie exótica encontra menos competidores.
As mudanças climáticas também influenciam esta “migração” de espécies entre as regiões, pois quando um ambiente sofre aumento de temperatura, ele se torna mais favorável a organismos originalmente habitantes de regiões mais quentes. Se o ambiente resfria, ele será mais favorável a espécies de climas mais frios. Além da temperatura, disponibilidade de alimentos e parceiros para acasalamento (para animais) e água, nutrientes e luz (para plantas) também são fatores indispensáveis para o sucesso do estabelecimento de uma espécie.

 

 



Fonte: Ministério do Meio Ambiente. Espécies exóticas invasoras: <http://www.mma.gov.br/invasoras/>. 2006

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Visual com arte: Pássaros - por Regina Ávila da Silva

Técnica: Óleo sobre tela. Guardião Intruso {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article} Visitante Regina Ávila da Silva - Pelotas/ RS

Liberdade - por Filipe Farinha

Fiquei em débito com uma amiga em escrever sobre a “liberdade”. Tenho refletido muito sobre. Vejo que muito já se...

O dono do carnaval - por Franco Vasconcellos

Tá chegando o carnaval... a festa de Momo. Sei que após ler o que segue, alguns irão me taxar de...

Taboulee ou Tabule - por Alba Estela Souza

Com origem no Líbano, o tabule é a salada mais famosa da culinária árabe.Delicioso e saudável, é uma ótima opção...

Apenas o nariz - por Franco Vasconcellos

Edy Britto e Samuel, uma dessas duplas sertanejas que pipocam e que eu nem sabia que existia (não curto o...

Três Coroas

Três Coroas é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se no na Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre e na Microrregião de Gramado-Canela, mais precisamente no Vale do...

5 Dicas para um relacionamento feliz - por Ana Cruz

Por um mundo com menos “eu” e mais “nós”, por favor. Seja o namoro ou o casamento, em um relacionamento amoroso...

Vamos dialogar? - por Mercedes Sanchez

O diálogo é uma das melhores ferramentas para estabelecer uma relação harmônica e equilibrada com os que nos rodeiam. Todos dialogamos...

Visual com Arte: Minha arte, em 2004 - por Wilson Barbosa

“Minha arte, em 2004” Tela em acrílico sobre bagum Autor: Wilson Barbosa {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

Participação, qualificação do Serviço Público e Governança Democrática - por Márcio Barcelos

Quando se fala em governança, e principalmente boa governança, duas questões são apontadas como as mais importantes atualmente: a participação...

Patrocinadores da cultura