Território preservado: A Estradinha - por Patrícia Viale

Território preservado: A Estradinha - por Patrícia Viale

Gosto de caminhar com sol nas costas. No início caminho como exercício. Aos poucos cada passo torna-se um pensamento, que esboça um sorriso. Sou assim. Ou melhor, caminho assim. Perto de casa há uma estradinha de terra. Curvas e retas. Mil surpresas depois do fechar os olhos. Era bom chegar àquele pedacinho do faz de conta. Um dia me perdi nesse mundão sem direção. Perdida e com a sensação de nó na garganta. E passou a chover. Choveu muito por dias e mais dias. Nesses momentos eu lembrava das estrelas: livres. Decidi iniciar minhas caminhadas na imaginação. Lá era sol todo dia. Eu caminhava diariamente. Cinco vezes por semana. Questão de uma hora. Pela manhã. Sem questionar.

De cabeça erguida. Acordar, vestir-se e caminhar. Em todas as manhãs sentia-me uma mulher de coragem. Um futuro bonito aproximava-se e era real. O ato de caminhar estava mexendo com minhas emoções. E estas eram positivas. A chuva parou e a ação da imaginação tornou meu corpo forte e resistente para iniciar aquela prática na vida real. A estradinha dava voltas em minha cabeça. Mostrava-me como era fácil reassumir minha identidade. Semente plantada na imaginação, prática feita na estradinha real.


Patrícia Viale,
mãe, ativista, jornalista, escritora, colagista e pizzaiola. Inquieta e persistente, apaixonada pelos Campos de Cima da Serra.



• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 25 - Junho de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Projeto voluntário visa proporcionar orientação profissional àqueles que buscam recolocação no mercado de trabalho

A partir da experiência vivenciada em grupos de RH via WhatsApp, administrados pela Mestre em Educação, Cláudia Marchioro, nasceu o...

Participação, qualificação do Serviço Público e Governança Democrática - por Márcio Barcelos

Quando se fala em governança, e principalmente boa governança, duas questões são apontadas como as mais importantes atualmente: a participação...

Sobre a Amazônia e a revolta do hambúrguer - por Rodrigo Cambará Printes, Rafaela Biehl Printes & Camila Caumo. 

Parece incrível que descendo de barco o Rio Tapajós, no coração da Amazônia, você possa chegar às ruínas de uma...

Mascotes de todas as Copas do mundo

Você conhece todos os mascotes de todas as Copas do Mundo?A equipe da Usina da Cultura fez um compilado de...

A Rainha Vermelha • Victoria Aveyard - por Isabela Sanchez

Dois mundos totalmente diferentes, pessoas divididas pelo sangue: vermelho e prateado. Mare Barrow é uma garota normal, de sangue vermelho...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” • Parte II - por Thainá Rocha

Dando continuidade ao tema da última postagem, hoje quero lançar outras reflexões antes de dar início à parte prática do...

O Dragão Verde e o Tigre Branco - por Fabiana Souza

O Dragão Verde e o Tigre Branco encerram o tópico dos Quatro Animais Sagrados. O Dragão Verde se posiciona do...

Gente que vive chorando de barriga cheia - por Franco Vasconcellos

Como é bom um banho quente! Como é bom encontrar, por acaso, um amigo do qual se tem saudade! Como...

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte III - por Thainá Rocha

REGRAS Quando a criança nasce, já começamos a ensiná-la algumas regras, como por exemplo, na amamentação. Algumas mães conseguem organizar uma...

Para se falar em Educação, é necessário chegar à raiz da questão! - por Aline Aguiar

Para se falar em Educação, é necessário chegar à raiz da questão! Li um artigo do professor, linguista e escritor, Marcos...

Patrocinadores da cultura