Construções Verdes - por Alejandro Gimer

Construções Verdes - por Alejandro Gimer

Uma forma diferente de ver o espaço que habitamos.

O crescimento dos grandes conglomerados urbanos, associado a um sistema que prioriza a obtenção de lucros, gerou uma forma de construir que vai na contra mão do bem estar das pessoas e do meio ambiente. A forma como construímos hoje é um dos grandes desafios, seguir pelo mesmo caminho contribuirá significativamente para chegarmos a passos largos, ao colapso como espécie. Podemos e devemos fazer diferente.

A ideia é que, na hora de escolhermos como vamos construir, busquemos alternativas que contemplem nossas necessidades reais e não aquelas que nos “vendem” como sendo as melhores. Busquemos aquelas que podem suprir nossas necessidades de conforto, segurança, menor impacto ambiental, saúde e custo acessível.

Hoje você vai conhecer uma técnica construtiva, que não é nova, mas que não é difundida por estas latitudes. Trata-se da construção de casas em Cordwood.

-- LEIA TAMBÉM: Construção Verde • Um novo olhar, uma nova forma de viver - por Alejandro Gimer -- 

Este sistema, muito utilizado nos países da América do Norte e Europa, usa tocos de madeira, argamassa e material isolante, para formar as paredes. Há registros de construções em Cordwood feitas a mais de mil anos atrás na Sibéria e na Grecia. Os tocos, que em média tem 30 cm de comprimento, são colocados lado a lado unindo-os com duas camadas de argamassa, uma interna e outra externa, tendo entre elas uma camada de material isolante. A grande vantagem desta forma de construir as paredes, é que aumenta de forma considerável o conforto térmico da habitação e também a troca de ar com o meio externo, pois sendo a madeira um material poroso, permite que haja a circulação do ar, carregando a umidade para fora, desta forma temos um ambiente muito mais saudável, excelente para o sistema respiratório e que minimiza a necessidade de sistemas de aquecimento ou refrigeração, pois o isolamento é tanto para o frio quanto para o calor.  



Mas aí você vai dizer, como este tipo de construção é verde se utiliza madeira e cimento. OK, vamos lá. A madeira é considerada um material renovável quando utilizamos as técnicas adequadas de manejo das florestas, tendo ainda as áreas de reflorestamento com árvores de crescimento rápido. Junta-se a isto a questão de que é possível obter os tocos de madeira, provenientes de serrarias e outras empresas que descartam partes da madeira por não servir para uso comercial.  É claro que se optar por transportar a madeira de um local muito distante, você estará aumentando a sua pegada ecológica, pois o consumo de energia para realizar esta tarefa é muito alto, principalmente quando falamos de combustíveis fósseis. Opte então por utilizar madeiras locais.

Na hora de planejar sua casa busque pensar mais “verde”.

Vamos falar agora do cimento. A mistura ideal para a argamassa utilizada em Cordwood, é de 9 partes de areia, 3 de serragem encharcada, 3 de cal hidratado e 2 de cimento. A quantidade de cimento, portanto, é bem pequena, mas se você tiver no local aonde vai construir um solo com um bom percentual de argila, pode utilizar a mistura de terra e palha, chamada de COB, para eliminar o cimento.

Há muitas outras técnicas que contribuem um pensamento mais verde, mas vamos deixá-las para uma próxima conversa. 

-- LEIA TAMBÉM: Arquitetura em terra - por Alejandro Gimer --

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

A prática da meditação - por Mercedes Sanchez

Na edição anterior vimos como o exercício da Meditação pode nos ajudar a ir desenvolvendo uma relação mais profunda com...

Horta orgânica - por Roger França

É o cultivo de verduras, legumes, temperos, frutas e plantas medicinais usando adubos orgânicos. O local de plantio pode ser...

Literatura também é arte - por Diogo Maicon Krevoniz Balduino

Quando falamos em arte logo pensamos em pinturas, desenhos, esculturas, recitais musicais, atuações e, até, em artesanato. De fato, essas...

Gengibre, um grande aliado para a sua saúde

O Gengibre ou a raiz do gengibre é o rizoma da planta Zingiber officinale, consumida como uma iguaria, medicinal ou...

A oportunidade de viver - por Mercedes Sanchez

"Transformar em mim, o que desejo para o mundo." Se pensarmos na vida como uma possibilidade para nosso desenvolvimento como...

Cortinas abertas - por Franco Vasconcellos

Sou um palhaço. De repente, me vi, novamente, em cena e era tão prazeroso que não compreendia o porquê havia...

A Crônica da Vez: Se todas as pessoas do mundo dessem as mãos, quem puxaria a descarga? - por Roberval Piriri

Digo e repito: o problema fundamental do mundo é o excesso de gente. O número de pessoas cresce dia a...

Lugar certo - por Franco Vasconcellos

“Lembramo-nos dos peixes que no Egito comíamos de graça; e dos pepinos, e dos melões, e dos porros, e das...

Território preservado: A Estradinha - por Patrícia Viale

Gosto de caminhar com sol nas costas. No início caminho como exercício. Aos poucos cada passo torna-se um pensamento, que...

Visual com Arte: Quero-Quero - por Valda da Silva Soprano

Técnica: Óleo sobre tela {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

Patrocinadores da cultura