A importância do equilíbrio de nossos centros de energia - por Patrícia Muller

A importância do equilíbrio de nossos centros de energia - por Patrícia Muller

Mais saúde física, mental, emocional e espiritual

Quando passamos por problemas, nosso campo energético pode se desequilibrar, gerando bloqueios, que travam a passagem do fluxo da energia vital, impossibilitando que nossos chacras atuem em sua plenitude. A energia das ervas pode ser uma alternativa para o reequilíbrio. 

A vitalidade dos chacras está intimamente relacionada à saúde física, mental, emocional e espiritual. Na vida cotidiana, o indivíduo enfrenta um amplo universo de sensações, emoções, sentimentos e pensamentos que governam a sua harmonia e o equilíbrio energético. Quando os sentimentos negativos são gerados pela mágoa, raiva, ódio, medo, insegurança, tristeza, decepção, entre outros, o campo energético sofre alterações em seu fluxo normal. Essas alterações criam padrões diferentes para a energia, que começa a se concentrar em pontos específicos (normalmente na região dos chacras, no campo de energia e sobre os órgãos do corpo físico). A essas concentrações damos o nome de bloqueios energéticos, já que travam a passagem do fluxo natural da energia vital.

Quando o fluxo de energia vital fica debilitado, os chacras não atuam em sua plenitude. Consequentemente, não convertem toda a energia para a glândula correspondente, a quantidade de secreções naturais produzidas diminui, o que resulta no desequilíbrio orgânico. Esse desequilíbrio é desencadeado no chacra (e nos órgãos físicos próximos) que corresponde aos aspectos da pessoa que está em desarmonia.

As glândulas atuam como pequenas indústrias essenciais no organismo e o combustível para o pleno funcionamento é a energia vital refletida pelo chacra. Como espelhos refletores de energia, os chacras perdem seu poder de refleti-la quando os bloqueios são formados. Então essas indústrias essenciais não são estimuladas a trabalhar e o organismo sofre com isso, tornando-se “predisposto” a contrair doenças.

Quando o bloqueio energético existente permanece por muitos anos seguidos, o “espelho se quebra”  e a luz que reflete a energia vital cessa totalmente. Nesses casos, doenças graves são contraídas, como as crônicas: câncer, diabetes, entre outras.



Exemplo: 
Uma pessoa vive em conflito com seu cônjuge, não consegue se harmonizar. O nível dos relacionamentos está ligado à função do segundo centro de energia, na região sacral. Esse conflito emocional provoca no segundo chacra um distúrbio energético que vai desequilibrar as glândulas gônadas e todos os órgãos próximos ao ponto em questão. Nesse momento, o conflito, que era apenas no campo das emoções, começa a se manifestar na fisiologia humana, gerando consequentes dores, que mais tarde podem materializar doença como cisto no ovário, por exemplo.

A vibração energética dos vegetais atua nos seres independentemente de suas crenças. Várias experiências com pessoas que manifestaram reações características após a ingestão de um chá preparado de acordo com a energia das ervas, mesmo sem ter consciência de suas propriedades. A mente, trabalhando a favor da cura, traz possibilidades ilimitadas de melhora, que ainda não podem ser compreendidas em sua totalidade e, ao contrário, seguindo o mesmo raciocínio, a mente pode voltar-se contra a cura, e pode criar a debilidade.

A aplicação da energia das ervas é eficiente, porque não só atua na causa geradora da doença, mas também estimula o aumento da consciência. E esta é a parte mais importante da cura: conseguir apoio da mente consciente para que o inconsciente se solte e se reestabeleça o equilíbrio e a saúde do corpo e da alma.

Fonte: Fitoenergética A energia das plantas no equilíbrio da alma. Autor: Bruno J. Gimenes

Patrícia Muller. Terapeuta Holístico
Psicoterapeuta Reencarnacionista (ABPR 258356)
Podóloga

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

ATENÇÃO! Cuidados com abelhas, vespas e marimbondos

O Calor e a florada influenciam no surgimento de enxames itinerantes e no aumento de número de insetos nas colmeias...

Patê de ervas finas - por Fabíola Frezza Andriola

Ingredientes: - 250 gr de maionese light (ou requeijão light) - 1 dente de alho - 1/2 unidade de cebola...

Ajuste de balanço de brancos - por Silvio Kronbauer

Sabe aquelas imagens de cores quentes, aconchegantes? E aquelas imagens de tons frios, que passam certa melancolia a uma cena?...

Rincão Poético: Visita - por Nelson Luiz Pedra

Corroído pela ausência Não sabia o que fazer Então num ato de coragem Peguei a saudade pela mão E fomos...

Canoagem Velocidade - por Amanda Pessôa

A canoa é o meio de transporte aquático mais antigo de que se tem conhecimento. A modalidade Olímpica Canoagem de...

Prevenindo as complicações do câncer de próstata: Novembro azul! - por Luisa Braga Jorge

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens. Mais do que qualquer outro tipo...

StreuSelkuchen - Torta de crocante - por Bartira Maues

Ingredientes Massa 01 ovo 1/2 copo de açúcar 1/2 pitada de sal 1/2 copo de leite morno 1/4 copo de óleo...

Apenas o nariz - por Franco Vasconcellos

Edy Britto e Samuel, uma dessas duplas sertanejas que pipocam e que eu nem sabia que existia (não curto o...

Vida fora do planeta? Conheça a Exobiologia - por Telmo Focht

A Exobiologia é a ciência que se propõe a estudar a possibilidade da existência de vida em espaços fora do...

Um lar e uma família - por Laerte Santos

Tenho sistematicamente abordado o assunto FAMÍLIA em minhas palestras. Na última semana sugeri ao auditório lotado, de que todos ali...

Patrocinadores da cultura