Cabo Querido - por Daniele Sandri Soligo

Cabo Querido - por Daniele Sandri Soligo

Assim que eu defino Cabo Polônio-UY, de tão querido e simpático que é este lugar!

O lugarejo fica dentro de um Parque Nacional onde não possui energia elétrica. Se pode chegar até ele através da entrada principal do Parque ou a pé, através da Praia de Valizas, se esta for sua opção prepare suas pernas, pois são 3 horas de caminhada… 

A entrada pelo Parque é bem mais prática e muito divertida, pois existem diversas dunas, sendo necessário utilizar o “Pau de Arara”, caminhões que servem de transporte.

No percurso de caminhão até o centrinho, pode-se contemplar as praias e o Farol! 

A primeira vez que conheci Cabo Polônio foi no Carnaval, e me impressionei… porque parece que voltamos no tempo, mais ou menos pela década de 70!! Um lugar realmente mágico, que consegue misturar praia, campo e mato… 

Possui feirinhas de artesanato, restaurantes bons, onde em todos janta-se a luz de velas, hostels e casas ao bom e velho estilo uruguaio, além de festinhas na praia e luaus muito divertidos!

O entardecer é estonteante e as praias, apesar de serem no litoral uruguaio, não são geladas. Existe um passeio até o Farol em que ao longo do percurso é possível ver de pertinho leões marinhos e coletar conchinhas…



Como nosso grupo de amigos se apaixonou pelo lugar naquele Carnaval, mas só estávamos de passagem rápida, prometemos voltar num ano novo, e pra ficar! E no ano seguinte voltamos e conseguimos ficar lá por 4 dias. Esses dias foram muito intensos e nos mostraram como uma vida simples, sem energia elétrica, pode ser gratificante, nos trazer paz e mostrar como a felicidade está nas pequenas coisas. Bom, com tudo isso, o que dizer mais… Eu? Quero Voltar!

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Luta Greco-Romana - por Amanda Pessôa

Uma das modalidades mais antigas dos Jogos Olímpicos, a Luta Greco-Romana estreou em 1896, em Atenas.  Em um embate de...

Festival de Bonecos de Canela comemora sucesso desta edição e prepara a trigésima

Foram 9 dias de muita cultura, espetáculos, debates e integração, no Festival Internacional de Teatro de Bonecos, em Canela, que...

Meu anjinho - por Patrícia Viale

Novembro é o mês de nascimento da Maria Rita, minha filha. Ao me descobrir grávida, em 2008, tudo mudou. Inclusive...

Humanização do nascimento - por Ricardo Herbert Jones

A atenção humanizada se apoia sobre um tripé conceitual, que tem como base o respeito aos desejos, aspirações e vontades...

Carregando a mochila da forma certa - por Lisiane Inês Thewes

Do nascimento até o fim da adolescência, há uma grande variação fisiológica na postura e na mobilidade da coluna. Por...

Museu Iberé Camargo - Porto Alegre

Construído em ponto estratégico na Avenida Padre Cacique, o Museu Iberê Camargo se tornou um dos pontos culturais de referência...

Onde está a cidadania do brasileiro? - por José Souza

“Cidadão é o indivíduo que, como membro de um Estado, usufrui de direitos civis e políticos garantidos pelo mesmo Estado...

Ecoserra: da escola para a vida

“A Ecosserra constitui um conjunto de ações em educação ambiental, que visa deixar uma mensagem de preservação e de equilíbrio...

Citação - por Cassio Schaefer

Não tenho boas palavras para um aborto o homem anda numa nevasca terrível congelando até sua alma de pescador trás...

Plantas e flores - Quais devo usar? - por Roger França

Primavera, verão... Calor! Normalmente, esta é a época em que nos dedicamos a embelezar nossos jardins. Há uma explosão de...

Patrocinadores da cultura