O conceito de cultura nas ciências sociais - por Marcio Barcelos
A cultura é muito mais ampla do nós que imaginamos

O conceito de cultura nas ciências sociais - por Marcio Barcelos

Você já parou para pensar no significado da palavra “cultura”? Seria “cultura” uma coisa que a gente “adquire” assistindo filmes, lendo livros, ouvindo músicas? Ou seria algo que a gente “aprende” na escola, na universidade? Uma pessoa “culta” é uma pessoa que tem “cultura”? Existem pessoas que “não têm cultura”?
Esta palavra é uma das mais complexas e ricas do nosso vocabulário. É marcada por uma polissemia impressionante. Na verdade, é mais do que uma palavra, é um conceito. E sendo assim, vale muito a pena refletir um pouco sobre esse conceito tão importante.
Existe um grupo de ciências que busca compreender o mundo natural (física, química, biologia, etc.) e outro grupo de ciências que busca compreender o mundo social (sociologia, antropologia, ciência política, economia, etc.). Dentre as ciências sociais o conceito de “cultura” é um dos mais importantes.

Mas o que significa “cultura” para as ciências sociais?


De maneira extremamente simplificada, podemos dizer que “cultura” tem a ver com tudo aquilo que é produzido socialmente, ou seja, aquilo que as pessoas vão produzindo em sociedade, mediante suas interações umas com as outras ao longo do tempo. Visões de mundo, crenças, valores, costumes, gostos, vão sendo construídos, vão se transformando, à medida que o tempo passa. Quando viemos ao mundo, somos “mergulhados” em um determinado ambiente, ou contexto cultural. Por exemplo: se nascemos e nos criamos em uma fazenda, ou em uma pequena cidade do interior, seremos “aculturados” de uma forma. Se nascemos e nos criarmos em uma grande metrópole, seremos “aculturados” de outra forma.
Esses gostos, costumes, crenças, visões de mundo já estão dados, construídos no meio social no qual nos desenvolvemos como seres humanos. E isso vai influenciar de maneira decisiva na forma como vamos enxergar o mundo. Quem nasce no Rio Grande do Sul vê de uma maneira churrasco, chimarrão baile de fandango, etc. Já quem nasce no Rio Grande do Norte vê de outra maneira, completamente diferente. E a recíproca é verdadeira. E isso se deve, em grande medida, ao contexto cultural de cada lugar. Nesse sentido, nós não “aprendemos” cultura. Nós a vivenciamos, e sem nos darmos conta, reproduzimos o que vivemos em nosso processo de socialização.
Para finalizar, é importante destacar que a ideia de “contexto cultural” está ligada de maneira indissolúvel à ideia de “contexto social”. Mas isso já é assunto para outra discussão.

 

Marcio Barcelos
Mestre e Doutorando em Sociologia pela UFRGS Integrante do grupo de pesquisa “Sociedade, Participação e Políticas Públicas” e do Centro de Estudos Internacionais sobre Governo da UFRGs (CEGOV-UFRGS)



O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Museu Iberé Camargo - Porto Alegre

Construído em ponto estratégico na Avenida Padre Cacique, o Museu Iberê Camargo se tornou um dos pontos culturais de referência...

Rincão Poético: Diminuta - por Jean Carlo Barusso

"Eu sustenido, Você bemol. Encontremo-nos em um tom, Seja Lá ou cá, Talvez em Sol. Eu maior, Você menor. Será minha...

Macaé (Rio de Janeiro) - por Daiane Barcelos

Cidade bicentenária, situada no litoral do estado do Rio de Janeiro, Macaé é um município de grande extensão territorial, possuindo...

El otoño y la Oktoberfest - por Elena Cárdenas

El otoño ya ha llegado a la ciudad y con él el viento, las lluvias y los cambios de color...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” - por Thainá Rocha

Uma introdução ao tema O assunto de hoje (e dos nossos próximos bate-papos) buscará refletir a respeito da tão polêmica pergunta...

Prevenindo as complicações do câncer de próstata: Novembro azul! - por Luisa Braga Jorge

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens. Mais do que qualquer outro tipo...

ATENÇÃO! Prevenção contra afogamentos: 8 Dicas Básicas

Com a chegada do verão, muitas pessoas se aventuram para as margens de rios, açudes e barragens e não levam...

Timidez na Infância: Limite entre o “normal” e o “patológico” - por Thainá Rocha

Algumas famílias têm como ideal uma criança desinibida e comunicativa, porém é preciso respeitar os traços da personalidade daquela que...

O que é a Macela?

No Rio Grande do Sul, existe a tradição de colher a marcela na sexta-feira Santa antes do nascer do Sol...

Soufflé de Chocolate - por Leonardo dos Santos

Ingredientes: •1 xíc. (chá) de Leite integral • 40g de Farinha de trigo • 40g de Manteiga sem sal • 120g...

Patrocinadores da cultura