Desafago - por Patrícia Viale

Desafago - por Patrícia Viale

Vago neste lugar qualquer. Meus pés ardem. Já não levanto a cabeça. Tudo dói. O respirar está fraquinho. Não sei o que aconteceu. Até antes disto tinha um lugar quente para dormir. Comida para este vazio dentro de mim. Afago quando eles apareciam no pátio. Com caixa de papelão e coberta para os dias frios. Eu era a cachorrinha da casa.

De repente uma coceira atrás da orelha desmoronou o tudo. Era só uma coceirinha de matar o tempo. Foi aumentando. Nas duas orelhas. Nos cotovelos. Na barriga. O pêlo começou a vagar por outro espaço. Eles encontraram as primeiras falhas. E passaram a olhar-me mais vezes ao dia. Pela manhã, à tarde e às vezes, à noite, antes da janta. Puxavam minhas orelhas. Viravam-me de barriga para cima. E sussurravam. A mulher colocava a mão na cabeça e balançava-a de um lado pro outro. Eu estava alegre. Mais vezes juntos. Mas a coceira aumentava. A mulher já não me olhava. Pronunciava sarna. O homem largava a comida num canto. A água no outro pote e ia embora sem um afago. Desafago, eu saberia depois.




Num final de tarde, o homem chegou bem perto da caixinha e me chamou. Colocou a coleira no meu pescoço e puxou-me. Abriu a porta de trás do carro e ali me deixou. Fiquei deitada. Pensei que iríamos passear. O homem abriu a porta. Me puxou pela corda com força. Tirou a coleira. Não disse nada. Sequer olhou-me. Entrou no carro e partiu. Olhando para os lados, o escuro. Ruídos desconhecidos. Sem a caixa de papelão quente nas noites frias. Sem o afago atrás das orelhas. Sem a voz conhecida. Suspirei naquele vazio. Não tive retorno. Um latido largado naquele vão. Não deu eco. As luzes nas casas de longe já se apagavam.

Este texto da voluntária Patrícia Viale descreve a tristeza do abandono de um animal. Se você tem um animal, cuide. Se você pensa em adotar, lembre-se que ele é um ser vivo e não pode ser descartado como um objeto. Animal sente fome, sede, dor e tristeza.

ONG Amigos de Rua

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Turismo natural como vocação serrana - por Karine Klein

As opções de lazer natural são muito procuradas aqui em São Francisco de Paula, já que a natureza presenteou esta...

Fallen • Lauren Kate - por Isabela Sanchez

Lucinda é uma garota que está sendo transferida para a Sword&Cross, um internato para adolescentes problemáticos em Savannah, na Geórgia...

Música - Viagem interestelar - BIKE lança seu "1943" na íntegra

A banda Bike se atira às investidas psicodélicas de Julito Cavalcante (também baixista do Macaco Bong) no lançamento do disco...

Antonio Villeroy - Samboleria de Bolso

Grande vencedor do Prêmio Açorianos de Música, anos 2014/2015, com os troféus de Melhor Compositor de MPB, Melhor Disco de...

Espécies exóticas e invasoras – uma ameaça real - por Telmo Focht

Exótica, ou introduzida, tem origem em outro ambiente ou região, mesmo que a origem e o destino estejam localizados dentro...

Cresceram mesmo - por Franco Vasconcellos

Não. Não me venham dizer que as meninas cresceram! Sempre sonhei com a menininha parceira que dizem que toda menina...

Bacalhau à Gomes de Sá - por Bárbara Brezolla da Luz

Ingredientes: 500g de lascas de bacalhau 500g de batata inglesa descascadas 200ml de azeite de oliva 1 dente de alho 2...

A Leniência Brasileira - por Fabiana Souza

O estado de mansidão da alma brasileira é dar nos nervos. Até Jesus, exemplo máximo de candura e solidariedade, se...

Livro - Barba ensopada de sangue - por Daniel Galera

Um professor busca refúgio em Garopaba, após a morte do pai, mergulhando em um isolamento geográfico e psicológico. Ao mesmo...

As Causas Ocultas da Violência – Parte 2 - por Fabiana Souza

"A causa última nunca é o mundo externo, que reage de acordo com leis fixas, e sim, o próprio homem...

Patrocinadores da cultura