Displaying items by tag: Três Coroas RS - Revista Usina

Três Coroas

Três Coroas é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se no na Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre e na Microrregião de Gramado-Canela, mais precisamente no Vale do Paranhana, a uma latitude 29º31'01" sul e a uma longitude 50º46'40" oeste, estando a uma altitude média de 56 metros. Sua população estimada em 2015 era de 26.092 habitantes. Possui uma área de 185,535 km². É um município que conta com as águas do Rio Paranhana. Seu principal acesso é pela estrada RS-115, embora também seja atendida pela RS-020. A economia da cidade é voltada para a produção de calçados femininos.

A história de Três Coroas inicia junto com a colonização da Colônia de Santa Maria do Mundo Novo, atual Vale do Paranhana, em 1846. Diversos imigrantes de origem alemã, vindos de São Leopoldo, fixaram residência no vale. Antes de Três Coroas o lugar já teve várias denominações: Colônia de Santa Maria do Mundo Novo, Santa Maria de Cima, distrito Mundo Novo, e por último Três Coroas, devido a um pinheiro Araucária com três copas (coroas) que existia no vale do Arroio Kampf.

A cultura da cidade é fortemente influenciada pela cultura germânica, trazida e cultivada pelos imigrantes alemães que colonizaram a região. Demonstrações da cultura alemã podem ser vistas na arquitetura enxaimel, nas diversas sociedades de canto, nas festas, nos grupos de danças e nos Ternos de Atiradores. O dialetoHunsrückisch, do alemão, ainda hoje é falado por um número considerável de pessoas, principalmente entre os moradores mais antigos.

Foto: Émerson Fraga

A prefeitura mantém o Museu Armindo Lauffer, que contém um acervo de documentos e utensílios dos imigrantes alemães. O turismo na cidade tem sido alavancado pelas atrações naturais como o Rio Paranhana, Camping das Laranjeiras, montanhas, pelos esportes de aventura como rafting, ciclismo de montanha e rapel, e pelo único templo budistatibetano da América do Sul, situado sobre as montanhas e aberto à visitação pública. Localizada em uma região montanhosa o município possui diversas atrações naturais. Os principais atrativos são o Rio Paranhana os parques naturais como o Parque das Laranjeiras e o Brasil Raft Park - ambos localizados na localidade de Linha Café.

Os principais eventos da cidade são o Três Coroas em Festa, um festival de comemoração do aniversário do município, realizada anualmente no mês de maio; O Três Coroas em Ação, Festival de Teatro Amador e Estudantil que acontece no mês de Novembro; o Festival de Canoagem, uma competição de canoagem, seja ela nacional, panamericana ou mundial, realizada no mês de novembro no Parque das Laranjeiras. Outros eventos importantes são a Copa Internacional de Futebol Cidade Verde e a Comemoração do Ano Novo Budista.

Na área de turismo cultural, além do templo budista, destaca-se o patrimônio histórico do bairro Sander e do interior do município. As casas enxaimel remetem aos anos iniciais da imigração alemã na região, enquanto as ecléticas revelam uma interpretação local da cultura construtiva. As áreas são reconhecidas como de interesse cultural pelo Plano Diretor, apesar de seu tombamento ainda não ter sido efetivado e encontrar resistência na população local.

Foto: Émerson Fraga

Distância de Porto Alegre: 91 km
Altitude: 56 m
Fundação: 12 de maio de 1959 (58 anos)
Área: 185,535 km²
População: 26.092 hab. (IBGE/2015)
Gentílico: Três-Coroense
Municípios limítrofes: Canela, Gramado, Igrejinha, Santa Maria do Herval, São Francisco de Paula e Taquara

Atrações TurísticasGastronomiaHospedagem

Três Coroas sedia o maior evento de ecoturismo e turismo de aventura do país - por Will Nath

Entre os dias 6 e 10 de novembro, ocorreu na cidade de Três Coroas, o 13º Abeta Summit - Encontro Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura. Durante os dias do evento, os inscritos e convidados puderam participar de palestras, fóruns e debates relacionados ao tema. Organizado pela ABETA – Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura, é o maior e mais importante evento do setor no país, reunindo empresários, gestores públicos, dirigentes de entidades, acadêmicos, guias e colaboradores.

As edições anteriores do evento ocorreram no estado de São Paulo e, segundo os organizadores, a escolha da cidade de Três Coroas como sede da 13º edição do evento foi devido ao associativismo do setor na cidade, tendo como tema “#tamojunto! A força da cooperação!”. “Quando nós começamos a organização do evento um dos primeiros gritos de guerra – e eu vou tentar caprichar no meu sotaque gaudério – dizia assim: Vamos fazer o melhor Abeta Summit da história!” brinca Luiz Del Vigna, vice-presidente da ABETA.

O evento contou com o apoio e organização das empresas de ecoturismo da cidade, recepcionando os convidados e inscritos. “O pessoal do Rio Grande do Sul fez um trabalho extraordinário de organização. Essa organização se reflete na qualidade do evento e a qualidade do evento reflete no resto do Brasil. Vocês estão de parabéns, estamos muito felizes.” completa, Luiz.  A próxima edição do evento ocorre no Território Mantiqueira nos dias 1 a 5 de outubro de 2017, abrangendo os estados de SP e MG.

Will Nath
Bem humorado, não dispensa uma boa cerveja e uma roda de amigos. Tem a escrita como forma de meditação. Mochileiro de alma, viaja pelo mundo e pelo pensamento.

Chagdud Gonpa Khadro Ling - Três Coroas/RS stars

Localização: Estrada Linha Água Brancas,1211. Ver mapa


O Khadro Ling é a sede do Chagdud Gonpa Brasil, uma organização sem fins lucrativos destinada ao estudo e prática do Budismo Tibetano. Uma comunidade de praticantes budistas mora no local e em suas terras fica o primeiro templo tibetano tradicional da América Latina.

Um pouco da história do Khadro Ling
Encantado com a beleza da serra gaúcha e com o interesse dos praticantes do budismo, ao visitar o Brasil em 1991, S.Em.ª Chagdud Tulku Rinpoche procurou terrenos na região para estabelecer um centro. Em 1995, mudou-se para onde hoje está o Khadro Ling. O centro contava apenas com poucas construções. Em 2000, doze praticantes entraram em retiro em uma casa especialmente feita para retiros. Cinco deles fizeram o primeiro retiro de três anos no Brasil sem contato com o mundo externo. Essa é uma prática comum no Tibete, mas, até então, ainda nova no Ocidente, em especial na América Latina. Em 2001, um novo prédio começou a ganhar vida: a Casa Amitaba, parte integrante de um programa educacional dedicado a diversas ações que lidam com cuidados paliativos, apoio ao luto e prevenção ao suicídio entre jovens.

Rinpoche morreu em 2002, após dois dias de ensinamentos e intensa prática espiritual.



Vídeo: Governo do Rio Grande do Sul

Como visitar
A visitação no Templo Budista é gratuita para carros de passeio. 

Horários de visitação
Quartas às sextas: das 9h30 às 11h30 e das 14h às 17h;
Sábados e domingos: das 9h às 16h30;
Grupos em vans, micro-ônibus e ônibus devem agendar a visita antecipadamente. 
Além da visitação, o público pode participar de práticas de meditação, retiros e palestras. Informe-se! 
Extraído de: http://kl.chagdud.org 

Fotos: Chagdud Gonpa Khadro Ling/ Divulgação

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Lajeado das Margaridas - Cambará do Sul/RS

Localização: 12 km do centro de Cambará do Sul O Lajeado das Margaridas está localizado a 12Km do centro de Cambará do...

Cachoeira dos Venâncios - Cambará do Sul/RS


Localização: A 23 Km da cidade, distante 12,5 Km da RS 020. Ver mapa O município de Cambará do Sul, conhecido...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Parceiros na difusão cultural