Anorexia • Causas, sintomas e tratamentos - por Jose Luiz Prado

Anorexia • Causas, sintomas e tratamentos - por Jose Luiz Prado

É amplamente aceito que algumas pessoas têm traços de personalidade distintos, tornando-os mais vulneráveis à anorexia, mas a causa da doença ainda é uma incógnita. Uma das hipóteses é que seja um distúrbio psiquiátrico causado por alterações neuroquímicas cerebrais. 

A anorexia é mais comum entre as mulheres, mas pode afetar também homens. Na maioria das vezes está ligada a questões estéticas. Ainda que a frequência seja por volta dos quinze anos, especialistas afirmam que meninas por volta dos nove anos já tem comparecido a consultórios.

Os fatores que levam à anorexia são ambientais e biológicos. Dentre os fatores ambientais, o início da puberdade aliado a uma cultura de que o belo é ser magro, podem ser disparadores do processo, fazendo com que a pessoa passe a desenvolver uma dieta de restrição alimentar. Outros fatores são: o apelo de profissões e carreiras que exaltam a magreza ou a perda de peso (dança, moda, entre outras); abuso sexual na infância; trauma grave e pressão do grupo social para ser magro ou sexy. Já dentre os fatores biológicos, destacam-se as funções hormonais irregulares e as deficiências nutricionais.



Geralmente, a pessoa com anorexia não percebe o problema, pois acha normal controlar a própria alimentação. E apesar de amigos e familiares insistirem em dizer que está magra demais e que deve se alimentar melhor, nega a informação e se preocupa em como emagrecer ainda mais. Na maioria das vezes recusa-se a procurar um especialista.

Nem sempre os familiares detectam a doença com facilidade por falta de conhecimento do assunto. Geralmente a pessoa é levada ao consultório quando já está desnutrida e parou de menstruar (no caso das mulheres) – um dos indicativos da doença. É difícil a aceitação pela família de que se trata de uma doença psiquiátrica.

Os anoréxicos têm, como principal sintoma, a perda de peso de forma deliberada. Comem o mínimo possível, praticam exercício em excesso para queimar mais calorias do que consomem em um dia. Eles têm tanto medo de ganhar peso que passam a não comer normalmente. Poderão passar a usar alguns artifícios para tentar emagrecer, como por exemplo, provocar vômito logo após as refeições, tomar laxantes (para esvaziar o intestino) e diuréticos (para eliminar fluídos do corpo). Vão tentar de tudo para manter seu peso baixo – bem abaixo da média para a idade e altura.

Não há estatísticas sobre a incidência da anorexia no Brasil, mas dados internacionais dão conta de que ela pode afetar até 20% das adolescentes, de todas as classes sociais. Os Estados Unidos têm promovido estudos que podem ser uma importante fonte de informação para prevenção e tratamento desta patologia. Ao desconfiar de algum sintoma é preciso procurar ajuda profissional. Diversos exames poderão ajudar no diagnóstico correto. A anorexia é uma doença grave que pode ser fatal. Em algumas estimativas, ela leva à morte em 10% dos casos. A recuperação nem sempre será simples, requer força de vontade do paciente e muito apoio familiar.

Jose Luiz Prado é psicanalista clínico e especialista em sexualidade humana.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Patrocinadores da cultura