Luis Fernando Verissimo foi homenageado com o troféu Escritor do Ano e dedicou o prêmio a seu pai
Fotos/Capa: Luis Ventura

Luis Fernando Verissimo foi homenageado com o troféu Escritor do Ano e dedicou o prêmio a seu pai

Academia premia melhor poesia e melhor tese acadêmica

Em cerimônia que contou com a presença do escritor Luis Fernando Verissimo, a Academia Rio-Grandense de Letras premiou os vencedores do primeiro concurso literário da entidade, na noite de terça-feira, 12, no auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, entre canções do músico Toneco, ao vivo com violão, e leitura de trechos de textos do cronista.

Germana Zanettini recebeu o Troféu Alceu Wamosy pelo livro Eletrocardiodrama (Editora Laranja Original) pelas mãos do presidente da ARL, Avelino Collet. Os outros indicados para melhor livro de poesia receberam diplomas, os escritores Demétrio de Azeredo Soster, pelo livro Quase coisa (Editora Catarse), e Maria do Carmo Campos, por Cenas mínimas (Editora Libretos). 

Na categoria Dissertação Acadêmica, Daniele Marcon, da Universidade de Caxias do Sul, levou o Troféu Dyonélio Machado, com a tese Afinal de contas, o que é um gaúcho? Erico Verissimo e as identidades regionais do Rio Grande do Sul, entregue pelo artista que criou os troféus em bronze, Lucas StreyO outro finalista era Fabrício Antônio Antunes Soares, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com Farrapos de estórias: romance e historiografia da Farroupilha (1841-1999).

Verissimo foi homenageado pela Academia com o Troféu Escritor do Ano, depois de escolhido em votação pelos acadêmicos. Emocionado, o autor lembrou a data próxima do aniversário de seu pai, o escritor Erico Verissimo, e dedicou o prêmio a sua memória: "A pessoa responsável pelas minhas leituras e influência, um exemplo de vida", disse.

A ARL foi fundada em 1901 e é filiada à Federação das Academias de Letras do Brasil. Atualmente tem 40 membros, eleitos por critérios de mérito literário e relevância na cena literária gaúcha. Sua sede preserva uma pinacoteca com obras doadas e uma biblioteca com livros de escritores do Estado, além de documentos de memória da instituição.

Fotos/Capa: Luis Ventura

Deixe seu comentário

Lugares que podem te interessar

view_module reorder

Cânion Churriado - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Parque Nacional da Serra Geral, o cânion está a 23 quilômetros de Cambará do Sul, RS. Localizado a 23 Km de...

Passeando em família pelo Itaimbezinho e Fortaleza - por Valéria de Moraes

Localizados nas proximidades do município de Cambará do Sul, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina...

Cachoeira do Tio França - Cambará do Sul/RS

Localizada a 3 Km da cidade de Cambará do Sul, é onde o arroio Campo Bom despenca para formar uma...

Cachoeira do Nassucar - Cambará do Sul/RS

Localização: Vale do Rio Santana, a 24 km do centro de Cambará do Sul. No Vale do Rio Santana, ao norte...

Cânion Fortaleza - Parque Nacional da Serra Geral

Localização: Cambará do Sul, RS - a 23 km do centro da cidade. Ver mapa Considerado um dos lugares mais bonitos...

Quer saber as novidades na Usina?

Inscreva o seu email na nossa lista e receba por email

Somos contra o spam. Inscrevendo seu email na nossa lista, receberá email emails somente enquanto desejar, a Usina sempre respeitará a sua decisão, deixando sempre disponível no rodapé do email um link para cancelamento a qualquer momento, sem complicações


Parceiros na difusão cultural