Será que vou me arrepender? - Diogo Krevoniz

Será que vou me arrepender? - Diogo Krevoniz

Esta perguntinha me atormenta e se aplica a tudo na minha vida. Afinal, temos que fazer escolhas constantemente. As escolhas fazem parte de nossas vidas e determinam os caminhos que vamos seguir.

Algumas escolhas são fáceis, como escolher o que vestir. Se bem que, para algumas pessoas, isso pode ser beeem difícil. Outras escolhas nos atormentam, como a escolha da profissão. Quem não ficou desesperado ao chegar no terceiro ano do Ensino Médio sem saber o que fazer da vida? Eu, com certeza, estava completamente perdido. E se você está em fase de vestibular, lá vai um spoiler: Você não precisa escolher imediatamente!

Talvez, os principais medos sejam o de fazer uma escolha errada e o medo das consequências que seguirão nossas escolhas. É fato. Precisamos assumir as responsabilidades pelas escolhas, sendo nossas escolhas elas boas ou não.

Dito isso, possivelmente o medo de escolher tenha aumentado, mas precisamos entender de uma vez por todas de que as escolhas nos moldam. Somos o resultado de nossas escolhas. Não há como negar. E também não há como não ficar apavorado. Afinal, como disse Verônica Roth, a queridinha dos fãs da série de livros Divergente, uma escolha te definirá (one choice will define you).



No entanto, você precisa saber que as escolhas situações não são imutáveis. Você pode escolher novamente. Nesse momento, você pode escolher algo diferente ou escolher o mesmo. O fato é que você está fazendo uma escolha. Eu escolhi escrever este texto e você escolheu lê-lo até aqui. Você pode escolher continuar ou parar… A escolha é sua!

Ouso dizer que não há escolhas erradas. Há escolhas as que nos ensinam mais do que outras. Às vezes, uma escolha tomada no calor da emoção, por impulso, que para muitos seria idiotice ou “uma escolha a opção errada”, nos leva à caminhos inesperados e que podem mudar completamente o rumo de nossas vidas. Mas para isso, é preciso ter coragem, é preciso se arriscar, porque a vida não vem com manual de instruções.

Viver é se jogar no desconhecido, num quarto escuro sem saídas. Viver é mais do que estar vivo. A vida é feita de momentos e de emoções. Então, não se preocupe se você sabe nadar ou não, se jogue no mar. Arrisque-se. Viva. O pior que pode acontecer é você aprender algo novo.

Diogo Maicon Krevoniz Balduino
São Francisco de Paula/ RS

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Cortinas abertas - por Franco Vasconcellos

Sou um palhaço. De repente, me vi, novamente, em cena e era tão prazeroso que não compreendia o porquê havia...

Um mistério chamado Monte Roraima - por Aline Pires

As barracas no acampamento do Rio Tek O Monte Roraima fica na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, um lugarzinho...

Centenário Grande Hotel Canela • Uma História, uma família, um grande hotel

A cidade de Canela, no Rio Grande do Sul completou 70 anos de emancipação em 2014. Entretanto, o turismo e...

Uma velhice saudável exige boas memórias - por Rita Frezza Maganini

  É importante perceber que para se viver bem, mais e melhor, é necessário encarar a depressão. Cultivar momentos positivos e contar...

A Tartaruga Negra e a Saúde - por Fabiana Souza

A Tartaruga Negra Gigante é um dos quatro animais sagrados, também utilizada no Feng Shui. Ela está localizada no assentamento...

Um lar e uma família - por Laerte Santos

Tenho sistematicamente abordado o assunto FAMÍLIA em minhas palestras. Na última semana sugeri ao auditório lotado, de que todos ali...

20 e 21 de janeiro - Invasão Celta na Terra dos Cânions

Bem-vindos às Highlands Gaúchas! Shows do Bando Celta, arco e flecha, feira, música, danças. Todas as tribos são bem-vindas nessa...

As luzes ainda estão acesas - por Elena Cárdenas

Feliz Ano Novo! Já estamos em 2015 e a imagem das festas natalinas está, ainda, muito forte em nossa memória. Continuamos...

Osteoporose • O que é e como evitá-la? - por Karen Gomes Lucena

A osteoporose é uma doença progressiva, caracterizada pela perda de massa óssea e deterioração da microarquitetura do osso, levando à...

Participação, qualificação do Serviço Público e Governança Democrática - por Márcio Barcelos

Quando se fala em governança, e principalmente boa governança, duas questões são apontadas como as mais importantes atualmente: a participação...

Patrocinadores da cultura