Musicoterapia - por Juliana Gomes

Musicoterapia - por Juliana Gomes

A Musicoterapia é uma terapêutica que visa, através de seus componentes – ritmo, melodia e harmonia - a colaborar no tratamento de distúrbios de natureza orgânica, psíquica, emocional e cognitiva. Seus efeitos tendem a agir no âmbito da interação social, das relações interpessoais, da transmissão de informações, do conhecimento, da criatividade, entre outros.

Entre os pacientes que buscam esse tratamento alternativo, veem-se portadores de problemas motores, autistas, deficientes mentais, pessoas com distúrbios psíquicos e emocionais, gestantes e idosos. Este profissional pode também atuar em grupos com profissionais de várias áreas, como médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e educadores. Além disso, é igualmente encontrado em consultórios particulares, trabalhando sozinho.





Apesar de sempre agir como um bálsamo terapêutico, desde o princípio da história, a terapia musical surgiu como disciplina no século XX, logo depois da Segunda Guerra Mundial. Vários músicos começaram a tocar em hospitais para aliviar o sofrimento dos soldados feridos. Com esse trabalho, muitos pacientes passaram a apresentar traços de recuperação. Desde então a música tem sido amplamente e cada vez mais usada como exercício alternativo de cura.

Geralmente, é uma técnica de participação, e assim o paciente pode tocar os instrumentos musicais, cantar, dançar ou realizar algum tra- balho musical com o terapeuta. O profissional pode recorrer a várias modalidades terapêuticas, tudo depende de suas metas, bem como dos desejos e das possibilidades do paciente. É possível também realizar interpretações musicais sobre as canções elaboradas durante as sessões. Como a elaboração musical é meramente terapêutica, o paciente não precisa ter habilidades musicais.

Já o musicoterapeuta precisa ser treinado em vários instrumentos, entre eles o violão, e a percussão são os mais comuns. A música atua na mente humana harmonizando os hemisférios cerebrais, e por consequência equilibrando pensamento e sentimento. Cada ritmo tem como efeito um resultado distinto no paciente. Há músicas que despertam nostalgia, outras provocam alegria, tristeza, melancolia, entre outros sentimentos. Depende intrinsecamente das metas de cada um.

Para estabelecer uma relação com seus pacientes o terapeuta pode usar de ruídos, movimentos corporais, coordenação musical e teatral.

Juliana Gomes
Terapeuta corporal, atende, juntamente com os músicos Gabriel Amoretti, Rodrigo Fabro e Dênis Oliveira, na Luz do Oriente Clínica de terapias Alternativas e complementares em São Chico.

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Um toque românico no ambiente para celebrar o amor - por Fabiana Souza

Que tal preparar a casa para celebrar o amor? Aqui vão algumas dicas para você compor a decoração da sua...

Academia Rio-Grandense de Letras Cria Prêmio Literário Anual

A Academia Rio-grandense de Letras (ARL) lança, dia 22 de junho, concurso literário que contempla três categorias: escritor do ano...

Mãe Reflorestadora - por Liti Belinha Rheinheimer

Quando eu era criança, nossa família vivia num sítio. Década de 1930 a 1950, em Gramado. Em 1930, meus pais...

Lasanha de Berinjela

A lasanha de berinjela é uma excelente opção para quem quer incluir no seu dia a dia mais verduras no...

Uso do particípio - por Aline Aguiar

Uso do particípio O particípio é a forma nominal do verbo que expressa ações plenamente concluídas. Em sua forma regular, o...

Bobó de frango - por Rosangela Valim Traslatti

Ingredientes: 03 Peitos de frango 02 Colheres (S) de azeite 02 Colheres (S) de massa de tomate 02 Cebolas pequenas...

Horta orgânica - por Roger França

É o cultivo de verduras, legumes, temperos, frutas e plantas medicinais usando adubos orgânicos. O local de plantio pode ser...

Primeira casinha entregue - por Rita Maganini

Na última sexta, 19, os presos participantes do Projeto “Casa para Todos” do Presídio Estadual de São Francisco de Paula...

Batalha dos Porongos - Uma data histórica, recheada de dúvidas... - por Léo Ribeiro

No último dia 14 de novembro comemorou-se 170 anos de um fato histórico, político e social de muita relevância dentro...

Rincão Poético: Poema Antiquado Sobre Amor Antiquado - por Ana Mitzi

Por onde beijam teus lábios cálidos  Que cauterizaram minha boca rasgada E silenciaram minha alma angustiada? Andam a curar teus amantes esquálidos Enquanto...

Patrocinadores da cultura