Caminantes -  Por los caminos de Santiago de Compostela - por Patrícia Vieira Reis

Caminantes - Por los caminos de Santiago de Compostela - por Patrícia Vieira Reis

Desde guria sempre amei viajar.

Botar o pé na estrada, desbravar novos lugares e conviver com as diferenças sempre me fascinaram. Santiago de Compostela foi uma dessas experiências.
Nunca tinha feito planos para realizar “El Camino”, mas a oportunidade surgiu e eu comecei a me preparar.
Procurei saber mais sobre Santiago e seus peregrinos. Trata-se basicamente de uma jornada espiritual a procura de auto conhecimento. São vários os motivos que levam as pessoas para lá. Não tenho dúvida.

Já eu, não tinha nenhuma intenção espiritual ou esotérica. O que me estimulava era a sensação de encontrar um mundo novo e desconhecido. Minha motivação era a aventura, simplesmente. Mochila pronta, pé na estrada! Comecei a peregrinação em Ponferrada (Espanha). Cada dia uma cidade diferente. Fazia uma média de 18 km diários e quando sentia o corpo esgotado, tudo o que eu queria e a simpatia dos moradores fazia daquele trajeto uma alegria para os olhos e aconchego para a alma.





Ia encontrando cada vez mais peregrinos. Eram muitos, vindos de todos os lugares. Eu percebia a mescla de idiomas no ar.
Me chamou atenção um senhor que caminhava só. Um peregrino solitário. Cabeça baixa com seus pensamentos. É... O trajeto é o mesmo, mas cada um traz consigo suas dores, alegrias e procura por suas respostas.
Lembrei de uma plaquinha que volta e meia aparecia na estrada: “ No existe el camino, el camino se hace al caminar.”
E segui, dia após dia, driblando o cansaço, pernas doídas e bolhas nos pés, mas tomada por uma energia incrível.
Foram vinte dias caminhando no sol, chuva, frio e calor, até q cheguei em Santiago de Compostela, envolvida por uma emoção indescritível. Eu consegui!!!

Todo esforço tem sua recompensa. Desistir é bobagem. Seguir em frente e superar as diculdades é superar a si mesmo. Esse é o barato da vida!! Fiquei por lá mais dois dias, com meus pensamentos. Introspectiva...

Gracias, Santiago de Compostela.

 



 

 

 

 

 

Conte-nos sobre algum lugar que visitou!
Envie para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Mais info www.usinadacultura.com

 • Publicado na Revista Usina da Cultura - número 32 - Janeiro de 2016

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Desenvolvimento da capacidade criadora através da arte - por Mercedes Sanchez

A arte é uma atividade dinâmica e integradora, com um papel fundamental na educação. O desenho, a pintura, a música, o teatro..., conformam...

8 de Março - Dia Internacional da Mulher

O dia Internacional da Mulher está marcado por uma série de lutas e reivindicações ante as sociedades de diversos países...

Encantadas: Veneno • Sarah Pinborough - por Isabela Sanchez

A saga "Encantadas" de Sarah Pinborough, se trata de contos de fadas para adultos e adolescentes, com uma trama emocionante...

São Chico: tradição e modernidade - por Marisa Fernandes Nunes

Foto: Angela Teixeira Cada pedaço de caminho da avenida principal de S. Chico conta uma história da cidade e dos seus...

5 passos para realizar um editorial de moda - por Rafael França

Minha paixão pelo mundo da moda começou cedo... Desde que me conheço por gente, lembro de admirar as possibilidades do...

Usina da cultura: como tudo começou

Partindo da ideia de que a comunicação é essencial para o desenvolvimento das sociedades, Cecilia Sanchez, designer, e Alex D’...

Métodos de esterilização em animais de companhia - por Bárbara Castagna Lovato

Em várias cidades é alarmante a população de animais de rua. A castração de cães e gatos é de suma...

Quem dorme na cama do casal? - por Thainá Rocha

Caso de consultório: Os pais deixaram que sua filha começasse a dormir junto à eles quando tinha um aninho. Após essa...

A biblioteca e a inclusão das crianças especiais na escola: uma história de dinossauros - por Cléa Penteado

Este é o relato do trabalho desenvolvido na escola, com uma turma de Jardim B(com crianças de 5 a 6...

E os anjos fumam seus charutos - por Franco Vasconcellos

"... Jamais voltaremos a ser que éramos antes da morte de um ente querido. Morremos também e em nosso lugar...

Patrocinadores da cultura